Dor nos olhos: causas e tratamentos

0 1.290

Nos olhos são órgãos muito complexos além de muito sensíveis. Dessa forma podem facilmente sofrer de algum problema que pode causar dor nos olhos. Hoje você saberá se esta dor é preocupante.

De forma geral é devido à grande sensibilidade dos nossos olhos e natural sentir cansaço nas vistas, sensação de sono que se mantém apenas nos olhos ou até mesmo dores de cabeça devido aos olhos.

Na maioria das vezes estes incômodos são causados por excesso de olhar fixo em materiais muito claros ou reflexivos como telas de computador e papéis, neste caso não são preocupantes, mas nem sempre a dor nos olhos tem esta origem.

Nossos olhos também podem ficar doentes devido a uma série de fatores e ainda doenças que podemos adquirir nos olhos. É possível ainda que a dor nos olhos seja um sintoma de outro problema de saúde que pode estar se manifestando nos olhos.

Então venha comigo em mais um ao estilo guia completo para você entender de vez o que pode estar causando sua dor nos olhos. Lembrando que este artigo é um guia informativo e jamais substitui a consulta médica. Então vamos lá.

Como a dor nos olhos se manifesta

dor nos olhos

Quando falamos de dor nos olhos existem várias maneiras dela se manifestar. Isso porque pode ter diversas origens e conforme a sintomatologia torna-se mais fácil identificar a situação.

Com base nisso a dor nos olhos pode vir acompanhada de outros incômodos característicos. Por isso é bastante importante conhecer todos os sintomas de uma dor nos olhos para ter maiores possibilidades de identificá-la.

Cada sintoma que acompanha uma dor no olho pode ser um indicativo da situação causadora. Este é um primeiro parâmetro que deve ser observado e também as características apresentadas nos olhos para facilitar a identificação pelo médico e assim tomar as medidas e procedimentos mais adequados para cada circunstância. Então veja como a dor nos olhos e os demais sintomas que a acompanham podem indicar:

  • Dor com visão embaçada: pode ser um indicativo de glaucoma
  • Dor nos olhos e também na testa: indicativo de enxaqueca ou dores de cabeça que espalhar a dor também para a região dos olhos, neste caso o problema não é com os olhos.
  • Dor ao piscar os olhos: estes sintomas por sua vez podem indicar presença de um corpo estranho como um cisco ou um terçol.
  • Dor com vermelhidão: a dor com vermelhidão nos olhos é um indicativo de inflamação da úvea que pode ser causado por, por conjuntivite ou uveíte.
  • Dor no olho e dor de cabeça: pode ser um indicativo de gripe ou mesmo problemas na visão, no segundo caso o problema é mais intenso durante longas leituras ou muito tempo na frente do computador.
  • Dor atrás dos olhos: pode ser indicativo de dengue, sinusite, neurite entre outras.
  • Dor ao movimentar o globo ocular: este é o timo mais comum de dor nos olhos é geralmente está associada ao cansaço e também presença de algum corpo estranho no seu olho, neste caso a dor é em apenas um dos olhos muito raro quando acontece nos dois ao mesmo tempo.

As causas mais comuns de dor nos olhos

Existem diversas doenças, fatores e circunstâncias que podem causar a dor nos olhos. Sendo assim vamos ao ponto e vamos listar os problemas mais comuns associados à dor nos olhos.

Sendo estes problemas virais, inflamatórios ou até mesmo decorrentes de outros problemas que não afetam diretamente os olhos. Confira a lista e entenda mais sobre a dor nos olhos.

1 – Ceratite

A ceratite é uma inflamação que atinge os olhos em decorrência do contato com bactérias, fungos ou até mesmo vírus que podem desencadear esta inflamação.

Esta contaminação do uso pode acontecer em decorrência do uso indevido de lentes de contatos, pancadas nos olhos ou ferimentos causados por algum corpo estranho.

