Nevralgia: Pernas, Gengiva, Dentes, Cabeça. Tem Cura?

Se você é um dos milhões de pessoas que sofrem de nevralgia, sabe o quanto esta condição pode atrapalhar sua vida. 

0 118

Nevralgia é um termo amplo usado para descrever dor aguda relacionada à disfunção nervosa.

A dor neurológica pode afetar qualquer parte do corpo e geralmente é o resultado de uma pequena lesão, como um músculo tenso ou um ligamento torcido. Outra causa importante é a compressão do nervo ou irritação associada a uma condição degenerativa.

       

A compressão dos nervos ou das raízes nervosas pode produzir dor localizada. Esta se irradia ao longo do comprimento do nervo afetado. Como consequência, causa formigamento, dormência ou fraqueza muscular em todas formas de neuralgia.

O que causa a nevralgia

Se você é um dos milhões de pessoas que sofrem de nevralgia, ou dor causada por danos nos nervos ou compressão, sabe o quanto esta condição pode atrapalhar sua vida. A dor e a mobilidade limitada podem dificultar a realização de um dia de trabalho ou de passar bons momentos com amigos e familiares.

Embora possa ocorrer em qualquer área, é comum que os sintomas se originem na coluna, onde as condições degenerativas podem causar compressão nervosa que se irradia para outras partes do corpo.

Encontrar tratamento que possa lhe devolver a uma melhor qualidade de vida é possível. Aprender sobre o que causa a nevralgia é um passo importante para obter o alívio.

Além de causas degenerativas, outros fatores podem contribuir para a iniciação ou agravo da condição, tais como:

  • Obesidade;
  • Má postura;
  • Esforço excessivo;
  • Doenças diversas;
  • Infecção;
  • Distúrbios congênitos.

Enquanto alguns destes são inevitáveis, outros podem ser controlados pelo exercício, mantendo uma alimentação saudável, praticando a mecânica corporal adequada e o abandono do fumo.

A nevralgia pode atingir várias partes do corpo e suas causas são diversas.

Problemas específicos que podem causar nevralgia

O sistema nervoso é vulnerável a várias condições que podem causar dor para percorrer as vias nervosas em todo o sistema nervoso. A nevralgia pode ser causada por:

  • Efeitos colaterais de certas drogas;
  • Irritação química;
  • Diabetes;
  • Infecções diversas;
  • Lesão traumática;
  • Inflamação;
  • Tumores que irritam os nervos próximos.

Quais são os sintomas da nevralgia?

Os sintomas da neuralgia variam de pessoa para pessoa. No entanto, indícios consistentes são:

  • Dor aguda;
  • Dor maçante, latejante e crônica;
  • Fraqueza muscular;
  • Fadiga;
  • Rigidez;
  • Dor que irradia ao longo do nervo;
  • Maior sensibilidade;
  • Formigamento;
  • Dormência.

Essas sensações podem permanecer centralizadas no local da compressão do nervo ou podem percorrer o seu caminho.

A nevralgia é capaz de afetar gravemente o dia a dia se tornar crônica. Atividades que antes eram parte normal da vida cotidiana, como compras de supermercado, passear com seu cachorro ou trabalhar no quintal podem terminar sendo tarefas difíceis ou mesmo impossíveis de realizar.

Aprender mais sobre a condição e os sintomas específicos pode ajudá-lo a se tornar um paciente melhor informado. Também auxilia a trabalhar em conjunto com seu médico para desenvolver o tratamento necessário para retornar ao ritmo de vida normal.

Um dos locais onde a nevralgia mais aparece: gengiva e dentes.

Formas de reduzir o risco de desenvolver nevralgia

Os médicos geralmente recomendam as seguintes atitudes para afastar a possibilidade de desenvolvimento da nevralgia. Entre elas estão:

  • Não fumar;
  • Consumir uma dieta equilibrada, rica em nutrientes, em proteínas, antioxidantes e ácidos graxos ômega-3;
  • Manter uma postura correta;
  • Não participar de trabalhos pesados ​​ou outras atividades que causem estresse excessivo no pescoço ou nas costas;
  • Manter-se ativo com exercícios de baixo impacto que melhoram a saúde cardiovascular enquanto alongam e fortalecem os músculos de apoio;
  • Manter-se tranquilo, relaxado e sem estresse para que os sintomas não se agravem.

Classificação dos tipos de nevralgia

O termo nevralgia abrange uma ampla variedade de dores e outros sintomas que milhões de brasileiros experimentam todos os dias. Existem muitos tipos, mas todos compartilham uma característica comum: alguma forma de disfunção nervosa está presente.

