Programa controlando a hipertensão funciona?

0 428

Um dos maiores problemas dos brasileiros corresponde a hipertensão. Por isso, uma das soluções mais buscadas pelas pessoas, para amenizar esse problema, é o programa, em questão. Mas é muito comum que muita gente queira saber se o Programa Controlando a Hipertensão funciona. Isto porque a pressão arterial em um grau alto, de forma geral, não apresenta sintomas específicos.

Em razão disso, grande parte das pessoas sofrem com a pressão alta e nem imaginam. Muitos só fazem essa descoberta quando precisam ir ao médico, geralmente, por outras questões.

A pressão alta é passível de acometimento de aneurisma da aorta, que se trata de um acidentes dos vasos cerebrais, patologia de arterial periférica, embolia pulmonar e diversas outras patologias que se responsabilizam pelo óbito de muita gente, todos os anos.

Em razão disso, a hipertensão é uma das patologias de maior perigoso, silenciosos e comuns entre a sociedade. E, portanto, até mesmo uma dieta desregulada, hábitos ruins da vida, geram a pressão alta, que acomete inclusive os jovens e crianças que não possuem uma boa saúde, principalmente.

Se a sua intenção é aprender a fazer o controle da pressão, baixando-a e promovendo a prevenção das possíveis consequências, está no lugar certo.
Acompanhe a leitura e descubra os benefícios do Programa Controlando a Hipertensão.

Por se tratar de uma patologia extremamente silenciosa, é relevante que se saiba como fazer o controle da pressão alta. Aqui estão algumas dicas que podem auxiliar você a manter a pressão normalizada:

  • Não fume;
  • Pratique exercícios físicos de forma regular;
  • Evite bebidas;
  • Controle o seu peso, de modo a evitar a obesidade;

Se houver esforço para acompanhar essas dicas, já estará controlando a hipertensão de maneira muito eficaz. Porém, não basta apenas isso para que sua vida esteja a salvo em relação a pressão alta. Por isso, o Programa Controlando a Hipertensão é uma maneira eficaz de solucionar os problemas previstos pela pressão alta.

A recomendação é o e-book denominado Programa Controlando a Hipertensão de Augusto Nogueira. O intuito desse conteúdo é disponibilizar a uma qualidade de vida melhor, fazendo o controle efetivo da hipertensão, sem depender de remédios para que isso aconteça.

>> Clique aqui para acessar ao programa

Hipertensão Arterial: o que é?

A hipertensão arterial é também denominada como pressão alta, uma patologia marcada por ser silenciosa e não apresentar, na maioria dos casos, nenhum tipo de sintoma, atrasando o diagnóstico da situação. A patologia acontece ao passo que a pressão arterial da pessoa, maior de idade, esteja a cima de 140 por 90 ou 14 por 9.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBS), há uma estimativa de que 25% dos brasileiros estão sofrendo com a pressão alta, sendo mais de 50% das pessoas tenham mais que 60 anos.

Além disso, a patologia em questão também causa:

  • 40% de infartos;
  • 80% de derrames;
  • 25% de situações em que houve a insuficiência dos rins;

É muito importante atentar-se a pressão arterial para que seja possível um diagnóstico precoce da situação, a partir de especialistas.

Hipertensão do avental branco

A hipertensão do avental branco aumenta a pressão dos pacientes que tenham um quadro de ansiedade em diagnósticos clínicos. Isso faz com que a pressão aumente em mesmo instante.

Ainda que não tenha uma tipologia de hipertensão, com alguma certeza, acontece em indivíduos que são predispostos ao desenvolvimento da patologia.

Causas da Hipertensão

A pressão arterial tem seu aumento por diversas razões, mas de forma principal, em virtude dos vasos pelos quais o sangue circula, que ocorre a contração. Além desse fato, vários fatores influenciam a desenvolver a hipertensão.

São eles:

  • hipertensão na família como um fator histórico;
  • diabetes;
  • obesidade;
  • dieta rica em sódio;
  • tabagismo;
  • gordura em excesso na corrente sanguínea;
  • consumo excessivo de bebida alcoólica;
  • sedentarismo;
  • estresse.

