Remédio Caseiro para Pressão Alta: Baixe a pressão!

0 280

A hipertensão arterial, popularmente conhecida por pressão alta, é uma doença crônica muito comum que não tem cura e que pode durar anos ou a vida inteira. Geralmente, cerca de 1 em cada 3 pessoas no mundo possuem pressão alta. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH), só no Brasil temos mais de 2 milhões de casos por ano ou seja, cerca 33% dos brasileiros sofrem com a doença. A boa notícia é que hoje temos uma variedade enorme de tratamentos e até remédio caseiro para pressão alta.

A pressão alta é perigosa e silenciosa, pois não possui sintomas aparentes e costuma chegar sem aviso. Apesar de requerer um diagnóstico médico, não requer exames laboratoriais ou de imagem, apenas a medição da pressão. No entanto, a pressão alta precisa de tratamento e acompanhamento médico para o seu controle. Pois, se não for controlada, pode levar a várias complicações sérias de saúde, como doenças cardíacas, acidentes vasculares e insuficiência renal.

Nesse artigo vamos explicar o que é hipertensão e suas diferentes causas, assim como abordar todos os seus tratamentos e cuidados para o controle da doença.

Hipertensão: O que é?

Remédio caseiro para pressão alta: médico medindo a pressão do paciente
Remédio caseiro para pressão alta: a hipertensãopode causar um estreitamento das artérias e dificultar a passagem do sangue causando problemas muito graves

A pressão arterial é a força responsável por empurrar o sangue bombeado pelo coração, pelas artérias, aos demais órgãos levando os suprimentos necessários. Quando a pressão é alta demais, o coração é obrigado a fazer mais força para bombear o sangue que acaba machucando as paredes das artérias quando está circulando com pressão elevada.

Essa paredes são recobertas internamente por uma camada muito fina e delicada de vasos sanguíneos, que acabam se endurecendo ou estreitando, fazendo com que as artérias fiquem mais resistentes à passagem do sangue, podendo acarretar em lesões em suas paredes.

Com o passar dos anos, essas artérias e vasos podem entupir ou romper. Quando o entupimento de um vaso acontece no coração, causa a angina que pode ocasionar um infarto. No cérebro, o entupimento ou rompimento de um vaso, leva ao “derrame cerebral” ou AVC. Nos rins pode ocorrer insuficiência renal (uremia), alterações na filtração até a paralisação dos órgãos. Sendo responsável por 40% dos infartos, 80% dos derrames e 25% dos casos de insuficiência renal terminal.

Normalmente, considera-se pressão alta uma pressão arterial igual ou maior que 14/9, sendo considerada mais grave quando a pressão está acima de 18/12. Já uma pressão normal deve permanecer igual ou menor que 13/8.

Por que a pressão aumenta?

Remédio caseiro para pressão alta: pessoa medindo a pressão com aparelho no pulso
Remédio caseiro para pressão alta: a má alimentação com alimentos com alto teor de sal e sódio são prejudiciais a pressão arterial

A pressão pode se elevar por vários motivos, mas principalmente devido a contração dos vasos sanguíneos. Por exemplo, o coração pode ser comparado a uma torneira aberta ligada a várias mangueiras, os vasos sanguíneos. Ao obstruir a saída de uma delas, a pressão ali dentro aumenta.

Normalmente, essa obstrução que acarreta no aumento de pressão é causada por uma série ou conjunto de fatores, como por exemplo, a hereditariedade, que pode estimular uma predisposição à doença. Além disso, uma má alimentação, excesso de sal, pelo sedentarismo, obesidade, fumo, estresse, bebidas alcoólicas ou alteração nos níveis de colesterol e triglicérides.

Quem pode ter pressão alta?

A pressão alta, é uma doença muito comum e “democrática” que não costuma escolher suas vítimas. Ou seja, pode acometer tanto homens, quanto mulheres, brancos e negros, ricos e pobres, idosos e crianças, gordos e magros, pessoas calmas ou nervosas.

Costuma ocorrer em uma a cada cinco pessoas, sendo, no mínimo, 25 % da população brasileira adulta, chegando a mais de 50% após os 60 anos (uma a cada duas pessoas) e está presente em 5% das crianças e adolescentes no Brasil.

Quais os sintomas da pressão alta?

Remédio caseiro para pressão alta: paciente medindo pressão em consultório médico
Remédio caseiro para pressão alta: a hipertensão é uma doença silenciosa, assintomática

Em geral, a maioria das pessoas com pressão alta, chamadas hipertensas não apresenta nenhum sintoma no início da doença. No entanto, o hipertenso pode sentir dores de cabeça, cansaço, tontura e ter sangramentos pelo nariz.

