Dicas de como proceder na primeira viagem de avião

0 1.335

Não há quem discorde que arrumar as malas e colocar o pé na estrada é uma das situações mais gostosas que podemos vivenciar. Afinal, além de ser uma alternativa para relaxar e curtir momentos com a família, amigos ou até mesmo sozinho, é uma oportunidade para aprender sobre a cultura local, fazer novas amizades e, claro, trazer uma nova experiência para a vida.

Meios de transporte para realizar a visita a algum país ou cidade não faltam. Um que, definitivamente, caiu no gosto dos brasileiros é o transporte aéreo por causa das inúmeras facilidades. Para se ter uma ideia, de acordo com um levantamento realizado pelo Ministério do Turismo, em 2012, o uso do avião para viagens domésticas aumentou 50% se comparado há quatro anos anteriores.

Porém, enquanto para uns é apenas mais uma viagem de avião, para outros é a estréia na utilização desse meio de transporte. E para quem é estreante, é normal que algumas dúvidas comecem a aparecer. Por isso, selecionamos algumas dicas para a tão sonhada viagem não se transforme em um pesadelo. Confira abaixo:

ANTES DA VIAGEM

Passagem: ela pode ser adquirida em agências de turismo, em sites de compras, ou diretamente pelas companhias aéreas, podendo ser por telefone, pelo sistema de venda online ou na própria loja física.

Visto: se a viagem é internacional é importante fazer a solicitação do visto. Primeiramente é necessário o preenchimento de um formulário e fazer a solicitação da entrevista. Como o procedimento demanda tempo, é imprescindível fazer o pedido com antecedência da viagem.

Passaporte: é outro documento exigido em viagens internacionais. Ele deve ser solicitado e emitido pela Polícia Federal. Para retirá-lo é necessário pagar uma taxa no qual o valor é encontrado no site da PF.

Peso da bagagem: a bagagem é sempre um dilema. Enquanto uns carregam coisas mínimas, outros querem carregar acima do peso,  o permitido é o volume de 23 kg para voos nacionais e dois volumes de 32 kg para os internacionais, incluído um volume de mão de 5 kg. No entanto, esse valor pode mudar de acordo com a companhia área escolhida. Sendo assim, sempre faça uma verificação com a empresa.

O que levar: verifique com a empresa aérea se existem restrições sobre o que pode ou não ser levado para outros países. Normalmente, os itens restritos são: bebidas, objetos pontiagudos (como tesouras) e inflamáveis (como isqueiros). E, claro, não se esqueça de adequar o vestuário de acordo com o clima do país.

Etiqueta na mala: para que a sua bagagem não seja confundida e vá parar nas mãos de outra pessoa, não se esqueça de colar a etiqueta com os seus dados. Uma alternativa usada por muitos também é colocar fitas e adesivos coloridos.

Documentação: tenha em uma bolsinha de mão o RG, carteira de motorista, passaporte nacional ou a carteira de trabalho, originais. Em caso de viagens internacionais, o visto, o passaporte e a carteirinha de vacinação também são necessários.

       

NO AEROPORTO

Chegue cedo: a recomendação é que se chegue com uma hora de antecedência para voos nacionais e duas para voos internacionais.

Check-in: ao chegar no aeroporto dirija-se ao check-in para que a empresa despache suas bagagens e emita o cartão de embarque, no qual possui os números do voo e do assento.

Sala de embarque: após passar no check-in a próxima etapa é a sala de embarque, onde é obrigatório passar por um detector de metais e passar a mala de mão em um aparelho de raios X. Objetos metálicos devem ser retirados antes de passar pelo detector.

Portão de embarque: terminado esses procedimentos, dirija-se para o portão de embarque no qual é apresentado no bilhete. E não se descuide das chamadas, pois, em alguns casos, o portão pode ser modificado.

NO AVIÃO

Explicações das comissárias: já acomodado no assento indicado pelo cartão de embarque, fique atento às orientações das comissárias de bordo. Celulares, por exemplo, precisam ser desligados e fumar dentro do avião não é permitido.

Turbulência: quando o avião balança por causa da pressão do ar não significa que ele vai cair. Normalmente, a turbulência acaba rapidamente. Contudo, é importante ficar sentado e com o cinto afivelado.

DESEMBARQUE

Destino: se o seu voo é com escala, ele fará uma aterrissagem em uma ou mais cidades, mas não é necessário descer da aeronave. Já nos voos com conexão é  necessário trocar de avião. Para isso, sigas as informações dos funcionários.

Balcão de imigração: é necessário passar pelo local em viagens internacionais. Sendo assim, tenha em mãos o cartão de embarque e o documento (na maioria das vezes é o passaporte).

Bagagens: na esteira de bagagens sempre fica um monitor que apresenta de voo qual voo são as malas que circularão por ali. Mas, se a sua não estiver na esteira, busque ajuda da companhia aérea.

 

       

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.