Zumbido no Ouvido: O que pode ser? É perigoso? Como Tratar?

0 2.161

Quem sofre com zumbido no ouvido tem uma sensação constante de um ruído no ouvido que pode se assemelhar ao som de uma sirene, de uma cigarra, de um apito, etc. Mas, esse ruído é percebido apenas pela própria pessoa, podendo variar de frequência e intensidade. Devido a isso, é extremamente identificar uma causa mais precisa.

Na verdade, é um sintoma e é muito importante verificar mais profundamente o que está causando tanto desconforto pois é um aviso que algo não está funcionando bem. E, na maioria das vezes, é facilmente tratável.

Algumas vezes, esses sons podem ser temporários, mas em outros podem ser permanentes, afetando bastante a qualidade de vida do paciente.

Mas quais são as possíveis causas do zumbido no ouvido? E como tratar? Saiba tudo neste artigo!

Quais são as possíveis causas do zumbido no ouvido?

Antes de descrevermos as possíveis causas, é interessante distinguir os tipos de zumbidos:

  • Zumbido subjetivo

É o som que é percebido apenas pela pessoa e, na maioria das vezes, tem origem em problemas presentes no próprio ouvido, como também desequilíbrios nos nervos auditivos e no canal por onde os sons cheguem ao cérebro.

  • Zumbido objetivo

Não é muito comum, cerca de 5% dos zumbidos se enquadra nesse caso. Aqui, além da pessoa perceber o som, o médico também o ouve durante um exame. Origina-se, geralmente, de contrações musculares, disfunções dos vasos sanguíneos ou problemas nos ossículos do ouvido médio.

Cerca de 10% da população sofre de zumbidos, sendo 95% dos casos zumbidos subjetivos e, como foi dito, 5% são os zumbidos objetivos.

Existem muitos fatores que podem estar ocasionando zumbido no ouvido:

  • Acúmulo de cera

É claro que a cera é importante para a saúde do ouvido, mas seu excesso pode chegar a entupir as vias auditivas, causando sérios problemas no tímpano. Em alguns casos, pode acarretar tonturas, dor, perda de audição e zumbido. O ideal é que depois da retirada da cera, verificar o aspecto do tímpano e controlar a audição a fim de não se subestimar uma outra lesão.

  • Presença de um corpo estranho

O zumbido pode ser causado pela presença de um corpo estranho no canal auditivo. O mais comum é a presença de mosquitos ou insetos pequenos.

  • Poluição sonora

É uma das principais responsáveis por essa condição, principalmente nas grandes cidades onde há uma exposição excessiva a barulhos, como buzinas de carros, por exemplo. Outro exemplo é quando se ouve uma música muito alta que pode provocar lesões nas células do ouvido.

  • Otite média

É uma inflamação no ouvido médio e podem gerar uma dificuldade de identificar os sons externos com mais clareza e pode piorar o quadro de zumbido.

Afecções que atingem o nervo vestibular ou áreas do cérebro responsáveis pela percepção dos sons.

  • Problemas na mandíbula

Problemas odontológicos que causem um problema na articulação da mandíbula podem ocasionar os zumbidos.

  • Dores musculares

Algumas dores musculares, principalmente na região do pescoço, podem dar origem aos zumbidos.  Isso acontece porque em razão do músculo estar tensionado, o corpo tende a liberar algumas substâncias para melhorar e acaba afetando as vias auditivas.

  • Ruptura do tímpano

Lembrando que uma das principais causas é o uso do cotonete de forma indevida.

  • Depressão;

  • Estresse;

  • Problemas cardiovasculares;

Algumas doenças cardiovasculares ao prejudicarem a circulação sanguínea, acabam tornando difícil a chegada do sangue aos vasos sanguíneos ao ouvido, dando origem ao zumbido.

  • Consumo de cafeína

A cafeína em excesso pode causar o zumbido.

  • Medicamentos

Alguns antibióticos, anti-inflamatórios, anticancerígenos podem ser a causa pois podem estar prejudicando a irrigação na orelha interna.

  • Doença de Meniere

É uma doença rara e grave que acomete a orelha interna que surge depois que o líquido se acumula neste local de forma anormal, ocasionando uma variação dos níveis de pressão dentro da orelha.

  • Envelhecimento

Com o avanço da idade, há uma perda natural da audição, o que pode ocasionar o zumbido.

  • Diabetes

Quando a diabetes não está controlada pode acabar afetando vários órgãos do organismo, inclusive o ouvido.