Portanto, a única maneira de diagnosticar a doença é através de um exame médico onde a pressão é medida. Por isso, é importante que os hipertensos conheçam sua condição e mantenham um tratamento adequado para o controle da pressão aferindo-a regularmente. Só assim, as graves conseqüências da pressão alta podem ser evitadas.

Quais os tratamentos para pressão alta?

Remédio caseiro para pressão alta: mulher se alimentando com legumes
Remédio caseiro para pressão alta: o tratamento é feito com medicação e controle da doença com hábitos saudáveis.

A hipertensão não tem cura, mas possui controle. Portanto, para tratar a hipertensão exige-se muito esforço dos pacientes em seguir todas as orientações médicas. Geralmente, o alvo do tratamento é baixar a pressão arterial para 14/9, e é baseado em duas estratégias: mudanças de hábitos de vida e terapia medicamentosa.

Por meio de cuidados individuais como uma dieta saudável, a prática de exercícios físicos, e um bom uso de medicamentos, conforme orientação médica, o tratamento poderá trazer aos pacientes uma boa qualidade de vida.

Exercício físico

Os exercícios físicos são muito importantes para o controle da pressão arterial. Portanto, fazer uma atividade aeróbica por 20-30 minutos, cinco dias por semana, melhora a condição cardiovascular. Em caso de lesão, praticar uma atividade que evite usar o grupo muscular ou articulação lesionados pode ajudar a manter a disposição física durante a recuperação.

Gerenciamento de estresse

O gerenciamento do estresse é essencial para uma vida saudável e o controle da pressão arterial. Para evitar o estresse, deve-se buscar uma atividade agradável que dê prazer e procurar fugir de atividades estressantes. Além disso, é sempre bom poder verbalizar uma frustração para reduzir o estresse e melhorar a saúde mental.

Tabagismo

O cigarro é prejudicial à saúde e costuma acarretar vários problemas. Um deles é a obstrução dos vasos sanguíneos que causam o aumento da pressão arterial. Por isso, é importante que a pessoa que possui pressão alta pare de fumar.

Monitoramento domiciliar

Quem tem pressão alta deve monitorar a pressão arterial regularmente e prestar atenção nas mudanças e sinais do organismo.

Dieta

A dieta de pacientes hipertensos, além de saudável e equilibrada, deve restringir o consumo do sal (cloreto de sódio) e outras formas de sódio a não mais que 2.000 mg por dia.

Medicamentos

O tratamento medicamentoso para baixar a pressão arterial pode ser feito com apenas um tipo de medicamento anti-hipertensivo ou com uma combinação de 2 ou mais medicamentos com diferentes mecanismos de ação. Por exemplo, os remédios anti-hipertensivos pertencem a diferentes classes, como os diuréticos e vasodilatadores, que muitas vezes agem em conjunto para tratar a doença.

Não há nenhum problema na associação de mais de uma droga anti-hipertensiva. Alguns pacientes com hipertensão grave precisam de 3, 4 ou até 5 drogas para controlar a sua pressão arterial. O tratamento monoterápico, ou seja, com apenas uma droga, costuma ser utilizado apenas nos casos mais leves, naqueles que, sem tratamento, apresentam níveis pressóricos abaixo de 160/90 mmHg.

Pacientes com pressões mais elevadas, principalmente com valores acima de 170/90 mmHg, dificilmente conseguirão trazer os valores para abaixo de 140/90 mmHg com apenas uma droga.

A maioria dos anti-hipertensivos disponível no mercado é composta por drogas com muitos anos de uso clínico e um bom perfil de segurança. Todavia, como qualquer fármaco, há sempre o risco de efeitos colaterais. O efeito adverso mais comum a todas as classes é a hipotensão.

Esse problema pode ser evitado com um cuidadoso controle das doses dos medicamentos, principalmente no início do tratamento. A impotência sexual é outro problema que pode ocorrer, mas costuma ser mais frequente nos pacientes idosos, que já possuem outros fatores de risco para disfunção erétil. De modo geral, se bem indicados, os anti-hipertensivos são drogas bem toleradas e efetivas.

Remédios para pressão alta

Remédio caseiro para pressão alta: cha
Remédio caseiro para pressão alta: além de medicamentos, as receitas caseiras podem ajudar

Apenas os especialistas podem prescrever os medicamentos capazes de controlar a pressão arterial. Como por exemplo, o cardiologista, nefrologista e um clínico geral, que juntos podem trabalhar em conjunto para definir o melhor tratamento e controle da doença.

Existem muitos medicamentos diferentes que podem ajudar no controle dos níveis de pressão arterial, os anti-hipertensivos são os mais indicados. Além disso, existem algumas receitas de remédio caseiro para pressão alta que podem ajudar.

Na verdade, estudos recentes já demonstraram que o mais importante no tratamento da hipertensão é reduzir a pressão arterial, e não necessariamente o tipo de droga ou remédio caseiro para pressão alta utilizada.

