Descubra as causas e tratamentos das principais doenças oculares

0 1.585

 O diagnóstico de problemas de visão pode ser facilitado pela ida ao oftalmologista. O tratamento iniciado precocemente ajuda a prevenir e cuidar das doenças oculares, precavendo danos reversíveis à visão e evitando os irreversíveis. É necessário o acompanhamento regular com o oftalmologista para manter uma boa saúde ocular. Os médicos da Americas OftalmoCenter, clínica de oftalmologia na Barra – RJ, listaram as causas e tratamentos para as principais doenças oculares.

  1. Alergia ocular

É uma inflamação dos olhos causada por uma resposta do sistema imunológico a uma determinada substância que o organismo reconhece como perigosa. 20% da população têm manifestações alérgicas. Sua manifestação mais frequente é a conjuntivite alérgica, com carácter sazonal.

Causas: exposição à alérgenos, sendo os mais comuns o pólen, fungos, pelos dos animais, ácaros, alimentos, etc.

Tratamento: para prevenir as crises é preciso melhor as condições ambientais e evitar o alérgeno. Para aliviar os sintomas, pode aplicar-se um tratamento tópico (gotas oculares e pomadas oftálmicas antialérgicas, descongestionantes, e lágrimas artificiais), ou terapêutico sistémico em situações mais graves.

  1. Ambliopia

É a diminuição da acuidade visual, mais conhecida como “olho preguiçoso”. Pode ser uni ou bilateral, no contexto de um deficiente desenvolvimento da visão binocular, associado à presença de erro refrativo não corrigido, e/ou estrabismo, devido a mau acompanhamento oftalmológico na infância.

Causas: a anisometropia, (erro refrativo diferente nos dois olhos), a aniseiconia (imagem de um objeto observada por um olho diferente da observada pelo outro) e o estrabismo são responsáveis por grande parte dos casos.

Tratamento: o tratamento passa por correção com óculos, penalizações, ortóptica e cirurgia do estrabismo.

  1. Astigmatismo

Ocorre quando a córnea apresenta uma alteração nos eixos da sua curvatura, sendo os objetos focados em dois diferentes pontos da retina, resultando em visão desfocada.

Causas: pode estar relacionado com herança genética. Aparece geralmente ao nascimento ou após um trauma ocular.

       

Tratamento: o astigmatismo pode ser corrigido com o uso de óculos com lentes cilíndricas, lentes de contato ou cirurgia refrativa.

  1. Blefarite

É uma inflamação comum e persistente das pálpebras, quase sempre com o carácter crónico e cíclico. Afeta frequentemente pessoas que têm tendência a produzir secura ocular e a apresentar pele seborreica, pele oleosa e caspa. Causas: pode ser infeciosas, causadas por bactérias, vírus ou parasitas e não infeciosas, relacionada com seborreia, alergias e causas tóxicas.

Tratamento: medidas de higienização e, se necessário, uso de pomada com antibiótico e lágrimas artificiais.

  1. Catarata

A Catarata consiste na opacidade total ou parcial do cristalino (lente natural do globo ocular), produzindo baixa de acuidade visual, visão desfocada e cores desvanecidas.

Causas: o envelhecimento é a causa mais comum. Outras causas são congénitas, hereditárias, metabólicas, tóxicas e traumáticas.

Tratamento: consiste na remoção cirúrgica do cristalino e da substituição deste por uma lente intraocular, permitindo uma recuperação importante da visão.

  1. Estrabismo

Consiste num desvio ocular por perda da correspondência retiniana normal de um dos olhos, com perda do alinhamento. O desvio dos olhos pode ser constante ou intermitente. O despiste do estrabismo deve ser precoce, principalmente em crianças, devido ao desenvolvimento da visão binocular, de forma a prevenir o aparecimento da ambliopia estrábica.

Causas: pode ser provocado por causas congénitas ou adquiridas.

Tratamento: o tratamento pode ser clínico, ótico ou cirúrgico.

 

       

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.