Soro Fisiologico Caseiro, no Cabelo em Pó! Para que serve?

0 43

O soro fisiológico é uma solução salina (água + sal), isotônica, esterilizada muito utilizada para fins farmacêuticos, entre muitos outros usos. O que talvez muita gente não imagina é que o soro fisiológico também pode ser usado nos cabelos e na pele como tratamento de beleza. Nestes casos, o soro fisiológico atua como agente regulador do PH ácido, equilibrando e limpando a pele e os cabelos.

A solução é tão versátil que pode ser até feita em casa ou comprada em farmácias convencionais sem receita médica sob a forma de frascos de plástico, de tamanhos diferentes e preços variados de acordo com a quantidade de líquido na embalagem.

Desde que esterilizado, o soro fisiológico pode ter vários fins diferentes, como por exemplo ajudar a fazer perfusões intravenosas, nebulizações, limpeza dos olhos, das vias respiratórias, de ferimentos, queimaduras ou feridas, e até a conservar lentes de contato, dentre muitas outras utilizações.

Neste artigo vamos entender a composição desta solução milagrosa e investigar todos os seus diferentes usos e benefícios para a nossa saúde. Confira!

Soro Fisiológico: O que é?

frascos de soro fisiológico
O soro fisiológico é uma solução salina de muitas utilidades

O soro fisiológico é qualquer solução líquida, isotônica em relação aos líquidos corporais, composta de água e cloreto de sódio (solução salina). A sua composição contém 0,9% de NaCl (cloreto de sódio) em água destilada. Ou seja, cada 100mL de água contém 0,9 gramas do sal (0,354 gramas de Na+ e 0,546 gramas de Cl-, com pH = 6,0).

No entanto, o soro fisiológico também pode ser preparado simplesmente com sal de cozinha e água da torneira, fervida para esterilizar, caso venha a ser usado para fins farmacêuticos.

Existem várias formulações diferentes de soluções salinas para fins variados. Quando estéril, o soro fisiológico é normalmente usado para infusão intravenosa, devido à isotonicidade com relação aos fluidos corporais humanos.

Além disso, é muito utilizado para higienização nasal em pacientes com constipações, gripes ou com sintomas alérgicos. Pode ainda ser útil na limpeza de pele, lentes de contato, das mucosas nasais, ferimentos, pois o soro fisiológico possui propriedades reguladoras de PH ácido e cicatrizante, capazes de diminuir a dilatação dos poros do rosto, conservar, desinfetar e cicatrizar a pele.

Assim, o soro fisiológico também é muito utilizado em biologia celular, biologia molecular, bioquímica, na odontologia, em experiências laboratoriais e preparados para microscopia.

Afinal, o que é o Cloreto de Sódio?

O cloreto de sódio (NaCl), popularmente chamado de sal ou sal de cozinha, é uma substância formada por um átomo de cloro para cada átomo de sódio. É um composto inorgânico essencial para o organismo desempenhar diversas funções vitais.

Como por exemplo, absorver e transportar nutrientes, manter o equilíbrio de fluidos e da pressão sanguínea, transmitir sinais nervosos, contrair e relaxar músculos. No entanto, a quantidade de sal no organismo deve ser controlada, pois uma quantidade exagerada ou deficiente pode ser prejudicial para sua saúde.

O sal tem sido utilizado há séculos para conservar alimentos, como ingrediente para dar sabor ou em soluções de limpeza. Mas os seus usos terapêuticos foram registrados desde o Egito e no Império Romano antigo. O sal já era utilizado para ajudar na cicatrização de feridas e outros problemas de saúde.

Hipócrates criou medicamentos que continham sal depois de perceber a natureza reparadora da água do mar nas mãos dos pescadores. Da mesma forma, médicos do Renascimento recomendavam banhos de sal para pacientes com doenças de pele.

Mas você sabe a diferença entre o Sódio e o Sal?

Apesar de hoje nos referirmos a ambos como se fossem a mesma coisa, o sódio e o sal são elementos diferentes. O sódio (Na) é um mineral, natural que está presente como nutriente em muitos alimentos não processados ​​como legumes frescos, verduras e frutas. O bicarbonato de sódio tem sódio também na sua composição.

