Quem cuida do cuidador familiar? 8 DICAS PARA O CUIDADOR FAMILIAR

um ator social ainda incógnito

0 408

Em específico, quem cuida do cuidador familiar? Cada vez mais aumenta o número de idosos e
junto com isso… idosos com dependência. Ou seja, idosos que irão precisar da ajuda de
alguém para continuarem a vida de maneira digna até concluírem sua história. Esta é a missão
do cuidar.

E cuidar é o maior ato humano, já que amar é do espírito.

mãos
cuidar em casa

Sem cuidados, todos nós morremos. Dede a infância, vida adulta e ao envelhecermos. Se não morrermos por inanição, ou frio ou sede, nos deprimimos e morremos mesmo assim. A questão é que nos afastamos da cultura de cuidados há tempos! E agora precisamos voltar à ela.

Há alguém ficando sobrecarregado em muitas famílias por compreender que este papel deve ser desempenhado mas… ainda poucos ajudam. Sendo assim este alguém, como cuidador familiar acaba assumindo a tarefa do cuidar por completo e acaba, também, adoecendo. Adoecendo de tanto cuidar. Cuidando sem poder
cuidar.

Cuidar: uma questão de vida ou morte?

Mas, se não houvessem as demandas, pra quê o cuidador? Talvez um“tomador de conta” seria o suficiente. Mas o “tomador de conta” não se envolve, não tem a responsabilidade de zelar e dar satisfação quanto ao que se cuida. Mas…Um cuidador familiar não é um tomador de conta.

O cuidador familiar brasileiro

Em sua grande maioria, são mulheres, entre 50 a 70 anos, que
cuidam de seus maridos doentes ou seus pais com limitações. Essas mulheres geralmente
recebem a função por não ter ninguém mais que a desempenhe, por serem solteiras ou
separadas, por não estarem inseridas de forma estável no mercado de trabalho.

Sendo assim, deduz-se que “podem ficar por conta do dependente, já que têm mais tempo
disponível”. Desta forma negligencia-se a compreensão de que alguém dependente assim o é
24 horas por dia, 7 dias por semana. Sem feriados ou férias. E quanto maior a dependência,
maior o tempo de dedicação de quem cuida e… menos tempo a pessoa que cuida terá tempo
para se cuidar.

Que escolha, ou decisão é essa?

Escolha ou… uma função que cai de pára quedas? Este é um diálogo que precisamos ter nos dias atuais para que consigamos reduzir o impacto negativo do aumento de comorbidades num futuro próximo. Afinal de contas todos nós, de uma forma ou outra, somos cuidadores e precisamos de cuidados.

cuidar em casa

É hora de darmos força para esta cultura: a cultura do cuidar. Cuidar com palavras, gestos, atividades, funções, tempo, gentilezas, companhia, amor… enfim.

Precisamos apenas descobrir como cada um de nós pode colaborar com uma pequena função
em prol dos cuidados de alguém dependente.

Distribuir funções para evitar sobrecarga,
cooperar com pequenas coisas para que as relações tenham mais qualidade. E assim praticar
um mundo melhor a partir das nossas famílias.

 

8 DICAS PARA O CUIDADOR FAMILIAR SE C U I D A R

  1. CONQUISTE SENSAÇÃO DE MAIS BEM ESTAR!

Antes de dormir massageie seus pés com creme, apertando profundamente os pontos mais doloridos, por pelo menos 10 segundos. Inspire-se com prática do DO-IN, conhece? Alivia tensões e com isso melhora o sono e a proteção imunológica. Falando sério… esses apertões são maravilhosos! E você mesmo pode fazer em você!

       

2. ATENÇÃO! HIDRATE O SEU CORPO BEBENDO… ÁGUA!

A medicina ortomolecular preconiza que devemos beber 30ml de água para cada quilo corporal de seu peso.
É uma boa quantidade sem exageros. Faça as contas! Mantenha uma garrafinha d’água só sua para que possa monitorar sua quantidade ingerida.

dicas de saúde bebendo água
dicas de saúde bebendo água

3. AUMENTE SUA RESISTÊNCIA FÍSICA

Pratique 5 minutinhos de alongamento todos os dias (e não ache que isso rouba seu tempo). Peça um
professor de academia ou de yoga para elaborar uma série simples pra você. Faça movimentos de
contração isotônica para manter seus músculos mais resistentes (e articulações mais protegidas,
consequentemente) de maneira fácil.

Aprendi com um professor de pilates que tentava resolver o meu problema de falta de tempo! Sabe o que são esses exercícios? Apertar bolinhas com as mãos, contrair os glúteos, bíceps e demais músculos que conseguir. Crie uma série curta como por exemplo: 15 a 20 contrações para cada conjunto muscular.

E sempre que puder, coloque as pernas pra cima, pelo tempo que tiver disponível e mecha com os pés pra cima e pra baixo, girando prum lado e pro outro. Ahhhh! É ótimo isso! Tenho certeza que você já praticou alguma coisa dessas em algum momento… coisas que até aprendemos na educação física da escola!

4. PROTEJA SUA COLUNA, ELA É O SEU EIXO!

Posicionamentos saudáveis para você assentar, levantar, pegar coisas e até mesmo manobrar o idoso são muito importantes. Fisioterapeutas principalmente os que trabalham com RPG são boas fontes de dicas.

5. PARA MAIS DISPOSIÇÃO ALIMENTE-SE COM QUALIDADE

O próprio stress já se encarrega de roubar nutrientes das células deixando rastro de muitos radicais livres. E estes danadinhos aceleram nosso envelhecimento e desgaste. Portanto preste atenção na QUALIDADE DE SEU ALIMENTO! Dê preferências para alimentos naturais, integrais, lights. Dizendo a mesma coisa só que diferente… evite embutidos, gordurosos, farináceos, artificiais, refrigerantes…
Claro! Dentro de seus padrões e necessidade alimentar.

prevenção de alzheimer
prevenção de alzheimer

6. NÃO SE CONSIDERE INSUBSTITUÍVEL

Esta ideia é muito perigosa pois te aprisiona e de uma hora para outra sua falta poderá acontecer sim, só que… DE UMA VEZ! Sem dar tempo para planejamentos. E isso pode ser muito ruim para o idoso e para outros familiares. Saiba contar com outras pessoas, aproxime-se e desenvolva sua confiança em outros membros da família, amigos, vizinhos. Haverão momentos necessários para isso: fazer compras, sair, viajar, ir ao médico…

7. AH! IR AO MÉDICO!

NÃO ABRA MÃO de suas consultas. Mantenha seus exames em dia. Principalmente o dentista. Isso por si só aumenta a autoestima.

A primeira coisa que sustenta nossa autoestima é quando EU sinto que EU me cuido!
Com isso, eu vejo o quanto sou importante e então tudo o que eu busco, busco com mais qualidade pra mim.

8. POR FIM… ALIVIE SUAS TENSÕES

Solte suas feras, sabe como? Com o próprio idoso, seu companheiro de jornada! Acaba-se criando um momento muito divertido e isso poderá ser incorporado inclusive na rotina dele. Mesmo se ele estiver sentado. Coloque uma música das boas: uma que você gosta, outra que o idoso gosta. Dance e cante. Mas cante bem alto! Verá que é muuuuito divertido. Escolha músicas de acordo com a época. Adoro o carnaval pra isso pois tem aquelas marchinhas antigas que você pode baixar da internet.
Dentro de instantes sorrisos brotam facilmente e vocês sentirão uma sensação de leveza.

Gal Rosa

www.acoli.com.br
empreendedora social,

desenvolvedora do Cuidador Familiar

       

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.