Aqui estão alguns exemplos das diferentes classificações de neuralgia, com breves descrições dos sintomas e causas associados:

Occipital – Dor e outros sintomas que se espalham pelo pescoço e pela cabeça. São causados por disfunção dos nervos occipitais, que vão da base do pescoço até o couro cabeludo;

Pós-herpético – Dor crônica advinda de uma infecção. Muitas vezes se desenvolve em pessoas com mais de 60 anos como um ressurgimento do vírus que causa varicela;

Trigêmio – Inchaço doloroso e espasmos tipo choque elétrico no rosto, especialmente ao redor do olho. Pode ser desencadeado pelo toque ou por sons, como resultado da disfunção do nervo trigêmeo.

Glossofaríngeo – Dor severa na língua, garganta, ouvido e amígdalas. Ocorre como resultado da irritação do nono nervo craniano.

Ciático – Dor lancinante na parte inferior das costas, nádegas, pernas, pés e/ou dedos. Ocorre como resultado da compressão do nervo ciático, o nervo mais longo e mais largo do corpo.

Tipos mais comuns de nevralgia

A nevralgia pode ocorrer em qualquer região do corpo, embora uma das formas mais comuns é ciática, que se origina na coluna lombar (inferior) e provoca dor, dormência e formigamento que pode irradiar através dos quadris, nádegas, pernas e pés.

Lombar

A nevralgia na lombar é um termo que descreve a dor e outros sintomas causados ​​pela compressão das raízes nervosas espinhais ou da medula espinhal.

Elas fazem parte do sistema nervoso central e são responsáveis ​​ou transmitem mensagens entre o cérebro, coluna e extremidades. Quando a compressão ou irritação do nervo ocorre na espinha, ela pode enviar sinais de dor entre a coluna, o cérebro e as extremidades, produzindo formigamento, dormência ou fraqueza muscular.

Na coluna lombar (parte inferior das costas), os sintomas podem se desenvolver na parte inferior das costas, nádegas, pernas, pés ou dedos. Causas da neuralgia espinhal

Essa condição na lombar ocorre porque as vértebras dessas regiões são responsáveis ​​por suportar o peso, o movimento da cabeça e da parte superior do corpo, respectivamente. Essa pressão constante na coluna ao longo de vários anos pode causar deterioração natural dentro dos discos, articulações e vértebras, o que leva ao desenvolvimento degenerativo da coluna.

Sabe aquela dor que você sente na região lombar? Pode ser nevralgia.

Na gengiva

A nevralgia da gengiva é uma condição que se apresenta na região onde estão os músculos responsáveis pela mastigação. Causa tensão muscular e provoca dor intensa. Pode resultar de luxações no maxilar ou de fratura ósseas na face.

Desconforto e dores intensas na região da face são os sintomas principais da doença. Esse tipo de nevralgia, em determinados casos, se relacionam com uma compressão do nervo trigêmio. O profissional habilitado para o diagnóstico é o dentista.

Nas pernas

A neuropatia femoral também é chamada de “nevralgia crural” ou “ciática frontal”. Consiste em uma dor sentida na coxa devido a um comprometimento do nervo femoral. Este nervo controla uma parte da mobilidade da coxa, bem como a sensibilidade da parte anterior.

Muitas vezes, uma pessoa com cruralgia acredita ter ciática porque ambas as condições geralmente possuem as mesmas causas e produzem dor semelhante.

A diferença é a área da dor, porque são nervos diferentes que são afetados. A cruralgia mais comumente afeta pessoas com idade superior a 50 anos. A dor é devida à irritação no nervo femoral e difere dependendo da raiz que é afetada.

A causa é uma compressão ao nível das vértebras lombares. Muitas vezes é devido à herniação de um disco intervertebral ou, mais raramente, a presença de outra compressão, como um tumor.

Nos dentes inferiores

Essa condição de dor nos dentes inferiores acontece de forma súbita e grave semelhante a choque na face ou ao redor dela. Os episódios normalmente duram vários segundos, embora possam durar até dois minutos. Costumam se repetir em sequência e ao longo do dia.

Nos dentes superiores

A nevralgia nos dentes superiores é uma condição de dor em curso que afeta certos nervos na parte superior do rosto.

Você pode sentir que sua dor surgiu do nada. Algumas pessoas com essa doença começam a pensar que têm um dente com abscesso e vão ao dentista.

Alguns dos sintomas relatados são:

  • Breves períodos de fincada ou dor aguda;
  • A dor é desencadeada por atividades como escovar os dentes, lavar o rosto, fazer a barba, maquiar ou até mesmo por conta de uma leve brisa;
  • Dura alguns segundos a vários minutos;
  • Os ataques acontecem várias vezes por dia ou espaçadamente em dias;
  • A dor geralmente afeta apenas um lado do rosto, na parte superior;
  • Os ataques acontecem com mais frequência ao longo do tempo e a dor pode piorar;
  • A dor é sentida principalmente na bochecha, mandíbula, dentes e gengivas. Os olhos e a testa são afetados com menos frequência.

