Enurese noturna: Psicologia, em jovens, remédio, infantil

0 1.514

Xixi na cama. Talvez você já tenha passado por isso na infância ou mesmo presenciado isso com seus filhos, o que é normal e natural. Os problemas começam a ficar sério quando o xixi à noite fica fora de controle após a infância. Isso tem nome. Chama-se enurese noturna. Hoje você verá aqui o que é a enurese noturna, suas raízes, consequências, tratamentos medicamentosos e homeopáticos para você ter uma vida mais saudável.

Enurese, o que é?

A Enurese é o ato de micção involuntária do corpo. Ou seja, fazer xixi quando não se deseja, não ter o controle. Isso ocorre devido a inúmeros fatores, entre eles destacamos:

– Desordem nos rins
– Desordem na bexiga
– Falta de controle nos músculos que liberam a urina
– Ou fatores psicológicos e neurológicos

Como mencionamos acima, esses episódios podem ser comuns em crianças na faixa dos 5 aos 7 anos. Inclusive isso é tido como normal e até necessário para o desenvolvimento da criança. Os episódios de enurese noturna que podem preocupar são a partir da adolescência. Casos assim devem ser acompanhados de perto por pais e médicos.

Enurese noturna, quais são as suas causas?

A enurese noturna não tem uma causa exata, porém existem fatores que podem contribuir para o aumento dessa condição ou até mesmo causá-la. Entre os principais estão:

– Criança com bexiga pequena: se a bexiga da criança não foi completamente desenvolvida, há uma boa chance dela ter dificuldades em segurar a urina na hora que está dormindo.
– Falta de capacidade em reconhecer quando a bexiga encheu: pode estar associado a um TDAH ou mesmo outras síndromes e doenças que afetam a capacidade cognitiva de uma pessoa.
– Dificuldade na produção de antidiuréticos:o corpo não produz uma quantidade satisfatória de hormônios antidiuréticos que reduzem a produção de urina durante a noite.
– Eventos estressantes: mais comum em crianças, eventos que gerem um alto grau de nervosismo e ansiedade podem causar a enurese noturna. Mudança de escola, cidade, emprego ou outros.
– Infecção no trato urinário: é mais comum de acontecer com mulheres, ela aumenta a vontade de urinar, podendo causar incontinência urinária.
– Apneia do sono: devido ao ritmo alterado dos batimentos cardíacos durante o sono, a vontade de urinar não diminui e isso pode causar a enurese noturna.
– Constipação crônica: espirros e tosses durante à noite podem levar a episódios de enurese noturna.
– Sinal de diabetes tipo 1: a enurese noturna pode ser um dos primeiros sintomas surgidos da diabetes.
– Problemas estruturais: tanto problemas no trato urinário como no sistema nervoso podem resultar em enurese noturna.
Outros fatores que podem ser considerados como de risco, são:

– Histórico familiar de enurese
– É duas vezes mais comum acontecer com homens do que com mulheres.
– Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade.

Enurese noturna psicologia


Como já mencionado, a enurese noturna também está ligada a casos psicológicos. Ou seja, muitas vezes a criança – ou mesmo adulto – não tem qualquer tipo de problema no trato urinário, na bexiga ou sistema nervoso, porém os episódios podem ser frequentes.

O primeiro ponto a se tratar é que podem haver fatores emocionais envolvidos. Se começar a notar ocorrências mais frequentes de enurese noturna, se atente se não há nada acontecendo de errado com seu filho. Uma mudança brusca de lugar, problemas de adaptação na escola, muita ansiedade por algo que está por vir, separação ou mesmo situações de estresse. Enfim, são muitas as causas que podem levar à enurese.

Outro fator psicológico pode estar ligado à alguma síndrome ou transtorno, como é o caso de portadores de transtorno de déficit de atenção e hiperatividade.

Para saber melhor o que tem causado esse problema com seu filho, converse com ele em primeiro lugar para ver se está tudo bem e em segundo lugar leve a um psicólogo de sua confiança.