Anti-hipertensivos

Normalmente os medicamentos anti-hipertensivos pertencem à diferentes classes. Como por exemplo, antagonistas do receptor da angiotensina, inibidores da enzima conversora da angiotensina, vasodilatadores, bloqueadores dos canais de cálcio, diuréticos e beta bloqueadores.

Mas, atualmente, 3 classes de anti-hipertensivos são considerados de primeira linha por apresentarem boa resposta no controle da pressão arterial e baixa incidência de efeitos colaterais graves. São eles: os diuréticos, inibidor da IECA e inibidores dos canais de cálcio. Mesmo assim, alguns efeitos colaterais dos medicamentos para pressão alta podem causar os seguintes sintomas:

  • Tontura, hipotensão postural (pressão baixa quando o paciente se levanta rápido demais), enjoos e vômitos;
  • Inchaço devido à retenção de líquidos;
  • Alterações nos batimentos cardíacos;
  • Dor de cabeça;
  • Prisão de ventre;
  • Suor em excesso;
  • Impotência, apesar de que os medicamentos atuais já não provocam esse efeito e até podem melhorar a vida sexual do paciente.
       

Antagonistas do receptor da angiotensina

Antagonistas do receptor do hormônio angiotensina impedem justamente a ação dele no organismo, já que esse é hormônio responsável por elevar a pressão. Os mais conhecidos e utilizados são a Losartana e Valsartana, mas há também a telmisartana e a candesartana.

Inibidores da enzima conversora da angiotensina (IECA)

Os inibidores da enzima conversora da angiotensina relaxam os vasos sanguíneos, reduzem a pressão arterial e previnem danos nos rins relacionadas ao diabetes. Esse medicamento impede a produção de angiotensina, evitando a elevação da pressão arterial. Um exemplo é o captopril encontrado pelos nomes comerciais de Capoten, Captomed e Cozaar.

Vasodilatadores

Como o próprio nome já diz, esses medicamentos dilatam as veias e as artérias fazendo com que o sangue circule com mais facilidade. Exemplos de medicamentos como esse são Monopril, Minoxidil e Hidralazina.

Bloqueadores dos canais de cálcio

Os bloqueadores dos canais de cálcio e relaxam os vasos sanguíneos e também dilatam as veias e artérias. No caso de hipertensão leve, eles podem ser utilizados como único tratamento. São eles: Adalat Retard (nifedipino), Caltren (nitrendipino), Norvasc (anlodipino), Dilacoron (verapamil), Cardizem (cloridrato de diltiazem), Lercanidipino e Nicardipino.

Diuréticos

Os diuréticos eliminam água e sal do organismo através da urina. São eles: Higroton (clortalidona), Hidroclorotiazida, Indapen (indapamida), Furosemida e Espironolactona.

Beta bloqueadores

Os beta bloqueadores retardam a frequência cardíaca e diminuem a pressão arterial. Quando usados como colírio, reduzem a pressão ocular. No entanto, o seu uso como primeira opção não é mais indicado, e não se deve usar beta-bloqueadores como monoterapia (único tratamento). São eles Propranolol, Atenolol, Coreg (carvedilol), Metoprolol e Nebivolol.

Remédio caseiro para pressão alta

Remédio caseiro para pressão alta: alho
Remédio caseiro para pressão alta: o alho ajuda a combater a pressão arterial

Já vimos que no mercado existem vários medicamentos indicados para reduzir a pressão arterial, mas há quem prefere evitar o uso de remédios e deseja uma maneira mais natural de conseguir tratar a pressão alta.

Por isso, é muito comum a procura por receitas de remédio caseiro para pressão alta como chás e outros alimentos. A natureza, com sua variedade e riqueza de plantas, ervas, raízes e frutos, pode ser mesmo uma grande aliada e auxiliar na redução da pressão arterial e do seu controle.

1. Água de alho

O alho é alimento muito conhecido por ser um bom remédio caseiro para pressão alta por ter uma substância alicina, potente no combate do colesterol e na diminuição da pressão alta. O alho pode ser utilizado como solução ou como chá.

Para solução, descasque e amasse um dente de alho cru e misture a um copo de água. Deixe descansar por cerca de 6 a 8 horas, e tome em jejum logo que acordar.

Para o chá de alho, ferva dois copos de água com 2 a 3 dentes de alho esmagados ao fundo da panela. Cozinhe por 15 minutos em fogo baixo e depois acrescente o sumo de 1/3 de limão, adoçando com mel. Sirva em seguida, e tome três vezes ao dia.