É bastante comum ter ceratite após machucar os olhos com as unhas seja ao coçar os olhos ou acidentalmente. Nossas unhas no decorrer do dia, tanto pelo fato de coçarmos deferentes regiões do corpo como também manipularmos diversos objetos pode acumular tanto bactérias, como fungos e até mesmo vírus principalmente debaixo delas.

Tratamento para ceratite:

A ceratite tem cura, no entanto exige uma resposta de tratamento rápida. Isto para evitar que a inflamação se alastre e com isso possa comprometer a visão. Geralmente se faz uso de antibióticos e também remédios para o alivio da dor que pode ser aplicados através de colírios ou mesmo ingeridos pela via oral.

2 – Conjuntivite

A conjuntivite é uma inflamação e causa bastante dor nos olhos. Esta inflamação se dá da parte interna das pálpebras que também afeta a esclera, ou seja, a parte branca dos olhos.

Esta inflação causa ardência, coceira significativa e geralmente esta coceira acaba aumentando o problema já que o paciente tende a machucar os olhos de tão intensa e incomoda que esta coceira se torna. Estão se seus olhos estiverem coçando não os coce, pois piora a situação.

Além da dos sintomas que mencionei acima a conjuntivite também trás vermelhidão da esclera, produção de secreção que precisa ser limpa pelo médico e inchaço da região em torno dos olhos.

As causas da conjuntivite podem ser virais como também bacteriana. Por ser bastante contagiosa é muito comum se espalhar para os dois olhos. Crianças não devem ir à escola quando diagnosticadas com conjuntivite.

Tratamento para conjuntivite:

A conjuntivite causa bastante dor nos olhos, mas a boa noticia é que tem cura e seu tratamento é muito simples e não deixa nenhum tipo de efeito adverso. O médico ira indicar antibióticos, antiinflamatórios e remédios para alivio da dor.

É necessário também realizar uma raspagem para remover as secreções acumuladas que podem até mesmo gerar placas. Quando a coceira infelizmente não há como aliviar e estará presente até o final do problema.

3 – Uso incorreto das lentes de contato

O uso adequado de lentes de contanto não é bem simples como imaginamos. Por isso utilize lentes de contato apenas se realmente é algo útil e importante na sua vida.

As lentes de contato devem ser produzidas nos melhores materiais para não causarem ferimentos nos olhos e com isso levar contaminação para este órgão. Além da qualidade também há diversos meios de higiene que devem ser aplicados e com isso o processo se torna bastante complexo e exigente.

Agentes contaminantes podem causar inflamações e com isso bastante dor nos olhos, vermelhidão, coceira, incômodos e muitos outros fatores que prejudicam seus olhos.

O uso constante de lentes em más condições tanto de qualidade como de higiene podem causar problemas até mesmo mais graves como úlceras e ceratite.

Tratamentos para sintomas associados ao uso de lentes de contato:

dor nos olhos

Para usar lentes de contato é preciso seguir a risco o procedimento apontado pelo oftalmologista e ainda o fabricante do produto. São técnicas de higiene, manuseio e utilização além de tempo de exposição ao produto e também validade.

Utilizando um produto de qualidade e também com as técnicas adequadas é possível ter uma vida muito normal mesmo utilizando estes produtos nos seus olhos. Assim o cuidado é o segredo para evitar dor nos olhos devido ao uso de lentes de contato.

4 – Olhos secos ou ressecados

Nossos olhos produzem as lagrimas e não são utilizadas apenas quando choramos. As lagrimas são lubrificantes naturais que mantém a umidade necessária na parte externa dos olhos.

O ressecamento pode causar dor nos olhos com sensação de queimação, agulhadas ou mesmo parecer que há areia nos olhos. Diversos fatores podem causar perturbação nesta lubrificação e com isso desencadear estes sintomas.