Enurese noturna em jovens


Falando biologicamente, o controle de nossa micção é realizado pelo sistema neurológico. É ele quem controla todas as fases de relaxamento e de esvaziamento da bexiga. Quando nascemos, o ato de fazer xixi é um reflexo gerado em nível da medula espinal. Quando crescemos, isso acaba se tornando um processo cerebral.

O ato de controlar a micção é primeira etapa do processo de maturação. Até os 6 ou 7 anos, a criança deve ter o controle total do esvaziamento da bexiga.

Porém quando o caso passa da fase infantil e aterriza em território adolescente, isso causa muito embaraço e dificuldades de socialização. Os casos de enurese noturna nessa fase podem estar atrelados aos seguintes fatores:

– Casos de enurese na família
– Casos de enurese nos pais
– Famílias muito numerosas
– Famílias de baixa renda

Nestes casos, é indispensável um acompanhamento realizado por um psicólogo, pois em apenas 4% dos casos dessa faixa etária são causados por algum problemas físico.


Enurese noturna infantil


Como descrito acima, as crianças até dois anos não desenvolveram seus esfíncteres completamente, sendo comum a enurese noturna nesses casos.

Quando a criança passa da primeira para a segunda infância, esses episódios já devem estar extintos da rotina. Caso persistam, existem algumas coisas a se fazer para ajudar:


– Não brigar com a criança: esse é bem importante, já que é algo que acontece involuntariamente. Brigar apenas causará um maior constrangimento e uma grande dificuldade de solucionar o problema.
– Sempre conversar com seu filho: uma outra parte importante para ajudar no processo, é conversar com seu filho para entender o que está acontecendo. Às vezes ele está com problemas com amiguinhos na escola, está estressado e ansioso com uma grande mudança ou a chegada de um irmãozinho o deixa nervoso.
– Motivar e dar confiança: uma criança tende a ter um desenvolvimento muito mais saudável em um ambiente que o incentiva ao invés de o recriminar. Por isso sempre o incentive quando a enurese noturna acontecer.
– Observe os horários: preste atenção nos horários que seu filho faz xixi. Se ele urina com muita frequência, talvez o problema seja no trato urinário.   


Lembre sempre de informar frequentemente o seu pediatra o progresso desse problema com seu filho. 

Enurese noturna psicanálise


Segundo a psicanálise, há muitos fatores que podem influenciar uma criança ou até mesmo um jovem a fazer xixi durante à noite. Primeiramente deve-se atentar se o episódio de enurese noturna está acontecendo de forma isolada ou se vem acompanhado de outros sintomas.

Caso venha apenas ser um episódio isolado, pode ser os seguintes fatores que estejam causando a enurese noturna:

       

– Atraso na maturação neurológica, que é responsável pelo controle dos esfíncteres;
– Baixa concentração do hormônio antidiurético vasopressina durante a noite, fazendo com que o volume de urina seja maior do que a capacidade de armazenamento;
– Criança tem um sono tão pesado que impede a resposta ao sinal de bexiga cheia;
– Outro fator é a hereditariedade: a criança pode desenvolver se um dos pais apresentou enurese na infância.

Para esse caso, seguir algumas das recomendações abaixo pode ajudar a evitar que o quadro de enurese noturna permaneça por mais tempo.

– Beber bastante água durante o dia: faça seu filho beber bastante água durante a parte do dia, pois dessa maneira cérebro dele começará a reconhecer a sensação de bexiga cheia. Por outro lado, evite ingestão de líquidos à noite, mesmo um copinho de leite.

– Xixi antes de dormir: sempre insista para que o xixi seja o último compromisso do seu filho antes de ir para cama e também o primeiro ao se levantar.

– Fique atento: a criança merece um cuidado especial se voltar a fazer xixi na cama, depois de superada essa fase. Neste caso ela pode estar emocionalmente insegurança por algum motivo externo e cabe a você identificar o que pode estar ocorrendo.

Enurese noturna remédio  

 

Para ajudar no tratamento da enurese noturna, existe um tipo de medicamente em especial que tem resultados muito positivos, comprimidos com hormônios antidiuréticos. Esse tipo de medicamento usa como princípio ativo a desmopressina, que atuará inibindo a vontade súbita de urinar durante a noite.

