Qual o sentido do seu aniversário?

0 1.176

Muita gente não gosta de ficar 1 ano mais velho. E quase o mundo inteiro detesta envelhecer. Nem mesmo “velho gosta de velho”, já notou? Sei que soa agressivo, mas é a verdade. Sabe porquê? Porque o que é eterno como a alma, jamais envelhece. E no fundo no fundo, somos uma alma e temos um corpo (este é o significado de “ser humano”).

É por isso que quando olhamos no espelho, quase sempre nos surpreendemos por nos sentirmos mais bonitos do que realmente estamos vendo refletido. E arrumamos o cabelo, passamos a mão no rosto, conferimos os dentes querendo que tudo esteja no lugar certo.

Daí quando se trata de ficar mais velho hmmmmm… vai depender muito de que época é esta.

As crianças adoram fazer aniversário. Os adolescentes sonham com a maioridade e as chaves do carro. Os adultos costumam passar bem por esta data, afinal de contas, a vida é assim mesmo! Mas quando inauguramos a casa dos “enta”, a cantiga muda…

Enta! Quarenta, Cinquenta! Daí pra frente a coisa só aumenta. Vixi! Nada mais combina com vinte, trinta… só vai soar diferente novamente quando chegar aos cem…

Aos cem? Meu Deus… volta!

Vamos refletir melhor: não precisamos temer a idade longeva! Só precisamos viver bem esta, na qual estamos. As demais virão em um movimento saudável e natural.

A coisa mais interessante que compreendi sobre isso foi perceber que os centenários são muito orgulhosos da idade que têm e adoram comemorar aniversário.

Demonstram raciocinar que já passaram por várias fases inclusive “aquela do medo da morte” e continuam vivinhos! Parece que isso dá um efeito de coragem que ainda nem sei como chamar. A partir dos cem iniciam um diálogo do tipo: “agora vivo por conta do Chamado de Deus”, com uma face tão boa que até eu me sinto encorajada!

É um marco histórico aqueles que hoje chegam aos cem, pois nunca tivemos tantos centenários assim. E eles estão nos dando muitas oportunidades para aprender sobre o envelhecimento saudável. Afinal de contas só chega aos cem quem se mantém por muito tempo saudável, certo? E são muitos de nós os candidatos para tal feito. Nada melhor do que nos preparar. Lapidar o envelhecer, enquanto é tempo.

Por volta dos 80 anos muitas pessoas sentem-se inseguras quanto ao futuro (ou páram de pensar nele). Mas não há como viver escondendo o futuro. Muito menos viver bem, temendo o futuro. Não tem como! Creio que isso acontece pelo medo de morrer que todos nós temos. Sabe porquê? Porque a alma, além de jovial, também é bela e eterna. Mas nos esquecemos disso quando vemos nosso corpo se modificando tanto, tanto…

A questão é que dos 80 pra frente parece que vamos concluindo nosso amadurecimento “sobre a vida e o viver”.  E se a vida continua generosa vamos nos satisfazendo, finalmente, com a vida que temos! Completando coisas que faltam, perdoando e aceitando tudo, queixando menos, reclamando menos. Interessante… não vejo os centenários reclamarem. Sinto que reclamar é algo que nem combina com eles.

Acabo de criar uma hipótese: quem vive reclamando vive menos. Será? Creio que sim pois reclamação é sinal de autoestima baixa e quem tem autoestima baixa não se cuida! Quem não se cuida… de fato vive menos!

Sendo assim… fazer aniversário vai ficando cada vez mais difícil. Até que a pessoa perde o gosto pela celebração da marca fantástica de seu nascimento que ficou “láááá trás”, enquanto você se mantém arrastando histórias!

Mas tudo muda quando sinto que a vida se parece com a costura  de uma maravilhosa colcha de retalhos ou o cuidado de uma maravilhosa e extensa lavoura. Existem nós e erros enquanto tecendo. Existem pragas e seca enquanto plantando. É isso tudo que se celebra a cada marca de 1 ano.

A verdadeira celebração está nas inúmeras “super-ações”, nas inúmeras pequenas vitórias, na fortaleza de tolerância que foi construída, no vasilhame cheio de gratidão que foi preenchido!

Assim concluo seguramente: vale mais celebrar 100 anos do que 1, 10, 15 anos. Cada vez com mais idade, mais vitórias.

Parabéns a todos aqueles bem mais velhos do que eu, pois viver longevamente é um ato de coragem e pra quem chega, é a maior conquista de todas: a conquista de uma vida completa, onde se encontra o sentido de seu aniversário.

E quanto ao sentido de se viver um vida completa… veremos num próximo texto! Pode ser?

Até breve!

Gal Rosa

COMENTE COM OS AMIGOS DO SITE: Use a caixa de comentários abaixo para trocar idéias com os leitores do site. Muitas pessoas podem interagir com você.
convite-gal

       

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.