Andar de bicicleta, permanecer muito tempo na frente de telas como o computador, celular e TVs. Também excesso de leitura em livros físicos e também ambientes com ar condicionado podem ser fatores que desestabilizam a função da lubrificação pelas lagrimas.

Tratamento para ressecamento dos olhos:

       

O tratamento para o ressecamento dos olhos é mais voltado à prevenção. Existem colírios que são basicamente lagrimas artificiais que auxiliam a manter os olhos bem hidratados ao menor sinal de ressecamento.

Este tipo de produto é bem simples e tem como única função lubrificação. Por isso podem ser utilizados ao longo do dia sempre que os sintomas começam a surgir.

No entanto é necessário consultar o seu médico para que ele prescreve o melhor produto e o mais indicado para os seus olhos e também a situação que você está passando.

Além do colírio você também deve reduzir a exposição às telas de computador. Mesmo se você é como eu e trabalha o dia todo na frente do computador precisa fazer pausas ao longo do seu dia para ir olhar outra coisa além da tela do computador.

Faça pausas de 10 a 15 minutos após 40 ou 50 minutos de exposição à tela do seu computador. Assim você consegue mudar o foco, luminosidade e tudo que está causando ressecamento e também volta a piscar na frequencia normal. Já que quando estamos na tela do computador tendemos a piscar com uma frequencia muito mais baixa que o normal.

5 – Glaucoma

O glaucoma é uma doença que causa alterações na pressão do globo ocular. Esta pressão alta causa danos no nervo ótico que por sua vez compromete principalmente a visão periférica.

A visão periférica é, digamos assim, a visão lateral que possuímos. Com o dano progressivo esta visão vai se tornando cada vez mais reduzida e o campo de visão se torna ainda mais estreito.

Em alguns casos o glaucoma pode ainda desenvolver miopia no paciente obrigando a usar óculos de grau ao longo da vida toda.

Veja também: Saúde ocular na terceira idade: saiba quais as doenças mais comuns

Tratamento do glaucoma:

 

O glaucoma é uma doença que infelizmente não possui cura. Existem apenas tratamentos com colírios específicos para manter a pressão do olho em níveis normais.

Estes colírios devem ser utilizados ao longo da vida. É comum sentir dor nos olhos e vermelhidão. O controle da pressão ocular é de suma importância, pois níveis agravantes no aumento da pressão pode até causar a cegueira, veja bem, existem casos de pessoas que ficaram completamente cegas pelo glaucoma em questões de segundos.

Então esta é uma doença muito séria que exige cuidados e acompanhamento periódico. Assim você mantém a pressão dos olhos dentro das conformidades e com isso mantém a saúde dos seus olhos.

6 – Gripe

A gripe ou mesmo o resfriado podem gerar dores de cabeça que irradiam para os olhos causando assim dores nos olhos e também na cabeça geralmente simultaneamente.

Estas dores nada têm a ver com os olhos; justamente por isso não requerem um tratamento especifico com um oftalmologista. Mas de toda forma ainda causam incômodos nos olhos e inicialmente podem gerar dúvidas da origem destes incômodos.

No entanto quando o caso é gripe ou resfriado outros sintomas também acompanham os quadros de dores de cabeça e nos olhos como inflamação da garganta, tosse, espirros e os demais sintomas típicos. É assim que fica mais fácil determinar se o problema vem dos olhos ou não.

Tratamentos para a gripe:

Neste caso os tratamentos são voltados à gripe e não aos olhos já que ela é a desencadeadora dos sintomas. Existem chás que aliviam os sintomas, remédios como antiinflamatórios e antibióticos também são utilizados. Também se faz o uso de analgésicos que aliviam diretamente a dor nos olhos e na cabeça.

7 – Sinusite

A sinusite é a inflamação dos seios nasais; como a região dos seios nasais está muito próxima dos olhos também irradia dor para esta região; geralmente é sentida como dores atrás dos olhos. A sinusite também irradia dores para a cabeça, garganta, nariz e no rosto de maneira geral.

