RDIO+60 Programa nº6: Especial sobre Parkinson

informações e dicas

0 630

 

(para ouvir, clique na imagem acima)

NO PROGRAMA DE HOJE VAMOS CONHECER MAIS SOBRE A DOENÇA DE PARKINSON

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 1% da população mundial com mais de 65 anos apresenta DP (doença de parkinson).

No Brasil, infelizmente não há uma estatística exata mas estima-se que atualmente cerca de 200 mil pessoas sofram da doença e que até 2030 aproximadamente 600 mil brasileiros poderão ter a doença”.

O QUE É PARKINSON?

É uma doença neurológica progressiva que afeta principalmente o cérebro através da falta de uma substância chamada DOPAMINA, também responsável pela harmonia dos comandos e execuções de ordem motora.

Não há formas de se prevenir o Parkinson e também não existe cura até o momento. Mas há tratamento e formas de controlar os sintomas apresentados por ela.

Causas e Fatores de risco

  • Genética
  • Hereditariedade
  • Meio ambiente exposição à toxinas ou fatores ambientais
  • Idade com maior probabilidade em pessoas acima dos 60
  • Gênero: homens são mais propensos a desenvolver a doença do que mulheres
  • Elementos tóxicos: contato contínuo com herbicidas e pesticidas pode aumentar o risco para doença de Parkinson. Bem como contato prolongado com metais pesados ou substâncias tóxicas da indústria metalúrgica.
  • Traumas isolados ou repetitivos no crânio: como por exemplo, um lutador de boxe. Vários traumas podem lesionar os neurônios dopaminérgicos.

10% das pessoas apresentam sintomas desta doença  antes dos 45 anos. Em jovens apesar de ser raro, também acontece.

para saber mais, clique aqui!

 

 

 

 

QUAIS SÃO OS SINTOMAS E SINAIS?

Existem 2 grupos de sintomas e sinais:
Motores e NÃO MOTORES

MOTORES

  • Tremores
  • Movimentos lentos
  • Dificuldade para caminhar e manter o equilíbrio
  • Rigidez MUSCULAR
  • Alteração na fala
  • Incontinência urinária
  • Perda da expressão facial
  • Redução do piscar de olhos
  • Visão embaçada DENTRE OUTROS

 

SINTOMAS NÃO-MOTORES

  • Alterações no sono
  • Problemas comportamentais
  • Perturbações no sono
  • Raciocínio lento
  • Dentre OUTROS

A Doença de Parkinson é a segunda doença neurodegenerativa mais comum atrás apenas da demência de Alzheimer.

Parkinson e Alzheimer são diferentes. Alzheimer é um tipo de doença que afeta diretamente os neurônios provocando danos de natureza cognitiva (aspectos da memória).

JÁ QUE NÃO EXISTE CURA MAS INVESTIDAS EM ESTABILIZAR A DOENÇAS QUAIS SÃO OS TRATAMENTOS POSSÍVEIS?

  • Terapia de estimulação Cerebral
  • Medicamentos dopaminérgicos e seus complementares
  • Terapias Alternativas: shiatsu, Yoga, massagem
  • fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia, psicoterapia, nutrição
  • Suplementos nutricionais como por exemplo a reposição de magnésio no organismo

Mas vejam que incrível:

Muitas pessoas estão tendo resultados incríveis com atividades como dança, caminhadas e corridas, indo justamente contra aos efeitos devastadores do parkinson.

A RADIO+60 entrevistou a Janette Franco, presidente da ASPARMIG, Associação dos Parkinsonianos de MG para sabermos quais são os maiores desafios dos parkinsonianos e as nossas possibilidades para além dos tratamentos médicos, ou seja, VIDA SOCIAL! Olá Janette!!!! Grande prazer em estar com você!

Fale um pouquinho pra gente sobre os maiores desafios de um parkinsoniano:

…………………….

