Dores na coluna: descubra como prevenir e tratar

0

A má postura diariamente e o sedentarismo colaboram para o surgimento de dores na lombar.

A dor na coluna é um problema muito comum que afeta homens e mulheres de diferentes idades e até mesmo crianças. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), 85% das pessoas padecem ou irão padecer com dores na região lombar no decorrer da vida.

Denominada lombalgia, suas principais características são contraturas e rigidez dos músculos podendo contribuir para o aparecimento da hérnia de disco, processo no qual o disco intervertebral – responsável pela estabilidade da coluna e que fica localizado entre duas vértebras situadas na coluna vertebral – sofre uma ruptura no anel fibroso que envolve o núcleo pulposo provocando a saída do mesmo pela fissura.

Somente no Brasil, as lesões ocorridas na região lombar estão no ranking de segundo maior motivo de aposentadoria por invalidez por provocar, além das alterações neurológicas e biomecânicas, problemas emocionais. É o que aponta uma pesquisa realizada pela Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro), órgão ligado ao Ministério do Trabalho.

Suas causas são decorrentes, sobretudo, da má postura durante a realização de tarefas no dia a dia, por permanecer muito tempo sentado em posição inadequada dirigindo ou por traumas de repetição no trabalho e no esporte. Fatores hereditários são os que mais provocam hérnia de disco, sendo que um fator determinante é o sedentarismo.

“O problema atinge principalmente pessoas em idade avançada em decorrência da degeneração dos discos e vértebras, Essa lesão poderá levar a estenose vertebral, que consiste no estreitamento do canal vertebral e pode ser consequência do desgaste progressivo das estruturas da coluna provocado por pequenos traumas no decorrer dos anos”, explica o Dr. Helder Montenegro, fisioterapeuta especialista em coluna vertebral, presidente da Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna – ABRC e diretor do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral.

Leia Também:

       

Como prevenir
Prevenir as lesões na região lombar é possível desde que algumas cautelas sejam tomadas. A primeira medida é referente à postura, como assim explica o fisioterapeuta: “O correto é manter uma boa postura ao sentar e ao caminhar, mantendo as curvaturas fisiológicas existentes. Além disso, deve-se aderir à prática de atividades físicas que ajudem a fortalecer os músculos como a musculação e o Pilates”.

Embora muitos não se atentem, a escolha de um bom colchão para dormir também é essencial. “Ele deve ser firme, nem duro demais, nem mole demais. Ou seja, precisa moldar a coluna corretamente, sustentando de maneira equilibrada o peso do corpo para proporcionar um melhor descanso para todas as estruturas, evitando lesões e dores lombares. A densidade do colchão deve ser de acordo com a faixa de peso de cada pessoa”, sugere o Dr. Montenegro.

Outras dicas do Dr. Helder Montenegro:
1. Nunca durma de bruços. O ideal é dormir de lado e colocar um travesseiro entre as pernas para alinhar a coluna;
2. Para sair da cama, vire-se de lado, coloque as pernas para fora e apoie uma das mãos no colchão para levantar o corpo;
3. Flexione os joelhos ao pegar objetos que caíram no chão e procure contrair os músculos abdominais nesse momento;
4. Mantenha o controle do peso corporal para não sobrecarregar a coluna;
5. Não permaneça muito tempo sentado no trabalho. O recomendado é levantar a cada hora para se alongar e movimentar-se;
6. Evite carregar bolsas e mochilas muito pesadas;
7. Pratique atividades físicas para fortalecer as regiões do quadril e do tronco;

Como tratar
No aparecimento de dores na região das costas com frequência, deve-se buscar auxílio de um especialista que poderá indicar o tratamento ideal de acordo com o grau da lesão na região lombar. “Raramente esse tratamento poderá ser por meio de cirurgia. No entanto, outros métodos estão sendo indicados por profissionais para diminuir os incômodos nas costas. Um desses exemplos é o tratamento fisioterapêutico”, sugere o especialista.

Segundo o especialista, o tratamento mais indicado na atualidade são os baseados nos sinais e sintomas do paciente, ou seja, para cada tipo de problema ou lesão existe uma técnica ou um equipamento, esse é um modelo americano que foi pesquisado e comprovado por inúmeros cientistas. O Dr. Montenegro elaborou um programa chamado Reconstrução Músculo articular da Coluna Vertebral que aglutina todas as técnicas e equipamentos para as lesões degenerativas da coluna vertebral baseado nas evidências científicas. “Acrescentei ao programa um conjunto de exercícios progressivos para fortalecer os músculos superficiais e profundos da coluna também baseados nos sinais, sintomas e profissão do paciente, com isso as recorrências diminuíram de maneira significante”, finaliza o Dr. Helder Montenegro.

Sobre o Fisioterapeuta
Dr. Helder Montenegro, fisioterapeuta, especialista em coluna vertebral, presidente da Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna – ABRC, e sócio fundador da Sociedade Brasileira de Fisioterapia Esportiva- Sobrafe.

 

GOSTOU DO CONTEÚDO?
Aproveite para clicar no banner acima. O material é gratuito e foi elaborado para você. Se quiser, pode também deixar seu comentário no espaço abaixo.

 

 

 

       

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.