Como melhorar a concentração: estudo, leitura e foco!

0 801

A concentração é o ato ou efeito de concentrar-se em algo ou alguma coisa. Ou seja, é a nossa capacidade de dirigir nossa atenção e/ou pensamento para uma ideia, assunto ou tarefa em particular. É uma habilidade essencial para que possamos desempenhar qualquer atividade. No entanto, muita gente tem dificuldade em focar por longos períodos em determinadas tarefas. Felizmente, existem vários métodos e exercícios que nos mostram como melhorar a concentração.

Aprender a se concentrar é simplesmente fundamental para obter sucesso em tudo que se faz. Seja nos estudos ou na carreira profissional, manter-se concentrado naquilo que faz é imprescindível para a produtividade e eficiência à fim de obter bons resultados.

Neste artigo vamos ensinar como melhorar a concentração, o foco, o raciocínio e a memória. Vamos dar dicas de exercícios para melhorar a concentração das crianças e estimulá-los de forma criativa. Seja nos estudos, na leitura, no trabalho ou em qualquer tarefa, você será capaz de concentrar-se com esmero.

Como melhorar a concentração e o foco

como melhorar a concentração: mulher esquecendo de algo.
Como melhorar a concentração: para uma maior concentração nas atividades, defina suas prioridades e faça uma coisa de cada vez.

Não há dúvidas de que quando nos concentramos em algo e mantemos o foco naquilo que estamos fazendo, nossa produtividade aumenta e desempenhamos a tarefa com mais eficiência. No entanto se concentrar e manter o foco nem sempre é fácil, especialmente se existem mais coisas para se fazer e muito com o que se preocupar.

Para facilitar esse processo, confira abaixo algumas técnicas de concentração mental que irão mostrar como a melhorar a concentração, a memória e manter-se focado:

1. Uma coisa de cada vez!

Para conseguir manter-se concentrado, é fundamental que o seu foco esteja direcionado para uma única coisa. Na maioria das vezes, concentrar todo o pensamento em uma tarefa apenas é difícil. No entanto, é necessário priorizar o que é mais importante no momento. Isto é, seja qual for o critério escolhido para priorizar a tarefa mais importante, o seu foco deve ser direcionado totalmente à ela.

Em outras palavras, como melhorar a concentração está diretamente ligado a fazer uma coisa de cada vez. Pois, quando nos dispomos a colocar toda nossa atenção exclusivamente em uma tarefa de cada vez, desenvolvemos uma capacidade maior de concentração. Assim, as tarefas são concluídas de forma mais eficiente, mais rápida e os resultados terão uma maior qualidade.

2. Autocontrole para evitar distrações

As distrações são as maiores causadoras de perdas de tempo e energia. Segundo uma especialista em entrevista ao Wall Street Journal, a cada interrupção levamos cerca de 25 minutos para voltar à nossa tarefa original.

No entanto, não há uma solução mágica para manter o foco. Mas há maneiras eficientes que mostram como melhorar a concentração mantendo a autodisciplina. Nossos pensamentos são os principais bloqueadores de concentração e foco. Isto é, os pensamentos inesperados e as preocupações com fatos diversos distraem a mente o tempo inteiro. A única solução é aprender a controlar esses pensamentos quando vêm à mente.

Para tanto, é necessário saber quando aceitar ou rejeitar esses pensamentos. Isso se chama autocontrole, a capacidade de identificar um pensamento indesejado e o poder de expulsá-los da mente por um curto período.

No entanto esse autocontrole é desenvolvido na prática e melhora com o tempo. Você só vai conseguir ter um autocontrole dos pensamentos praticando e evitando distrações. Toda vez que um pensamento diferente da tarefa que estiver desempenhando vir à mente, não sucumba. Expulse-o imediatamente e retome à atividade anterior.

3. A prática leva à perfeição

Como o autocontrole, a concentração é uma atividade que deve ser praticada para obter sucesso. O treinamento é fundamental para melhorar a capacidade de concentração. Pense na concentração como malhar um determinado músculo do corpo. Ou seja, quanto mais você exercitá-lo, mais forte ele se tornará.

Você tem como melhorar a concentração através de exercícios específicos. Como por exemplo, focar a mente em um ponto ou objeto por alguns minutos, tentar ouvir uma música com fones de ouvido apesar de outra pessoas ao redor, ler ou escrever apesar de conversas ao fundo, entre outras coisas. (Vamos falar mais sobre isso abaixo).

4. Meditação ajuda no autocontrole

Todo mundo sabe ou já ouviu falar sobre o bem que a prática da meditação faz às pessoas em todos os aspectos da vida. Portanto, a meditação é certamente um dos métodos mais eficazes de como melhorar a concentração. Pois, para conseguir meditar a concentração é fundamental.

Tente incluir na sua rotina um período diário de meditação para trabalhar técnicas específicas de concentração. Existem aplicativos de yoga que ensinam através de simples exercícios como meditar e como melhorar a concentração.

Você pode, por exemplo, focar na chama de uma vela acesa por alguns minutos ou tentar controlar a sua própria respiração através dessas técnicas de yoga. Embora simples, as técnicas de meditação e yoga são muito efetivas em aumentar o poder de concentração.

5. Mudanças fazem bem

Apesar de que para se concentrar é preciso se manter focado em uma única tarefa, às vezes fica difícil se manter concentrado na mesma coisa por longos períodos. Por isso, mudar de tarefa de vez em quando também pode funcionar. Por exemplo, tente se concentrar durante um determinado tempo em uma tarefa, se não conseguir concluí-la mesmo assim, pare e volte em outro momento.

Direcionar o foco para outra coisa e alternar tarefas por determinados períodos de tempo faz com que você seja capaz de ativar outras habilidades diferentes. Além disso, alternar atividades por certos períodos de tempo permite manter a concentração sem se esgotar durante uma tarefa ou outra.