Um super desafio…

A gente é que agradece, Janette!!! E quero enfatizar que a Janette através da ASPARMIG, ASSOCIAÇÃO DOS PARKINSONIANOS DE MINAS GERAIS, vem fazendo um trabalho incrível que esperamos ter visibilidade não só durante a SEMANA DO PARKINSON na qual o DIA 11 DE ABRIL é o dia mundial dos parkinsonianos, mas durante todos os 365 dias do ano, TODOS OS ANOS!

Quero dizer que sou uma admiradora do que faz e que continue inspirando muitas famílias e muitos que recebem um diagnóstico de DP. JUNTOS NOS MOVEMOS!

       

E se você que nos ouve é de outro estado, faça uma busca por uma associação coo essa! Tenho certeza que você e sua família poderão receber um apoio fantástico! Mudando e muito a forma de viver mesmo estando com este diagnóstico. O que importa é a forma como vibramos para viver melhor ao máximo!

SE VC QUISER ENVIAR UMA PERGUNTA PARA A JANETTE OU PARA A ASPARMIG mande um zap para 31 98516 8710

E por falar em VIVER MELHOR…

SE INSCREVA NO II CONGRESSO OnLiNE Viver ativo e saudável. É FREE!

VISITE www.conavas.com.br

DICA DE TECNOLOGIA

Você sabe navegar na internet com mais segurança?

Aprenda a utilizar o modo de navegação anônima o qual você pode acionar clicando nos 3 pontinhos verticais que estão no canto superior direito da sua tela de navegação pela internet. Lá você encontrará a expressão “NOVA JANELA ANÔNIMA”. É só clicar que uma nova página se abrirá.

Este modo de navegação faz com seus dados pessoais ou assuntos de seu interesse não fiquem registrados naquele computador evitando que terceiros possam utilizá-los sem sua autorização. Não é legal?

Aprenda esse caminho e navegue tranquilo. Mas SE LMEBRE DE FECHAR A JANELA SEMPRE. Assim automaticamente seus dados serão apagados.

Para saber mais acesse a playlist #60+TECH no canal

A TERCEIRA IDADE COM GAL ROSA do youtube.

Não se esqueça de se inscrever e deixar seus comentários.

 

CONVERSANDO COM O CUIDADOR FAMILIAR

Se o meu pai ou minha mãe tem Parkinson?

Muitas vezes podemos considerear a pessoa portadora de Parkinson teimosa e insistente em uma ideia.

Na verdade este comportamento, se não for da personalidade da pessoa, muito provavelmente faz parte do quadro clínico da doença.

COMO DEVO AGIR?

Primeiro aprenda sobre a síndrome e reconheça seus sinais. Exercite sua paciência e tolerância compreendendo que “quanto mais você se irrita com o parkinsoniano, mais ele se comportará de forma tensa e rígida, agravando os sinais que já existem.”

Na verdade, lidar de forma tranquila e segura e lidar de forma contundente e ríspida te faz gastar o mesmo tempo só que a primeira forma faz com que a situação seja resolvida sem o cuidador familiar se sentir culpado ou ficar muito irritado com o que ele considera “teimosia” do idoso. Se precisar, peça ajuda de um psicólogo ou de um terapeuta ocupacional para te ajudar a desenvolver estratégias de ajuste e sucesso no relacionamento com a pessoa sob seus cuidados.

 

PRA TERMINAR NOSSO PROGRAMA UMA REFLEXÃO SOBRE EQUILÍBRIO

Equilíbrio

Eu entendo a importância de manter o equilíbrio em todas as áreas da minha vida: no eu, na família, na saúde, no trabalho, no lazer, na criatividade, na fé, na doação ao próximo, no riso…

Um bocadinho de tudo contribui para que eu me torne uma pessoa saudável e feliz.

A partir de hoje, aceitarei o desafio de viver cada dia experimentando todos estes temperos diferentes, de acordo com o momento e a necessidade

Abraços mil e a gente se encontra por aqui.

ATÉ O PRÓXIMO SÁBADO!

Gal Rosa

 

 

 

 

       

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.