Não está nesta relação das causas a perda de audição, pois uma das principais causas é a perda de audição ou devido à exposição excessiva ao barulho ou em razão do envelhecimento natural. É bom saber que o zumbido não causa a perda de audição, mas a perda de audição pode provocar o zumbido.

Por que zumbido no ouvido é perigoso?

O zumbido no ouvido pode ser perigoso se sua causa não for tratada adequadamente. Por exemplo, em pacientes que sofrem de diabetes, de pressão alta e que estejam com colesterol alto. Na verdade, não é o zumbido em si que é perigoso, mas o que está o ocasionando.

Por isso, que pacientes que sofram dessas doenças devem adotar um novo estilo de vida, com hábitos mais saudáveis e que sigam à risca seu tratamento.

E sempre lembrar que o zumbido é um sinal de que algo está errado no organismo e é muito identificar sua causa.

Quais doenças o zumbido no ouvido pode sinalizar

Então, como foi dito o zumbido no ouvido pode ser um sintoma de algumas doenças. E quais doenças graves podem estar por trás do zumbido:

  • Hipertensão arterial;
  • Diabetes;
  • Problemas na coluna cervical;
  • Problema neurológico;
  • Anemia severa;
  • Disfunção da tireoide;

A grande questão aqui é que o zumbido pode estar mascarando uma doença mais grave. Por isso, a melhor coisa a ser feita é procurar logo por um médico.

Depressão e zumbido no ouvido

A depressão pode causar zumbido no ouvido por alterar os níveis dos neurotransmissores responsáveis pela audição. Estudos indicam que cerca de 60% de pacientes com zumbido crônico sofrem de depressão e 45% apresentam ansiedade. E esse número vem crescendo a cada dia.

Por isso, uma ajuda psicológica ou psiquiátrica é uma forte aliada no tratamento do zumbido. E caso aconteça o contrário, ou seja, o zumbido que esteja desencadeando a depressão, o quanto antes começar um tratamento para o zumbido ajuda muito no combate à depressão.

Alguns antidepressivos podem ter como efeito colateral o zumbido, mas geralmente é passageiro. Acontece que alguns medicamentos podem provocar uma reação ototóxica, ou seja, são danos causados no ouvido interno em decorrência de um medicamento específico.

O ideal é manter uma dieta saudável, praticar exercícios regularmente, dormir o suficiente e tentar baixar os níveis de estresse. A partir do momento que você melhora sua qualidade de vida e consegue lidar e superar alguns problemas psicológicos, é bem provável que o zumbido desapareça.

Alguns psicólogos relatam que, pensamentos negativos podem agravar o zumbido. Como a pessoa não está bem emocionalmente, o cérebro vai focar mais no zumbido. Na verdade, o paciente vai relatar que o zumbido aumentou, mas, na realidade, a sua percepção que está afinada por causa destes pensamentos negativos e aí o cérebro o identifica como uma ameaça.

Como tratar zumbido no ouvido com acupuntura

Hoje em dia, a acupuntura é reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina em tratar alguns tipos de enfermidades e tem-se obtido resultados positivos ao se tratar o zumbido no ouvido com acupuntura.

A acupuntura tem ajudado a reduzir os sintomas e foi publicado um artigo científico que a partir da estimulação de pontos de acupuntura na cabeça em 76 pacientes e onde houve uma estimulação num ponto específico do ouvido provocou uma grande melhora nestes pacientes.

Existem várias maneiras de tratar o zumbido usando a acupuntura, inclusive pode haver a combinação dos pontos aplicados na região auricular pela Técnica da Auriculoterapia com a finalidade de regular o funcionamento dos nervos auditivos e assim poder reduzir ou até mesmo acabar com o zumbido.

Na verdade, a Medicina Chinesa, através da acupuntura mapeia todos os fluxos de energia que percorrem o corpo e as relações que existem entre eles. Tanto que, na maioria das vezes, a origem da queixa não está no sistema auditivo, mas pode ser que seja um canal de fluxo de energia que esteja bloqueado ou uma tensão muscular da coluna cervical, pescoço, ombro ou cabeça.

Há também a possibilidade de que o corpo não esteja absorvendo alguns minerais como o zinco e o magnésio e esta deficiência pode estar originando o zumbido.

Enfim, o tratamento da acupuntura para zumbido no ouvido é feito através da acupuntura sistêmica, isto é, pontos no corpo e a acupuntura auricular (na orelha).

