Dor no quadril em idosos – quando antes procurar ajuda melhor!

0 5.174

Dor no quadril em idosos, como procurar ajuda?

Andar, subir ou descer escadas, agachar, cruzar as pernas, calçar o sapato, trocar de roupas… Atividades simples do dia-a-dia podem contribuir para que aquela dor no quadril recorrente e em alguns casos até irradiação para coxa e joelho, causando uma sensação de incômodo e perda de força. Este quadro pode piorar com o passar dos anos, principalmente se for deixada de lado por tempo prolongado. Além disso, dados divulgados pela International Osteoporosis Foundation (Fundação Internacional de Osteoporose) revelam que pessoas com osteoporose ou simplesmente osteopenia têm uma chance maior de desenvolver problemas de quadril. Vale ressaltar que muitos pacientes da terceira idade acabam evoluindo para colocação de prótese de quadril quando a dor é muito intensa! Entretanto, existem muitas opções não-cirúrgicas para as condições crônicas de quadril como impacto femoroacetabular, osteoartrose, artrose ou até mesmo artrite! A prótese ou a cirurgia deveriam ser sempre a última opção devido aos resultados amplamente controversos!

 

PROBLEMAS MAIS FREQUENTES:

Se você notou um desconforto na região dos quadris, não hesite em procurar um fisioterapeuta ou médico para que seja feita um diagnóstico disfuncional e inicie o tratamento. As causas que mais acometem homens e mulheres são:

Bursite Trocantérica
A Bursite Trocantérica corresponde a uma inflamação da bolsa que está presente lateralmente ao fêmur em sua parte proximal e ocorre devido a um atrito de um tecido fibroso da coxa sobre o osso.

       

Tendinopatias
Pode ser uma inflamação ou até mesmo um processo degenerativo de alguns tendões em torno do quadril. Essa dor causada pela tendinopatia limita o movimento do paciente, o que dificulta realizar as tarefas do dia a dia.

Osteonecrose
Quando há morte de células ósseas provocadas quando ocorre uma interrupção do aporte sanguíneo ao fêmur. A pessoa pode chegar a perder seus movimentos.

Fraturas
As fraturas são mais frequentes em mulheres acima de 65 anos, tendo as quedas como principal motivo.

Tratamento & Prevenção
Dependendo da gravidade, o paciente pode se submeter a uma cirurgia ou tratar a doença por meio da fisioterapia. O tratamento fisioterapêutico corresponde a diversas sessões que devem objetivar o ganho de mobilidade, relaxamento muscular, ganho de força e propriocepção. Além disso, é importante que durante ou após o tratamento, o paciente associe caminhadas e o exercícios físicos para manter a integridade desta articulação. Aposte em uma vida saudável e previna doenças do quadril.

Outro problema frequente que os idosos sentem é a dor no joelho. Caso precise de informações, veja este guia completo sobre dor no joelho.

Responsável pelo texto: Prof. Dr Thiago Fukuda – Diretor do Instituto TRATA – Joelho e Quadril

 

banner-trata-fb

       

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.