Dor ao Urinar: Tratamento, Gravidez, Homem, Mulher, Remédio

1 3.816

A dor ao urinar, também chamada de disúria, consiste em uma dor e uma ardência que se produzem ao urinar e quase sempre é sinal de uma infecção do aparelho urinário.

As causas da infecção urinária podem ser diversas e em alguns casos, pode-se sentir uma vontade constante de urinar. Trata-se de um problema que afeta mais mulher es jovens e sexualmente ativas, mas pode atingir também mulheres grávidas e diabéticos.

Uma infecção da bexiga, da uretra ou dos rins são algumas das causas mais comuns da dor ao urinar. A infecção mais comum é a cistite, que é uma infecção da bexiga ou uma infecção renal. Ela pode ser também causada por doenças sexualmente transmissíveis.

Os sintomas produzidos pela dor ao urinar são diferentes em homens e mulheres, mas ambos podem sentir uma forte ardência ou lançamentos no início da micção, mas também é muito frequente no final.

Geralmente, a simples dor ao urinar não é uma doença e sim um sintoma ou consequência de alguma doença. Por isso, exames devem ser feitos para se chegar a um diagnóstico. Desta forma, haverá a prescrição do tratamento adequado.

Dor no Final da Urina

A dor ao urinar, também chamada de disúria, aparece com mais frequência no final da micção e são sensações de ardência após a passagem da urina pelas vias urinárias. Trata-se de um sintoma comum em caso de infecção urinária.

Algumas mulheres podem sentir uma dor interna, devido a uma infecção das vias urinárias. Mas outras podem ter uma dor externa, provocada por uma inflamação ou irritação da pele.

Uma infecção na uretra, da bexiga ou dos rins são as causas mais comuns para a dor ao urinar, mas pode ser também ocasionada por doenças sexualmente transmissíveis.

A urina normalmente é transparente ou amarela-clara. Um aspecto diferente, isto é, uma urina turva, faz-se pensar em uma infecção da bexiga. Entretanto, as causas de urinas turvas são diversas, como por exemplo, o tipo de alimentação, como carne vermelha.

Alguns sintomas podem vir associados à dor ou ardência ao urinar e algumas vezes podem ser preocupantes, tais como:

  • Febre
  • Dor nas costas ou do lado
  • Antecedentes recentes de inserção de um cateter na bexiga
  • Problemas do sistema imunológico
  • Infecções repetidas
  • Uma anomalia das vias urinárias

É importante levar em consideração que pessoas que apresentem problemas relacionados ao sistema imunológico e mulheres grávidas que apresentem tais sintomas, devem procurar o médico imediatamente. Isto porque complicações das vias urinárias podem se tornar mais graves nessas pessoas.

 

 

 

 

 

 

 

 

Em homens

Na verdade, infecções urinárias são menos frequentes em homens, mas quando sentem dor ao urinar, pode ser sinal de uma uretrite ou uma doença da próstata. A uretrite, ou seja, uma inflamação da uretra, é a causa mais frequentes para os homens sentirem dor ao urinar.

Veja todas as condições mais frequentes que podem levar os homens ao sentirem dor ao urinar:

  • Uretrite

Trata-se de uma inflamação da uretra e é mais comum em homens jovens sexualmente ativos pois na maioria das vezes é causada por bactérias transmitidas através de relações sexuais. Nesses casos, o homem apresenta uma forma de corrimento.

Pode ser ocasionada também por germes, adenovírus e o vírus do herpes. Algumas vezes, em decorrência de algum trauma, como por exemplo, o uso de uma sonda, pode também causar a uretrite.

  • Prostatite

É uma inflamação da próstata, podendo aparecer em adultos mais jovens. Pode ser classificada em prostatite aguda ou crônica.

A prostatite aguda é ocasionada por uma bactéria e os sintomas apresentados podem ser dor ao urinar, febre, calafrios, desejo de urinar constantemente, dor pélvica e até mesmo dificuldade para urinar.

Por outro lado, a prostatite crônica que é também denominada síndrome da dor pélvica crônica não apresenta uma causa clara, podendo se estender por meses. Os sintomas apresentados são dor nos testículos, dificuldade para urinar, dor ao ejacular e sangue no esperma.

  • Infecção urinária

Como já foi dito, há uma incidência bem menor em homens jovens. Mas pode ocorrer em casos em que homens apresentem algum problema do trato urinário, como por exemplo, uma alteração da próstata.