>> Clique aqui para acessar ao programa

Riscos da Hipertensão

Quando não há o tratamento correto e hábitos adequados de vida, a hipertensão pode acometer várias questões do organismo, além de desencadear as consequências de:

  • Insuficiência cardíaca;
  • Arritmias cardíacas;
  • Infarto do miocárdio;
  • Possíveis aneurismas;
  • Perda da visão;
  • AVC isquêmico e hemorrágico;
  • Insuficiência renal crônica;
  • Demência por micro infartos cerebrais;
  • Arteriosclerose.
  • Diagnóstico
  • Óbito súbito;

Os indivíduos que sofrem com a pressão alta, precisam comparecer ao cardiologista 1x a cada 180 dias, e aquelas que já foram diagnosticadas devem comparecer ao especialista por pelo menos uma vez a cada 12 meses.

É importante que as crianças tenham acompanhamento devido da pressão arterial juntamente dos especialistas pediatras.

Como já dito, os sinais da pressão alta geralmente são silenciosos, mas há testes que podem ser realizados em laboratórios que conseguem detectar antecipadamente o parecer. São eles:

  • Urinálise;
  • Ureia e/ou Creatinina;
  • Hematócrito;
  • Potássio;
  • Lipidograma.
  • Cálcio;
  • Glicose em jejum;
  • TSH e T4;

Tratamento e Prevenção da Hipertensão

Caso você sofra da hipertensão, ou ainda que possa ter, em relação ao histórico da família, é preciso aderir aos seguintes informativos abaixo, que podem prevenir a patologia e ser uma forma de tratar a doença, a fim de buscar a estabilidade da pressão arterial:

  • Redução do sal de cozinha e da alimentação que seja composta por sal em excesso;
  • Redução da ingestão de bebidas alcoólicas;
  • Abandono do tabagismo, em caso de ser fumante;
  • Prática de exercícios de forma regular;
  • Controle das modificações das gorduras no sangue;

Em oposição aquilo que as pessoas ainda acreditam, a hipertensão arterial ou pressão alta se caracteriza por ser uma patologia silenciosa, em grande parte dos casos, e que promove uma tensão elevada além da normalidade que exerce o sangue em relação as paredes arteriais.

E, visto que essas pessoas descobrem a patologia de modo tardio, tem se apresentado um dos problemas mais perigosos do mundo, de acordo com o Ministério da Saúde, até porque trata-se de um aspecto que determina o surgimento ou o teor de gravidade dos problemas dos vasos cardíacos.

A recomendação é que todos que sejam predispostos à hipertensão arterial, como já diagnosticados pela família, façam consultas de forma periódica até o especialista médico do coração. É importante que todos saibam que não há outra maneira de alegar a doença, se não buscando testes e consultas especializadas.

Os equipamentos caseiros, por exemplo, não são muito seguros. É importante, sim, fazer a consulta para averiguar se você realmente é hipertenso. Estes equipamentos que temos em casa não são 100% regulados, e geralmente, entardecem o diagnóstico da pressão alta. Lembre-se que, se sua pressão está acima de 14 por 9, então há problemas a serem resolvidos.

>> Clique aqui para acessar ao programa

Hipertensão Arterial: sintomas

Além de ser feito um check-up constante, é preciso que o paciente se atente aos seguintes possíveis sintomas da pressão alta. São eles:

  • visão embaçada;
  • dores na região da nuca;
  • tontura;
  • cansaço;
  • sangramento no nariz;
  • náuseas e vômitos – esses sinais, geralmente, surgem em situações de acometimento mais grave da doença.

Ainda que muita gente não tenha nenhum sinal da pressão alta, sem apresentar sintomas e afins, durante a rotina diária, é claro que sempre existem exceções a serem cuidadas.

Na situação da hipertensão arterial, existem indivíduos que podem se sentir desconfortáveis de maneiras específicas, e isso é um sinal da pressão alta.

Tratamento com o Programa Controlando a Hipertensão

É importante, sobretudo, fazer a identificação dos sintomas que o organismo transmite, de acordo com especialistas. Por isso, ao tratar a patologia, é importante ficar sempre atento aos sinais do corpo.