Já o sal que conhecemos e consumimos (cerca de 75% a 90%) já vem adicionado aos alimentos, principalmente os industrializados. Neste caso, o sal geralmente é uma combinação de 40% de sódio e 60% de cloreto, mais diversos outros compostos e químicas adicionadas para tirar “impurezas” ao ser refinado.

Soro fisiológico caseiro é o mesmo que soro caseiro?

Apesar do soro fisiológico poder ser feito em casa, não é a mesma coisa que o soro caseiro. Assim, o soro caseiro a que normalmente nos referimos por este nome, é uma fórmula que consiste na preparação e administração de uma solução líquida de água, açúcar e sal de cozinha.

Neste caso, o soro caseiro é recomendado para prevenir a desidratação devido a vômitos e diarreias que permitem a perda exagerada de água e sais minerais pelo organismo. Neste caso, a função do soro caseiro, por via oral, é repor esses elementos perdidos.

O soro caseiro consiste em duas medidas rasas de açúcar (medida maior da colher-padrão) e uma medida rasa de sal (medida menor da colher-padrão) em um copo de água filtrada (ou 1 litro de água c/ 3,5g de sal e 20g de açúcar).

Como fazer soro fisiológico caseiro

Ter soro fisiológico em casa é muito útil. Apesar de poder ser facilmente encontrado nas farmácias e drogarias, você pode também fazer o seu próprio soro fisiológico em uma situação de emergência.

Normalmente, o soro fisiológico é uma solução melhor administrada em lesões menores para limpeza e desinfectação, comparada ao peróxido de hidrogênio.

Para fazer o soro fisiológico, basta misturar uma xícara de água filtrada a 1/4 de colher de chá de sal e colocar para ferver. O ideal é não usar sal iodado ou sal de cozinha comum, pois a estrutura do sal refinado foi alterada através do seu processamento e muitos benefícios e nutrientes foram retirados. Prefira o sal em estado bruto, como o sal grosso.

Soro Fisiológico: Principais Utilizações

Já vimos que o soro fisiológico pode ser largamente utilizado para diversos fins diferentes. Portanto agora, vamos explicar melhor cada uma dessas principais utilizações para que você possa obter todos os benefícios que ele pode trazer à sua saúde. Confira abaixo:

1. Soro fisiológico para higienização nasal

soro fisiologico como descongestionante nasal
O soro fisiológico pode ser usado como descongestionante nasal e para limpesa das vias respiratórias.

O soro fisiológico é muito utilizado para a limpeza e hidratação das vias respiratórias. Ele não só é capaz de lavar e assim desentupir o nariz, como também prevenir infecções, resfriados, gripes e alergias como rinite ou sinusite, por exemplo.

Quando aplicado nas narinas, o soro fisiológico diminui a viscosidade do muco, diluindo a secreção e facilitando a sua eliminação. Com isso, ele melhora a função mucociliar do nariz, que impede a entrada de organismos “invasores” do aparelho respiratório, como poluentes, vírus, bactérias etc.

Portanto, essa higienização nasal, feita regularmente, é importante para limpar a cavidade nasal e os seios paranasais de partículas filtradas, a fim de manter um ambiente o mais estéril possível para uma melhor ação das estruturas de defesa do organismo.

Para fazer a limpeza com soro fisiológico, basta ter em casa uma seringa sem agulha ou um aplicador especial em forma de chávena (irrigante nasal). Introduza a solução em uma das narinas fazendo com que força da gravidade empurre o soro para dentro da narina saindo pela outra, eliminando as secreções sem causar dor ou desconforto. Repetir o processo na outra narina, duas vezes em cada. É importante que a seringa ou aplicador e a solução de soro fisiológico sejam estéreis.

Atenção: Descongestionantes nasais, vendidos nas farmácias, feitos à base de soro fisiológico, contém conservantes em sua fórmula, considerados agentes irritantes da mucosa nasal. O cloreto de benzalcônio, por exemplo, é um conservante mais comum e causa danos na atividade mucociliar, gerando agressões que causam crises de broncoespasmo e asma, além de rinite medicamentosa.