  • Cálculo renal

Quando um cálculo renal, ou seja, uma pedra passa pela uretra pode lesionar suas paredes e aí ocasionar dor ao urinar.

  • Hiperplasia benigna da próstata

Com o avanço da idade, é muito comum a próstata aumentar de tamanho. E isso é o que chamamos de hiperplasia benigna da próstata. E quase que a metade com mais de 50 anos apresenta essa hiperplasia.

A dor ao urinar é ocasionada em razão da uretra ficar muito comprimida dentro da próstata e isso dificulta bastante a micção.

  • Epidimite

O epidídimo é uma região situada acima dos testículos e é responsável pelo armazenamento dos espermatozoides. E quando há a sua inflamação que geralmente é devido a uma bactéria, pode acarretar dor ao urinar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dor ao Urinar e Sangramento

       

Antes de mais nada, é importante compreender a presença do sangue na urina para posteriormente fazermos a ligação entre dor ao urinar e sangramento.

A urina é secretada pelos rins. De lá, ela é conduzida pelo ureter para chegar à bexiga. Ela passará pela uretra antes de ser eliminada. O sangue na urina, também chamado de hematúria, pode ter tons do vermelho ao marrom. Conforme a causa, pode haver dor ao nível do aparelho urinário.

As pessoas que apresentam hematúria podem ter outros sintomas como dor nas costas ou na parte inferior do abdômen, uma necessidade constante de urinar ou uma micção difícil. Tudo em função da presença do sangue na urina.

Algumas vezes pode haver a formação de um coágulo e este pode obstruir completamente o fluxo urinário, provocando uma dor intensa e mesmo uma impossibilidade de urinar.

Na maioria das vezes, o tratamento visa a causa do sangramento. Em casos um pouco mais graves, se o fluxo urinário está obstruído por coágulos de sangue, os médicos podem inserir uma sonda e tentam eliminar o coágulo.

Quais são as possíveis causas:

  • Medicamentos anticoagulantes ou anti-plaquetas. Na verdade, esses medicamentos não provocam sangramento, mas dependendo da pessoa pode contribuir para o sangramento.
  • Prática de exercícios muito intensos e violentos. Tais atividades podem provocar o sangramento de um pequeno vaso sanguíneo.
  • Infecção urinária causada por uma bactéria ou vírus. A infecção urinária ocasiona uma inflamação e uma irritação da parede da bexiga, o que provoca sangramentos que se encontram na urina. O simples fato de urinar causa uma dor ou uma sensação de ardência.
  • Cálculos renais. Trata-se de depósitos de cálcio ou de ácido úrico nos rins, formando como se fossem pedras. Essas pedras ao passarem dos rins à bexiga, pode fazer sangrar as paredes internas. A presença de sangue na urina, uma dor violenta à altura do abdômen que se irradia para os órgãos genitais representa o principal sintoma.

Quando o cálculo passa finalmente pela uretra para ser expulso, o fato de urinar pode causar dor e a sensação de ardência.

Geralmente, é solicitado um exame de urina a fim de poder verificar ou descartar a presença de sangue. Uma cultura será realizada para detectar se as bactérias se multiplicam e assim poder confirmar se há uma infecção bacteriana ou não. Bem como para identificar as bactérias que causaram esse problema.

Pode Ser Sintoma de Gravidez?

Em algumas situações, a dor ao urinar pode representar gravidez. Mas é necessário afastar outras possíveis causas da ocorrência da dor.

Muitas vezes, a dor ao urinar associa-se à gravidez pois é bem comum que nos três primeiros meses de gravidez a mulher tenha uma infecção urinária. Isso acontece pelo fato de o organismo da mulher estar mais propenso a instalação de algumas bactérias.

Tenha em mente que a dor ao urinar não está relacionada à gravidez em si, mas a alguma possível alteração no organismo durante este período.

O ideal é que, quando forem notados tais sintomas, que a mulher procure um ginecologista para averiguar o que está acontecendo e para confirmar se é gravidez ou não.

E um outro ponto muito importante a se destacar é que se houver algum vestígio de sangue na urina da mulher, principalmente se estiver grávida, é preciso procurar imediatamente um médico.

Qual o tratamento?