Convencionalmente, a doença é tratada a partir de medicamentos. Mas em casos extremos, isso não resolve muita coisa. O hipertenso deve ter em mente que precisa mudar de vida, com alimentações menos salgadas e gordurosas, perdendo peso e praticando esportes, por exemplo. Isso ajuda a controlar a doença, e, se você tiver outras patologias como diabetes e colesterol, é imprescindível que se faça o controle desses outros fatores também.

       

O Programa Controlando a Hipertensão traz exatamente aquilo que o paciente precisa saber a respeito desse mal. Através de um conteúdo bem estruturado e eficaz na redução e controle da hipertensão arterial.

Patologias mortais da Hipertensão

A pressão alta é uma patologia que nunca vem sozinha. É bem provável que apareçam outros problemas e doenças juntamente desse diagnóstico. E o pior: todos esses problemas que são desencadeados a partir da hipertensão, também são extremamente fatídicos.

Este ponto trata-se de mantermos a atenção em relação ao controle da hipertensão. É isso que o Programa Controlando a Hipertensão pretende expor de maneira eficaz aos pacientes que já não sabem como melhorar a qualidade de vida.

As principais doenças que são desencadeadas pela pressão alta, acometem o organismo de forma efetiva e trazem um perigoso amedrontador à vida. São elas:

>> Clique aqui para acessar ao programa

AVC

O acidente vascular cerebral é uma das consequências mais terríveis da pressão alta. O AVC acontece ao passo que o sangue vá até a região cerebral, de modo a ocasionar um óbito dos tecidos deste órgão.

Insuficiência dos Rins

Nas situações de maior gravidade, os pacientes hipertensos podem necessitar de transplantes de rim, sendo que, nesse caso, a espera pelo órgão pode demorar anos, pois há o fator da compatibilidade que pode ser complicada. O quadro é muito pior se você depender de uma saúde pública, que é precária e entardece essas questões.

Problemas de visão

Aqueles que percebem sinais avançados da hipertensão e sofrem de visões mais turvas, podem ter alguma patologia na região ocular. Se houver uma gravidade a partir disso, é muito possível que o paciente sofra perdas parciais ou
total de sua visão.

Esses problemas não são apenas para amedrontar o leitor, mas sim informa-lo dos riscos que essa doença silenciosa pode acometer em nosso organismo. Portanto, não fique aí parado sem uma solução para os seus problemas de saúde. Participe do Programa Controlando a Hipertensão e viva sem medo.

Benefícios do Programa de Controle da Hipertensão

Ao passo que você decida mudar de vida e adquirir ao programa controlando a hipertensão, estará recebendo os benefícios de:

  • Fazer o controle da pressão arterial, a partir de uma oportunidade em melhor a situação vital própria;
  • Não ter que dispor de custos elevados com medicamentos para controlar a pressão alta, que, de fato, não solucionam o motivador da patologia;
  • Fazer o controle do peso, de modo a eliminar possíveis riscos desencadeadores da pressão alta;
  • Tem a oportunidade de recolher o aprendizado na manutenção de alimentação saborosa e saudável;
  • Eliminação efetiva de todos os efeitos colaterais dos medicamentos de farmácias.

Esse é o método para se livrar de quaisquer consequências fatais da hipertensão. O Programa Controlando a Hipertensão traz o seguinte conteúdo de curso:

O e-book do treinamento para controle da Hipertensão é visual, sendo que a divisão de 4 módulos específicos ocorre por meio de vídeos.

Os módulos são:
Módulo 1– Compreendendo e Dominando a Hipertensão;
Módulo 2 – Solução Real para Hipertensão;
Módulo 3 – Controlando Definitivamente;
Módulo 4 – Treinamento Avançado.

Todo o treinamento é dotado de conteúdo comprovado pela sua eficácia em auxiliar pessoas que sofrem de hipertensão arterial. Além disso, o Programa de Controle da Hipertensão disponibiliza um Bônus que é composto por 5 e-books – que são livros digitalizados – que podem ser adquiridos sem custos, ao passo que ocorra a participação do paciente ao curso.

