Organização: coisas no lugar traz saúde e bem estar

onde o lugar das coisas traz qualidade de vida e harmonia em seu dia a dia

0

A relação entre saúde e organização é tão direta que a desorganização é capaz de trazer ansiedade, sobrepeso e doenças – estudos científicos andam afirmando isso.

Assim, convidamos Grácia Fidelis e Renata Fidelis, experts no assunto, para nos motivar a manter cada coisa em seu lugar.

quadro

O que é ORGANIZAÇÃO?

Organização é dispor os objetos, rotinas e processos de maneira prática e lógica. Organizar para alcançar funcionalidade. Organizar e garantir sua fácil manutenção, através de soluções que atendam às necessidades de cada pessoa ou família, respeitando sua identidade e protagonismo.

Organizar é diferente de arrumar, no sentido que a primeira consiste em sistemas lógicos. Enquanto a segunda baseia-se em estética e análises subjetivas.

O objetivo da organização é trazer qualidade de vida e produtividade, liberando nosso tempo e nossa mente, para que possamos usufruí-lo com atividades importantes para nosso bem-estar. Há estudos que dizem que 40% do trabalho doméstico é reduzido quando nos livramos da bagunça.

Etapas do processo de organização

São 5 as etapas do processo de organização:

  1. Triagem ou Descarte
  2. Categorização: separar os itens por grupos de similares
  3. Setorização: determinar os lugares para guardar cada grupo de itens
  4. Identificação: Identificar os locais de guarda dos itens
  5. Manutenção: garantir a organização efetuada de maneira simples e rápida

 

papeis

O DESAPEGO NA ORGANIZAÇÃO

É muito comum nos depararmos com frases do tipo “eu me encontro em minha bagunça”.

Muitas vezes, essas frases vêm com o receio de que o processo da organização se resumirá a jogar itens no lixo para ganhar espaço para o novo.

Mas é sabido que 80% da bagunça é resultado da desorganização

e não de falta de espaço.

O desapego (ou descarte) é uma parte importante, sim, da organização. Essa etapa é muito mais um momento de você se reconectar consigo mesmo. E entender o que de fato traz alegria para sua vida, como escreve Marie Kondo, em seu livro A Mágica da Arrumação.

E esse sentimento de felicidade deve ser encontrado, não só sob a ótica do funcional, como também das lembranças. O que realmente lhe traz boas memórias dentre o que você guarda em seus espaços? O que te deixa triste, ou te desmotiva? Tudo isso, deve ser levado em conta no momento do desapego.

ORGANIZAÇÃO COM CRIATIVIDADE

A organização não deve ser um padrão: nem sempre, o que funcionou com seu amigo, vai funcionar com você.

       

Isso, porque todo o processo, seja feito por você ou por um profissional, deve respeitar sua rotina, suas atividades e sua lógica. Pensar na sua independência, na sua identidade faz toda diferença para que a organização seja assertiva.

Ressignificar objetos, novos usos para velhas coisas, tudo isso é importante para que você se reconheça naquele espaço.

Já pensou em usar uma vasilha de plástico, que está sem tampa em sua cozinha, para organizar itens em seu banheiro? E um porta-temperos que pode resolver o problema de organização de medicamentos, para um idoso com restrições? Ou ainda, um porta-mantimentos, que tenha muita memória afetiva, que pode se transformar em um porta fuxico, no espaço de artesanato daquela pessoa.

Esses são exemplos de soluções criativas na organização à serviço do cuidado com a pessoa que habita aquele ambiente.

escrita

TUDO COMEÇA COM O PLANEJAMENTO

Marie Kondo sugere que a organização comece ao colocar todos os itens em cima de sua cama, ou no tapete, ou ainda na mesa. Deixar tudo o que é correspondente àquele ambiente bem visível, para começar as etapas.

Esse caos pode trazer à tona sentimentos diversos: desespero, alegria, ansiedade, vontade de chorar. E tudo bem! A partir daí, você consegue ver o que realmente te toca e só então, vai conseguir separar por categorias.

Identificar também tira de seu cérebro o esforço de se lembrar: seja por um desenho, seja por uma palavra. Estando ali registrado, você apenas lê e acessa aquela categoria de maneira simples e rápida.

E se você tem dificuldade em começar esse processo mágico de organização, não se preocupe. Comece aos poucos, por itens que tenham pouco apelo emocional para você.

À medida em que conseguir cumprir sua meta de organização, você começará a perceber os benefícios da organização e vai querer continuar. Se for o caso, procure ajuda de um profissional.

Sociedade atual x Organização pessoal

Cada vez mais a organização mostra seu potencial, que vai muito além de dobras: trata-se de uma atividade sistêmica, abrangente, primordial ao bem-estar e à produtividade.

A sociedade atual busca cada vez mais por praticidade. Aumenta-se o interesse de maneira a utilizar o tempo disponível com o lazer, o desenvolvimento e, mais que nunca, com o trabalho em home office.
A pandemia e o isolamento social voltaram nossos olhares para nossa casa, nossas relações familiares e sociais.

Trouxe consigo o entendimento de que é preciso repensar nossas rotinas e espaços, de maneira a conciliá-los com este novo normal. É um movimento em busca de criar novas soluções para o que surgiu agora. Transformar nossa realidade. E assim apesar da correria e estresse do dia-a-dia, que tenhamos uma casa com vida e recheada de espaços, memórias e significados.

repensar

Grácia e Renata Fidelis

Personal Organizers

Instagram: @repensarorganizacao

       

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.