2. Soro fisiológico para desidratação

O soro fisiológico é utilizado nos hospitais para a reposição de íons de sódio e cloro no organismo. Ele é usado para o tratamento de desidratação pela falta de líquidos ou sal no organismo, devido a episódios de diarreia, vômitos, aspiração gástrica, fístula digestiva, suor excessivo, queimaduras extensas ou hemorragias.

É importante aliado nas internações quando o paciente não pode se alimentar normalmente e precisa ser hidratado pela administração diretamente na veia.

       

Além disso, é também muito usado para ajudar a liberar os rins a fim de expelir cálculos renais na bexiga e pela uretra. Nestes casos, a solução é frequentemente misturada com glicose (açúcar) para ajudar a compensar a quantidade de sódio. Assim, o soro fisiológico passa a ser chamado de soro glicosado, uma solução isotônica em relação ao sangue, que contém 5% de glicose (C6 H12 O6) em água destilada.

3. Soro fisiológico para limpeza de ferimentos

O soro fisiológico é muito utilizado também para a limpeza de ferimentos, como lavar queimaduras, cortes ou feridas com o intuito de eliminar resíduos, detritos ou tecido necrótico da região para facilitar o exame e evitar assim, possíveis infecções.

Isso porque a solução quando estéril é mais eficaz que água, pois contém menos riscos de causar uma infecção sendo uma solução isotônica não tóxica que não danifica os tecidos da ferida e nem adiciona nem tira fluido da cama da ferida.

Além disso, não acarreta problemas de possíveis alergias e não altera a flora bacteriana responsável pela reparação da pele danificada. A limpeza com soro fisiológico deve ser sempre realizada do centro da lesão para a periferia.

4. Soro fisiológico para limpeza ocular

compressa de soro fisiológico nos olhos
O soro fisiológico pode ser usado para limpar secreções dos olhos e amenizar olheiras

O soro fisiológico também pode ser utilizado para limpar os olhos, em caso de secreções e até mesmo doenças na vista como conjuntivite, terçol, dores nos olhos e outras irritações. No entanto, como é uma região muito sensível e fácil de ser infectada, a embalagem deve ser fechada e esterilizada.

Sendo assim, o ideal é optar por embalagens individuais de utilização única, que podem ser encontradas em farmácias ou no supermercado. Para facilitar a limpeza com o soro fisiológico, podem-se utilizar compressas de gaze ou algodão esterilizadas embebidas com esta solução.

Da mesma forma, o soro fisiológico é também usado para o enxágue de lentes de contato e na sua conservação, tomando cuidados essenciais para não infectar o ambiente. No entanto, algumas formulações de soro fisiológico contém fármacos e não devem ser utilizadas em oftalmologia.

5. Soro fisiológico como veículo de medicamentos

soro fisiologico na veia
O soro fisiológico pode ser administrado na veia junto a medicamentos

Em muitas situações de internações médicas, o soro fisiológico também pode ser utilizado como veículo de medicamentos, que posteriormente são administrados diretamente na veia do paciente.

6. Soro fisiológico em preparados para microscopia

O soro fisiológico é largamente utilizado na biologia celular e molecular, na bioquímica, em experiências laboratoriais como preparados para microscopia, em áreas de pesquisa e ciência. Normalmente são utilizados como solução para acondicionar materiais variados para análise e conservação.

7. Soro fisiológico para nebulizações

soro fisiologico para nebulização
O soro fisiológico pode ser adminsitrado durante nebulizações junto a medicamentos ou sozinhos.

A nebulização com soro fisiológico é muito utilizada como tratamento de doenças respiratórias e alergias como asma, bronquite, sinusite, gripes ou resfriados. Ela ajuda a umidificar as vias aéreas e a fluidificar as secreções, desobstruindo as vias respiratórias, facilitando a respiração.

Além disso, o soro também é utilizado para diluir medicamentos como budesonida, brometo de ipratrópio ou salbutamol, por exemplo, para prolongar o tempo de nebulização e ajudar no trato durante a crise das doenças, principalmente asma, bronquite, pneumonia, entre outras. Para tanto, o soro deve ser usado frio e devidamente esterilizado.

8. Soro fisiológico para a saúde bucal

O soro fisiológico também é capaz de promover a saúde bucal. De acordo com um British Dental Journal Study, ao aquecer a água salina antes de tratar uma doença ou ferida na boca, a solução é capaz de produzir um aumento terapêutico no fluxo sanguíneo e promover uma cicatrização mais rápida.