Devido a toda esta gama de sintomas que a sinusite causa é mais fácil determinar que as dores nos olhos não é de causa exclusiva deste órgão. Com isso fica mais fácil ir direto ao ponto e assim identificar o problema de maneira mais direta e ágil.

A sinusite pode atingir pessoas de diferentes idades e geralmente ela se apresenta ao exame de raios-X devido às anomalias que a inflação gera. Por isso o diagnóstico costuma ser bem simples de fazer.

Tratamentos para a sinusite:

Os tratamentos para a sinusite envolvem o uso de medicamentos de via nasal e também uso de antiinflamatórios e antigripais. Todos os medicamentos utilizados têm finalidade de reduzir a inflação e seus sintomas inclusive a dor nos olhos causada por ela.

É sempre necessário consultar o seu médico caso você possua estes sintomas. Apenas o médico determinará os medicamentos adequados bem como as dosagens de tratamento.

8 – Dengue

Um dos principais sintomas da dengue é a dor nos olhos principalmente atrás deles. No entanto a dengue trás consigo outros sintomas característicos. Estes sintomas torna ainda mais fácil determinar que a fonte do problema não seja nos seus olhos.

Geralmente a dengue é mais comum no verão; época em que os mosquitos se proliferam em maior número devido às condições climáticas favoráveis. Nesta época é preciso usar bastante repelente; cortinas, mosqueteiros e tudo que possa evitar as picadas do incomodo e famigerado mosquito da dengue.

Os demais sintomas são vermelhidão na pele, cansaço sem causas aparentes, dores nas articulações e atrás dos olhos.

Tratamentos para a dengue:

Como existe uma variedade de dengues é preciso recorrer ao médico para que ele descubra de qual tipo se trata e indique o melhor tratamento possível. Com o tratamento indicado os sintomas vão se atenuando com o tempo e assim a dor nos olhos e demais sintomas vão desaparecendo com o tempo.

A dengue pode durar de uma a duas semanas e os sintomas são bem acentuados em grande parte deste tempo. Então neste momento nada de trabalhar e também de ficar horas na frente das telas; já que pode aumentar significativamente a dor nos olhos.

9 – Neurite ótica

Os sintomas da neurite ótica se manifestam principalmente quando o globo ocular é movimentado. Sendo assim ao girar seus olhos para qualquer direção pode haver dor nos olhos de diferentes graus. Podendo atacar apenas um dos olhos ou até mesmo os dois de forma simultânea.

A dor pode ser considerada leve, moderada e até mesmo muito forte. Geralmente a dor é pior ainda quando o olho é apalpado. Também mesmo atingido de leve por objetos ou algum toque inesperado.

A neurite ótica é mais frequente em pessoas que tenham esclerose múltipla. No entanto também podem surgir em casos de tuberculose, doença de Lyme, sífilis, toxoplasmose, SIDA; viroses infantis como a caxumba, sarampo e catapora; herpes e também em casos de arranhões de gatos ou qualquer outro animal de estimação.

Tratamento para neurite ótica:

Os tratamentos para a neurite ótica geralmente envolvem o uso de corticoesteroides que serão indicados pelo seu oftalmologista. Este tipo de medicamento é encontrado muitas vezes na forma de colírios; mas também podem ser utilizados como comprimidos isso dependerá da indicação do seu médico sempre buscando o tratamento mais ideal para você em especifico.

Quando recorrer a um médico

Descartando as condições mais simples e que não é preocupante; o médico deve ser sempre consultado em casos de dores nos olhos. Assim o diagnóstico é preciso, rápido e tratamento ainda mais eficiente.

Agora com este guia completo você sabe quando a dor nos olhos é preocupante ou não.  Ainda conhece as principais condições que podem desencadeá-las. Se gostou do artigo compartilhe com os amigos, se ficou dúvida deixe seu comentário.

       

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.