 

Na cabeça

A nevralgia na cabeça, ou occipital, é uma condição na qual os nervos que correm do alto da medula espinhal até o couro cabeludo, chamados de nervos occipitais, estão inflamados ou lesionados. Você pode sentir dor na parte de trás da cabeça ou na base do crânio.

As pessoas podem confundi-la com uma enxaqueca ou outros tipos de dor de cabeça, porque os sintomas são semelhantes. No entanto, os diferem bastante, por isso é importante consultar o seu médico para obter o diagnóstico correto.

Esse tipo de nevralgia pode causar dor intensa que parece um choque elétrico agudo, pontudo na parte de trás da cabeça e do pescoço. Outros sintomas incluem:

  • Dor aguda, ardente e latejante que normalmente começa na base da cabeça e vai para o couro cabeludo;
  • Dor em um ou ambos os lados da cabeça;
  • Dor atrás do olho;
  • Sensibilidade à luz;
  • Sensibilidade no couro cabeludo;
  • Dor quando se move o pescoço.
A nevralgia também pode aparecer na cabeça.

Algumas condições médicas que estão ligadas a nevralgia occipital incluem:

  • Trauma na parte de trás da cabeça;
  • Tensão no pescoço ou músculos do pescoço apertado;
  • Osteoartrite;
  • Tumores no pescoço;
  • Doença do disco cervical;
  • Infecção;
  • Gota;
  • Diabetes;
  • Inflamação dos vasos sanguíneos.

No joelho

A nevralgia no joelho é um distúrbio doloroso do nervo infrapatelar devido a danos e/ou perda de função desse nervo.

Esse tipo de condição geralmente é visto após um acidente (quando o joelho bate fortemente em algum local) ou após cirurgia de substituição do joelho, cirurgia exploratória ou cirurgia do menisco.

Os sintomas na nevralgia infrapatelar geralmente consistem em uma sensação dolorosa desconfortável na parte interna e lateral do joelho. Pacientes queixam-se de queimação grave e dor aguda.

Nevralgia tem cura?

Sim! Existem várias opções de tratamento a serem consideradas para aliviar os sintomas da nevralgia. Dependendo da origem e de outros fatores, como a saúde geral, a causa e a localização da irritação do nervo, é possível que alguns tratamentos sejam recomendados em detrimento de outros.

Tratamentos conservadores para a nevralgia

Se o seu médico acabar confirmando um diagnóstico de nevralgia, ele prescreverá tipicamente um curso inicial de tratamento conservador. Isso pode incluir medicação para dor, medicamentos anti-inflamatórios não-esteróides, compressas quentes e frias, descanso intermitente ou mudanças no estilo de vida.

Técnicas de gerenciamento da dor

Muitos pacientes que sofrem de nevralgia provavelmente encontrarão alívio com tratamentos conservadores, embora alguns pacientes possam precisar de métodos de tratamento da dor mais direcionados. Seu médico poderá encaminhá-lo para um especialista em dor local, que pode avaliar se você é um candidato para os seguintes métodos:

  • Injeções de esteróides epidurais – Estas são injeções de um corticosteróide na área ao redor da medula espinhal que reduzem a inflamação e podem tirar a pressão dos nervos afetados;
  • TENS (Estimulação Nervosa Elétrica Transcutânea) – Uma máquina usa eletrodos para enviar sinais elétricos leves através da pele e para baixo dos caminhos dos nervos, na tentativa de aliviar a nevralgia;
  • Ultrassonografia – O ultrassom terapêutico utiliza ondas sonoras de alta frequência para relaxar os músculos e melhorar o fluxo sanguíneo para aliviar potencialmente os sintomas relacionados à compressão do nervo;
  • Biofeedback – Este é um processo que usa o equipamento de monitoramento para ajudar o paciente a obter controle do processo automático. Pode ser uma forma eficaz de alívio dos sintomas da neuralgia;
  • Acupuntura – Um acupunturista insere pequenas agulhas na pele para tentar estimular uma área;
  • Combinado de analgésicos transdérmicos – Esta é a aplicação da medicação para a dor diretamente na superfície da pele sobre a fonte de compressão do nervo.

Aos primeiros sinais de nevralgia, consulte seu médico. O diagnóstico antecipado pode diminuir os riscos de outras doenças mais graves e relacionadas.

Recomendados Para Você:

       

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.