9. Soro fisiológico para a pele

soro fisiológico na pele como água termal
O soro fisiológico na pele fecha os poros e regula o pH ácido da pele além de hidratar e limpar

O soro fisiológico é capaz de deixar a pele mais bonita e vistosa, pois equilibra o pH ácido da pele e fecha os poros. Além disso, também é capaz de promover uma limpeza mais suave, como as águas termais e micelares.

Ele ainda pode ser aplicado no dia a dia como um primer para a maquiagem, equilibrando o pH da pele e fazendo com que a maquiagem dure mais tempo no rosto. Quando aplicado gelado em forma de compressa nas áreas dos olhos também ajuda a melhorar a aparência das bolsas e olheiras. E ainda pode ser usado dentro de um borrifador para refrescar e hidratar a pele, ajudando a minimizar os efeitos dos melasmas.

10. Soro fisiológico para o cabelo

soro fisiológico nso cabelos
O soro fisiológico nos cabelos regula o pH do couro cabeludo, hidrata e protege os fios do caeblo ao fechar as cutículas.

O soro fisiológico também contribui para o equilíbrio do pH dos fios de cabelo, melhorando a hidratação do couro cabeludo e diminuindo o frizz. Normalmente, o pH dos cabelos é ácido (4.2 e 5.8) e o soro fisiológico tem pH equilibrado de 6.0, índice levemente ácido.

Por outro lado, para abrir as cutículas do cabelo e limpar os resíduos dos fios é necessário o uso de produtos alcalinos, como os shampoos. Dessa forma, quando utilizamos o soro selamos as cutículas. Por esta razão, ele é utilizado como último enxágue após as lavagens, para fechar as cutículas abertas pelo shampoo.

Ele também pode ser aplicado com um borrifador em todo o comprimento dos fios, após lavados e antes de secá-los por completo.

Receita caseira para hidratar o cabelo com soro fisiológico:

  • 2 colheres de máscara hidratante (de sua preferência);
  • 1 ou 2 colheres de sopa de soro fisiológico;
  • 1 tampinha de Bepantol líquido.

Misture tudo em um recipiente e aplique nos cabelos depois de lavados, ainda úmidos, Deixe agir por 10 a 15 minutos e em seguida, enxágue normalmente. Se quiser, pode dar um último enxágue com apenas soro fisiológico ou borrifar depois em tods o comprimento.

Precauções e Possíveis efeitos colaterais

Normalmente, o soro fisiológico é bem tolerado e raramente causa efeitos colaterais. Além disso, as reações adversas dependem da via de administração, sendo que, os principais efeitos colaterais incluem edema, eritema, infecção e abscesso no local de injeção, tromboflebite, desequilíbrios eletrolíticos, mielinólise pôntica, hipercloremia e hipernatremia.

Assim, o soro não deve ser usado em pessoas com hipersensibilidade ao cloreto de sódio ou qualquer outro componente do produto. Além disso, a solução não deve ser utilizado de forma intravenosa em pacientes com hipernatremia, insuficiência cardíaca descompensada, insuficiência renal ou inchaço generalizado.

É importante lembrar que um litro de solução salina contém 9 g de sal, uma quantidade duas vezes maior do que a necessidade diária recomendada. Portanto, os pacientes devem se manter hidratados após a administração de soro fisiológico para compensar o excesso no organismo.

Ele deve ser conservado em local frio, no refrigerador para evitar contaminação bacteriana ou poluentes. No entanto, a conservação em geladeira, não garante 100% a prevenção de bactérias ou outros microorganismos para o interior do frasco, pois a solução sem conservantes, depois de aberta, pode ser facilmente contaminada após 24 horas de exposição ao ambiente.

Além disso, o soro fisiológico deve ser considerado um medicamento, portanto, só deve ser usado sob prescrição médica.

Recomendados Para Você:

       

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Você sabe o que é um Cuidador Familiar?

Clique no botão abaixo para fazer parte de uma rede de suporte entre famílias e profissionais
EU QUERO!
Fique tranquilo, não enviamos spam!
close-link