Como já foi dito, uma das causas mais frequentes para ardência e dor ao urinar é uma infecção urinária e esta é produzida quando as bactérias se desenvolvem na bexiga ou na uretra. Essas bactérias provocam inflamações que podem causar dores médias a mais intensas.

Quando as mulheres sentem ardência ao urinar, geralmente trata-se de uma infecção do aparelho urinário. Lembrando que este tipo de infecção tem uma maior incidência em mulheres em razão do reto e da vagina serem regiões com mais propensão a infecções.

Os analgésicos e outros tratamentos podem ajudar a aliviar a dor a curto prazo. Mas somente os tratamentos para infecção urinária são úteis para eliminar a dor ao urinar.

Concluindo, o tratamento para eliminar a dor ou a ardência ao urinar baseia-se em ir diretamente na causa. E isso pode ser através de uso de antibióticos, anti-inflamatórios, terapia de reposição hormonal e diuréticos.

O ideal é que se faça uma consulta com um médico urologista. Pois através de exames ele indicará o melhor tratamento.

O primeiro exame pedido geralmente é o exame de urina. Porém, em diversos casos, os médicos solicitam uma cultura da urina. O objetivo é identificar os micro-organismos responsáveis pela infecção e para determinar os antibióticos eficazes.

Em mulheres em idade reprodutiva que não sabem se estão grávidas, um teste de gravidez é solicitado. Testes para doenças sexualmente transmissíveis são solicitados. Por exemplo, em homens que apresentam um corrimento no pênis e em mulheres que apresentam corrimento vaginal.

Algumas vezes, podem ser pedido exames de imagem para afastar a hipótese de anomalias anatômicas ou outros problemas. Principalmente nos casos em que os antibióticos não são eficazes. Logo, haverá uma investigação detalhada para depois prescrever o melhor tratamento.

Remédio Caseiro

Uma das maneiras mais simples e fáceis de se aliviar a dor ao urinar é a ingestão de líquidos. A partir do momento em que se sabe a causa, ou seja, tratando a infecção urinária, há uma grande melhora na dor.

Leve em consideração que mesmo que se vá mais ao banheiro devido a uma maior ingestão de líquidos, isso possibilita que a urina fique menos concentrada. E assim, haverá um alívio tanto da dor quanto da ardência. A absorção de uma grande quantidade de líquido ajudará também a eliminar as bactérias que se encontram na bexiga. E assim, acelerará a cura.

Existem outros remédios caseiros a fim de aliviar a dor de urina. Veja alguns:

  • O consumo de iogurtes probióticos ajuda bastante a limpar as vias urinárias, pois são constituídos de bactérias boas.
  • O suco de melancia assim como o de cereja também são indicados porque auxiliam no combate da formação dos cálculos renais. Além de serem ótimos aliados no controle dos níveis de açúcar nos diabéticos.
  • Na presença de infecção, outro suco recomendado é o suco de um pepino, um limão com uma colher de sopa de mel. Deve ser ingerido em jejum.
  • Em caso de inchaço no aparelho urinário, um ótimo remédio caseiro é o chá de sementes de coentro. Basta ferver 1 xícara de água e adicionar 1 colher de sopa de sementes de coentro.

Remédio para homens

Geralmente, antes de indicar o melhor remédio ou tratamento para ardência ao urinar, é necessário realizar uma investigação para saber qual é a causa. E a partir daí, haverá a prescrição do melhor remédio ou tratamento.

Algumas vezes, a simples suspensão de alguns alimentos da dieta diária podem amenizar bastante essa ardência. Como por exemplo, evitar bebidas alcoólicas, bebidas carbonatas, frutas cítricas, especiarias e vinagre.

Recomenda-se a ingestão de bastante líquidos, principalmente a água. Nos casos mais agudos, cerca de 2 a 2,5l de água é o ideal.

Se for constatada que a ardência ao urinar foi ocasionada por uma infecção urinária, antibióticos como Amoxicilina, Cefalexina, Ciprofloxacino e Fosfomicina podem ser prescritos.

O uso de alguns alimentos naturais pode ser associado ao tratamento, como a cebola, a salsa, a melancia, a graviola, a laranja e a cenoura. São diuréticos e podem contribuir bastante para a eliminação das bactérias.

Vale ressaltar que somente um médico pode prescrever tais medicamentos!

 

       
1 comentário
  1. jose Diz

    Ótimo conteúdo! Obrigado por compartilhar.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.