Memória no processo de envelhecimento saudável – parte II

0

Conforme escrevemos na edição anterior, hoje vamos dar algumas dicas de como dar uma ajuda para o bom funcionamento da sua memória. As estratégias, termo que nós utilizamos para nos referir aos meios de compensar perdas e melhorar a memória, são formas de auxiliar na organização dos materiais a serem armazenados, o que resulta em uma memorização mais “eficiente”.

As estratégias de memória podem ser ferramentas para estimular as possibilidades de se compensar déficits associados ao processo de envelhecimento. Atenção! Não existem fórmulas mágicas para aumentar o nível de desempenho de memória na velhice… mas podemos observar ganhos no desempenho de memória após em pessoas que participam de programas de treino que estimulam o aprendizado de estratégias e a otimização da memorização. Quando envelhecemos, alguns tipos de memória podem permanecer ativos ao longo da nossa vida, mas outros podem ser afetados, como a memória de fatos recentes. Para compensar essas perdas naturais do processo de envelhecimento abaixo damos algumas dicas simples que podem ser utilizadas.

Exemplos de estratégias que ajudam na melhora do desempenho da memória:
-Uso de agendas;
-Uso de alarmes;
-Utilização de mural de recados;
-Elaboração de listas para utilizar no supermercado ou lista de tarefa das obrigações do dia; só o fato de fazer a lista já nos ajuda a memorizar.
– Hábito de consultar um calendário para se situar na data em que estamos e marcar um X ao final do dia;
– Realização de atividades cognitivas, como jogos da velha, palavras-cruzadas, caça-palavras e jogos dos sete erros. Até mesmo jogar bingo é uma atividade que traz muitos benefícios para nossa memória, você sabia?
– Existem também exercícios de atenção auditiva, atenção visual e de fluência verbal que podem ser aplicados em programas de treino de memória, mas sempre com acompanhamento de um profissional especializado nessa área.

Leia também:

       

Agora que você sabe o que é memória e que para se tornar um indivíduo independente por mais tempo você precisa exercitá-la, procure uma atividade para manter sua memória saudável!!!!!

Até o nosso próximo encontro.

Texto por Thais Bento Lima e Eva Bettine – Gerontólogas pela USP e Presidentes da Associação Brasileira de Gerontologia.
COMENTE ESTE CONTEÚDO:
Tem alguma dúvida/comentário sobre esse conteúdo? Pode utilizar a caixa de comentários abaixo.

       

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.