Insônia na terceira idade: alimentação balanceada ajuda no tratamento

0

Não são apenas as rugas que aparecem com a passagem cronológica dos anos. O envelhecimento traz uma série de mudanças na saúde do idoso e na qualidade do sono. Uma das queixas mais comuns entre pessoas mais velhas está na dificuldade conseguir dormir.

Denominado insônia, a ausência do sono ou dificuldade para continuar dormindo pode ser decorrente de diversos fatores, entre eles: transtorno ansioso, quadro depressivo, problemas neurológicos como a síndrome das pernas inquietas, apneia do sono e transtorno chamado de movimentos periódicos do sono.

Por que a terceira idade é mais acometida?

Os distúrbios do sono podem atingir tanto idosos como pessoas mais novas. Entretanto, sua incidência é mais comum na terceira idade, especialmente em pessoas acima de 65 anos, devido a doenças crônicas como- insuficiência cardíaca ou diabetes e uso de medicamentos.

A consequência da noite mal dormida é sentida durante o dia. É comum que o idoso fique mais irritado, com o desempenho reduzido, com fadiga, tem maior probabilidade de sofrer acidentes domésticos, bem como sente alteração na memória e na concentração.

Alimentação balanceada pode ajudar no tratamento

Uma alimentação saudável, aliada a exercícios e com horários programados para dormir ajuda no tratamento da insônia. Além disso, alguns alimentos são grandes aliados do sono, pois ajudam a relaxar, entre eles as folhas verdes, como alface, e algumas ervas. Isso porque, são fontes de triptofano, um aminoácido que participa da formação da melatonina, hormônio responsável pelo sono. Além do mais, são alimentos acessíveis a todos e fáceis de encontrar em feiras livres e supermercados, como nesse encarte de ofertas da semana carrefour

Conheça alguns itens que não podem faltar na sua alimentação:

       

1. Banana: por ajudar na produção de serotonina, hormônio que aumenta o relaxamento, age melhorando a qualidade do sono.

2. Semente de gergelim: rica em vitamina B6, ela também é indispensável para a convertimento do triptofano em serotonina. Outro benefício é que ela é rica em cálcio e ajuda na saúde dos ossos, prevenindo a osteoporose.

3. Farinha de aveia: fonte de triptofano, ela aumenta o nível de açúcar no sangue, causando a liberação de insulina e substâncias químicas cerebrais de indução do sono.

4. Arroz integral: fonte de carboidrato de boa qualidade, ele também atua regulando a serotonina e melatonina.

5. Ovo: o ovo é rico em vitamina B12 e em colina, substância que está associada à melhora da depressão e, por consequência, melhora a qualidade do sono.

6. Linhaça: rica em ômega importante para o controle dos neurotransmissores, a linhaça ameniza a dificuldade para dormir, diminui a ansiedade e a irritabilidade e ainda ajuda a tratar a depressão.

7. Salmão: ele é fonte de B12, vitamina essencial na conversão do triptofano para serotonina.

8. Maracujá: tem efeito calmante e pode auxiliar no relaxamento antes de dormir, além de ser fonte de vitaminas do complexo B.

*Vale lembrar que é importante evitar a automedicação quando se está com problemas de insônia. O ideal é buscar a ajuda de um médico para que ele indique o tratamento correto.

 

       

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.