Como eliminar zumbido no ouvido

Quando a causa do zumbido no ouvido é diagnosticada, fica mais fácil seu tratamento para eliminá-lo ou diminuir esses sons tão desagradáveis. Mas caso a causa não seja identificada, não há nenhum tratamento específico, mas medidas podem ser tomadas para atenuar os sintomas e, principalmente, para evitar que o problema piore.

Há várias formas de tratamento, com medicação ou até mesmo com o uso de um aparelho auditivo, através do que é chamado de habituação ao zumbido. E cada caso é um caso.

Alguns especialistas afirmam que para alguns casos, consegue-se a cura, mas em outros é mais difícil de eliminar o zumbido. Por isso, é fundamental ouvir o paciente para buscar as possíveis causas e indicar o melhor tratamento. Segundo alguns fonoaudiólogos, pesquisas vêm sendo feitas nesta área e o melhor tratamento seria uma abordagem multidisciplinar em razão do zumbido ser decorrente de fatores psicológicos.

Existem algumas coisas simples que você pode fazer com a finalidade de eliminar o zumbido:

  • Evite ambientes com muito barulho
  • Evite usar fones de ouvido com o volume muito alto
  • Controle da pressão arterial
  • Dieta saudável e prática de exercícios
  • Evite usar aspirina. O melhor é pedir orientação médica
  • Evite alimentos que contenham cafeína
  • Evite cigarro
  • Dormir o suficiente
  • Tentar baixar o nível de estresse

Tratamentos naturais para zumbido no ouvido

Antes de mais nada, caso você esteja sofrendo de zumbido, deve evitar:

  • Gorduras saturadas
  • Sal
  • Açúcar
  • Alimentos processados
  • Café
  • Álcool
  • Cigarro

O ideal é que você inclua na sua dieta diária frutas e vegetais frescos e procure por alimentos ricos em proteínas, vitaminas A, B, E.

Veja alguns tratamentos naturais:

  • Abóbora

Assar flores de abóbora e fazer um cataplasma quente e colocar na região externa no ouvido por 20 minutos.

  • Alho

Fritar 2 dentes de alho em 2 colheres de sopa de azeite. Embeber um pedaço de algodão no azeite morno e colocar na área externa do ouvido.

  • Geoterapia

Consiste em colocar na região do ouvido uma compressa de argila com cebola ralada.

  • Manjericão

Adicionar várias folhas de manjericão no liquidificador até obter uma pasta. Passe essa mistura por um coador e obtenha o suco. Esquente este suco e aplique 2 ou 3 gotas no ouvido. Tome cuidado com a temperatura.

  • Ginkgo biloba

Tomar cerca de 120mg por dia, em cápsulas.

  • Casca de malagueta

  • Alho cru

Comer 01 dente de alho cru, diariamente.

  • Chá de gengibre

Tomar uma xícara de chá de gengibre três vezes por dia.

  • Magnésio

Tomar 300mg de magnésio por dia.

  • Vinagre de maçã

Misturar água com 2 colheres de chá de vinagre de maçã e um pouco de mel. Tomar duas vezes por dia.

Essas são alguns dos tratamentos naturais que você mesmo pode fazer para amenizar os sintomas do zumbido.

Qual médico devo procurar?

Por se tratar de um problema relacionado diretamente ao ouvido, você deve procurar um otorrinolaringologista. Lembrando que o médico deve ser consultado com urgência nos seguintes casos:

  • Traumatismo na cabeça
  • Dores de ouvidos
  • Vertigens e problemas de equilíbrio
  • Perda de audição

Na maioria dos casos de zumbido no ouvido, são realizados vários exames para poder se detectar sua causa conjuntamente com o relato do próprio paciente.

Caso você esteja passando por esta condição, não demore a procurar ajuda médica. Dependendo do caso, é bem provável que ele solicite uma audiometria ou um exame de imagem.

Muitas pessoas convivem com o zumbido e nem se incomodam mais. A grande questão é a falta de informação pois grande parte da população não sabe que existe tratamento e isso acaba afetando demasiadamente sua qualidade de vida.

Tenha em mente que o zumbido no ouvido é um sintoma e não uma doença. Entretanto, é muito importante estar atento aos sinais pois pode estar relacionado a alguma doença e esta sim necessita de tratamento.

Então, caso perceba esses sons por um período mais longo, não hesite em procurar logo um médico. E em 95% dos casos são temporários e isolados e tendem a desaparecer.\

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.