Para utilizar esse remédio, é necessário passar pelo atendimento médico primeiramente, já que o medicamento será vendido somente com prescrição.

Outra forma de tratamento é a utilização de um aparelho conhecido como xixi stop. Ele nada mais é que um alarme que soará quando a criança soltar a primeira gota de xixi. Dessa maneira a criança acordará antes do ato finalizado e o seu cérebro começará a identificar que ela deve ser acordada antes de fazer xixi. Apenas deverá ter cuidado com o volume do alarme para que seja suficientemente forte para acordar a criança e também que não atrapalhe o sono de todos na casa.

Enurese noturna tratamento homeopático

 

Alguns tratamentos homeopáticos e fitoterápicos podem surtir efeito em médio prazo na vida da criança. Vamos verificar quais tratamentos são indicados nesse tipo de problema.

Óleo de Noz

Segundo o químico suíço Claude Roggen, uma das referências em medicamentos naturais, autor do best-seller “Les secrets du Druide”, despejar até 2 colheres de chá de óleo de noz em uma fatia de pão e cobri-la com manteiga ou geleia para comer no jantar, ajuda a combater a incontinência urinária, especialmente no caso de meninos pequenos. Ainda de acordo com o especialista suíço em plantas medicinais, essa mistura é muito eficaz. Outra forma de tratamento com o óleo de noz é passar no abdômen da criança e massagear.

Erva-de-São-João

Esta erva possui um tratamento que vai além do fisiológico, chegando a ter sua eficácia testada em aspectos psicológicos.

Florais

Outra forma de tratamento que pode ser muito eficaz tanto em aspectos fisiológicos quanto psicológicos é o uso de florais. Os florais usados para esse tratamento tratam cada possível causa da enurese noturna:

Florais de Bach quando a causa for medo;
Chicory, Heather, Cherry Plum ou Holly quando for manipulação dos ou carência;
Star-of-Bethelehem para traumas físicos ou psíquicos.
Florais de Minas para controle físico e psíquico;
Florais da Califórnia para casos de medo e sensação de falta de proteção à noite;
Florais de Saint German quando precisa de autocontrole;

A ação de tratamentos homeopáticos ou fitoterápicos deve sempre ser acompanhada por um médico de confiança.

Enurese diurna


Apesar de menos comum que enurese noturna, já que normalmente a criança está acordada e consciente de seus atos, a enurese diurna também acomete muitas crianças e suas causas se assemelham a sua versão da madrugada.

Primeiro temos que ter em mente que a enurese não é uma doença. Ela pode ser considerada um problema biocomportamental, pois, além da fisiologia implicada no molhar-se, é um comportamento inadequado por parte da criança. Nunca uma condição clínica. Suas causas podem ser fatores emocionais, comportamentais e de relacionamento

Porém, nos casos de enurese diurna, os sintomas podem ser mais graves do que simplesmente algo comportamental. Quando o xixi acontece durante o dia, é conhecido como incontinência urinária.

O primeiro ponto de atenção é verificar se seu filho está indo ao banheiro numa periodicidade adequada. O ideal é que sejam de 5 a 7 vezes por dia, normalmente em um espaço de 3 em 3 horas.

Outra questão a ser averiguada é se a criança se contorce segurando a genitália porque está segurando o xixi por muito tempo.

No caso das meninas, verificar se elas não estão se afundando muito na privada. Isso pode forçar o abdômen e consequentemente fazer com que não saia todo o xixi.

Por último é sempre bom estar atento ao jato de xix, ver se ele está saindo fraco, se a criança se incomoda ao urinar.

Com esses cuidados mais um acompanhamento de um especialista, o problema do xixi escapar durante o dia deverá ser solucionado.

Fique sempre atento a qualquer mudança de comportamento do seu filho, se ele está dando sinais de carência por atenção, de constrangimento, se houve uma novidade na vida dele. O apoio incondicional da família é o primeiro passo para que a criança sinta-se à vontade e não sofra mais com a enurese noturna.

Recomendados Para Você:

       

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.