2. Limão com água de côco

O limão misturado à água de coco é uma excelente opção de remédio caseiro para pressão alta. Eles tem propriedades diuréticas que regulam a tensão arterial. Você pode fazer uma limonada batendo 3 limões com 200 ml de água de coco, e tomar essa mistura uma vez por dia. Outra opção é tomar um limão misturado à água de coco, diariamente, antes do café da manhã, sem adoçar para agir mais rápido.

3. Chá de mangaba

A mangaba é uma fruta pouco conhecida, mas muito indicada como remédio caseiro para pressão alta, devido às suas propriedades vasodilatadoras que ajudam a diminuir a pressão. Você tem duas opções, ou come a fruta ou faz um chá com a casca da fruta. Basta ferver a sua casca, coar e tomar cerca de 2 até 3 xícaras do chá diariamente.

4. Chá de Embaúba

Outro chá poderoso usado como remédio caseiro para pressão alta é o chá de embaúba. Basta ferver 3 colheres (de sopa) de talos e folhas de embaúba em 1 litro de água por cerca de 3 minutos. Em seguida, desligue o fogo e acrescente o sumo de meio limão. Se quiser, pode adoçar com mel a gosto. Tome três vezes ao dia.

5. Suco de limão e salsa

O suco de limão com salsa também é excelente remédio caseiro para pressão alta, devido aos efeitos diuréticos dos ingredientes. O suco vai facilitar a eliminação de líquidos por meio da urina que contenham as substâncias que possam aumentar a pressão arterial. Faça um suco com um limão, e misture uma colher de sopa de salsa em 1 copo de água, batendo tudo no liquidificador. Tomar um copo por dia em jejum.

6. Chocolate amargo

Chocolate amargo de no mínimo 70% de cacau é super indicado para diminuir a pressão alta, pois possui flavonóides, importantes para o equilíbrio do organismo. Quanto maior for a quantidade de cacau, mais indicado como remédio caseiro para pressão alta.

7. Laranja lima

O suco de laranja lima puro no café da manhã, em jejum, também é um excelente remédio caseiro para pressão alta.

8. Chá de Erva Cidreira (ou Melissa)

Além de calmante, o chá de erva cidreira é também um bom remédio caseiro para pressão alta. Ferva a água e, após desligar o fogo, acrescente 30g das folhas e flores de Erva Cidreira e deixe abafado por aproximadamente 12 minutos. Em seguida, coe e adicione algumas gotas de quando for tomar o chá. Tome três vezes ao dia.

9. Suco de mamão, limão e laranja

Suco de mamão, limão e laranja é excelente remédio caseiro para pressão alta. É só bater no liquidificador um suco de 2 laranjas e de um limão com meio mamão em 100 ml de água de coco. Pode acrescentar 1 ramo de hortelã e servir gelado.

10. Suco verde

Suco verde é excelente desintoxicante e diurético, portanto um ótimo remédio caseiro para pressão alta. Bata no liquidificador o suco de um limão com 100 g de espinafre picado, meio pepino pequeno e meia maçã pequena sem sementes.

Como prevenir a pressão alta

Remédio caseiro para pressão alta: limão
Remédio caseiro para pressão alta: o limão é um excelente aliado no combate da pressão alta

Segundo o “Guia Alimentar da População Brasileira”, publicado pelo Ministério da Saúde, uma alimentação saudável tem por base os alimentos in natura, reduzindo o consumo de alimentos processados.

O mesmo deve ser feito para prevenir a hipertensão arterial, pois ao reduzir o consumo de alimentos industrializados, reduz-se também o consumo de sódio. Aumentando também o consumo de alimentos in natura, aumentamos o consumo de potássio, que ajuda também no controle da pressão arterial.

O sal e o sódio nos alimentos processados são muito perigosos. pois tem relação direta com a hipertensão. Por isso, o consumo deles deve ser moderado e se possível, ser substituído por outros temperos. Existem muitas opções de temperos caseiros que podem substituir o sal e outros temperos industrializados. Como por exemplo, as ervas como salsinha, cebolinha, orégano, manjericão, curry, pimenta, alho, cebola, etc.

Além disso, há algumas medidas que podemos tomar para evitar a pressão alta, segue abaixo:

  • Meça a pressão pelo menos uma vez por ano;
  • Pratique atividades físicas todos os dias;
  • Mantenha o peso ideal, evitando a obesidade;
  • Adote uma alimentação saudável com pouco sal, sem frituras e mais frutas, verduras e legumes;
  • Reduza o consumo de álcool ou não beba;
  • Abandone o cigarro;
  • Não pare o tratamento, é para a vida toda;
  • Siga sempre as orientações do seu médico;
  • Tente evitar o estresse;
  • Reserve tempo para a família, os amigos e o lazer;
  • Arrume um hobby ou faça atividades que lhe dê prazer;
  • Ame e seja amado.

Recomendados Para Você:

       

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.