Os bônus, em si, ultrapassam o custo total do treinamento. E é um dos benefícios em se adquirir o produto a partir de seu site oficial.

Alimentos que podem auxiliar a controlar a Hipertensão

Aqui estão alguns alimentos que, aliados ao Programa Controlando a Hipertensão, podem ser úteis para a manutenção saudável de sua dieta:

Aveia

A aveia participa da categoria dos carboidratos e trata-se de uma ótima fonte de vitaminas, fibras e minerais. A alimentação, em questão, age efetivamente, de forma saudável, no emagrecimento disponibilizado a partir do retardo do gástrico esvaziado, prolongando o tempo de saciedade do apetite.

Dessa forma, a aveia controla a glicose do sangue, tendo uma função importantíssima para quem sofre de hipertensão. Ainda, a aveia é composta por magnésio que, quando unida ao cálcio, auxilia a relaxar os músculos, e promovendo a diminuição de inchaços pelo corpo.

Amêndoa e noz

Por se tratarem de fontes ricas de magnésio, tanto as nozes quanto as amêndoas agem com fução vasodilatadora. Por isso, a ampliação dos vasos de sangue promove o auxílio para controle da hipertensão.

Esses elementos são fontes também da vitamina E, que trata-se de um dos antioxidantes fundamentais e naturais que existem, auxiliando no retardo do envelhecimento e várias possíveis complicações que envolvem o coração.

Ômega 3

Os alimentos que disponibilizam o ômega 3, como a sardinha, o atum, salmão, azeite e linhaça, devem ser ingeridos por quem possua a pressão alta, em dosagens maiores que as estipulados de valores diários normais.

Pesquisas comprovam que consumir o ômega 3 reduz a vasoconstrição e aumenta a vasodilatação. Essa substância, então, promove uma dificuldade da síntese responsável pela contração dos vasos de sangue, e favorece a síntese que destaca a abertura dos vasos.

>> Clique aqui para acessar ao programa

Ervas

São elas:

  • a salsa
  • a cebolinha
  • o coentro
  • o alecrim
  • a sálvia
  • o manjericão
  • o louro
  • o tomilho

Todas essas ervas são temperos maravilhosos e naturais. Portanto, eles agem em substituição ao sal, por exemplo. Ao passo que se reduza o sal, há a redução do sódio, que é um inimigo ferrenho de quem tem pressão alta.

O sódio facilita que se retenham líquidos no corpo, tornando a pressão arterial mais alta e disponibilizando o aumento dos riscos de patologias dos rins e cardiovasculares.

Alho

Fonte rica de vitamina C, o alho é um poderoso antioxidante, que atua na redução dos radicais livres que se responsabilizam por envelhecer a pele e tecidos precocemente. O alho é um ótimo combatente ao câncer e, inclusive, doenças relacionadas ao coração.

Além desses fatos, ao combinar várias substâncias que estão presentes nessa alimentação, como o magnésio, ajuda, mesmo que de forma minuciosa, a dilatar os vasos de sangue, promovendo a redução da pressão e favorecendo que o sangue circule.

Potássio

Ao contrário do sódio que promove a estimulação dos líquidos retidos no organismo, promovendo um aumento do sangue que circula, resultando numa pressão arterial também elevada, o potássio tem ação natriurético.

Isso significa que ele estimula que o sódio seja eliminado. Dessa forma, a alimentação rica em potássio favorece os hipertensos. O potássio pode ser encontrado no feijão preto, abóbora, inhame, cenoura, maracujá, laranja e afins.

Leite e derivados

O leite e seus derivados são fontes riquíssimas de cálcio e não devem estar alheios à dieta daqueles que possuem a pressão alta. A substância, em questão, age como um hipotensor.

Isso significa que ele promove uma redução da pressão do sangue, até porque disponibiliza um estímulo a eliminar o sódio. A vantagem maior desses elementos é que tanto as porções mais pequenas já apresentam concentrações grandes deste mineral.

>> Clique aqui para acessar ao programa

Recomendados Para Você:

       

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.