Fique atento ao seu bem estar

O poder de concentração de uma pessoa está diretamente ligado ao seu bem-estar físico. Nenhuma técnica ou exercício de como melhorar a concentração irá adiantar se a pessoa estiver cansada, doente ou preocupada com outras questões. Na maior parte do tempo não se pode evitar situações como essas. Sendo que, muitas vezes nos vemos obrigados a manter o foco e se concentrar em alguma tarefa mesmo assim.

É mais difícil, mas ainda é possível. Só vai ser mais trabalhoso desempenhar a tarefa. Por isso, é fundamental ficar atento aos sinais que o seu corpo dá e cuidar da sua saúde física. Quando não puder evitar o cansaço, uma doença ou preocupações, se possível, tente dividir a tarefa em curtos períodos de tempo. A cada sinal de esgotamento, pare um pouquinho. Respire, dê uma volta, tome um ar e retorne quando se sentir melhor.

Como desenvolver uma concentração seletiva

como melhorar a concentração: mulher pensando
Como melhorar a concentração: a concentração seletiva é a capacidade de focar em uma única coisa ignorando ao redor.

Como já dissemos, para se concentrar é preciso manter o foco em uma determinada tarefa. Ou seja, chamamos de concentração seletiva quando nos concentramos em uma única coisa. Ou melhor, concentração seletiva é a capacidade de processar a captação e retenção de apenas uma porção de informação proveniente de um ambiente em forma de estímulos ou informações.

Ou seja, a concentração seletiva permite manter a atenção naquilo que precisa e ignorar qualquer outra coisa ao redor, seja um ruído, acontecimento, pessoa ou objeto. Portanto, desenvolver o poder da concentração seletiva é a chave de como melhorar a concentração em tudo que se faz.

Recebemos estímulos de todas as formas e em todos os lugares. Os estímulos chegam em forma de sons, cheiros, temperaturas, climas, energias ou vibrações. Às vezes, podem ser até imperceptíveis, mas todos ele têm o poder de provocar reações e influenciar o humor das pessoas. Assim, dificultando ainda mais a concentração dedicada à alguma tarefa ou até tirando completamente a atenção dela.

A concentração seletiva permite bloquear parte desses estímulos externos, de maneira que, mesmo a tantas interferências, você seja capaz de dedicar a maior parte da sua atenção e se concentrar naquilo que precisa. Para desenvolver a concentração seletiva é necessário exercitar o cérebro através de jogos de memória, quebra-cabeças, etc.

Como melhorar a concentração nos estudos

Dificuldade de se concentrar nos estudos é muito comum entre todos os estudantes. Mais do que uma habilidade, a concentração nos estudos depende também da disciplina e da capacidade de foco do estudante.

Só assim, é possível se concentrar de forma eficiente e por muito mais tempo. Se você tem dificuldades para manter o foco durante os estudos, saiba como melhorar a concentração com as dicas abaixo:

1. Descanse antes de começar a estudar

Já dissemos acima que nada adiantará para melhorar a concentração se você estiver cansado. Portanto, antes de tentar estudar por um longo período, você deve estar descansado. Ou seja, para obter um bom rendimento, é necessário que a sua mente e corpo estejam aptos para poder se concentrar. Isso só é possível se você estiver descansado.

2. Procure estar bem alimentado

O corpo não é capaz de desempenhar qualquer tarefa sem energia. Sendo que, a energia que o corpo precisa vem de alimentos saudáveis para que ele funcione corretamente.

Ninguém é capaz de desempenhar tarefas, principalmente o estudar sem que esteja bem alimentado. O cérebro precisa da energia do alimento para se manter bem oxigenado, ativo e estimulado para que você consiga se concentrar.

No entanto, estar bem alimentado não significa comer em grandes quantidade e de uma só vez, mas de maneira equilibrada. Procure por alimentos que proporcionem bastante energia, mas que não pesem no estômago. Invista em refeições balanceadas com alimentos variados, coloridos.

Alimentos muito gordurosos que demoram a ser processados tendem a diminuir o funcionamento do cérebro e nos deixam mais devagar. Por isso, dê preferência a alimentos saudáveis, ricos em fibras e proteínas, vitamina C e carboidratos de fácil digestão. Como por exemplo, vegetais, frutas frescas, peixes ricos em Ômega-3.

3. Tente manter-se motivado

A falta de motivação influencia demais na concentração durante os estudos. Tente se manter motivado estabelecendo estratégias de estudo, como por exemplo, começar por uma matéria que tenha menos dificuldade. Outra opção é desenvolver um sistema de recompensas pela conclusão das etapas de estudos.

4. Faça resumos e sublinhe textos

A leitura pura e simples por longos períodos, muitas vezes fica monótona e cansa a vista. Uma das maneiras mais simples de se manter concentrado é sublinhar os textos, destacando as partes mais relevantes do conteúdo e depois fazer um resumo. Além de ser uma excelente forma de como melhorar a concentração, isso vai facilitar a leitura e ainda ajudar na memorização das partes mais importantes da matéria.

5. Crie um ambiente propício para o estudo

Um local propício para o estudo é fundamental para o sucesso e concentração nos estudos. O local deve ser livre de distrações, de preferência silencioso, bem iluminado e arejado. Procure estudar sentado, de forma confortável e ter todos os materiais à mão para evitar perder tempo.

Se tiver que estudar com o computador ligado, evite ao máximo logar em redes sociais e programas de chat. Guarde o celular e desligue a televisão, música ou qualquer outra coisa que possa desviar a sua atenção e tirar a sua concentração.

Como melhorar a memória e o raciocínio

como melhorar a concentração: cérebro se exercitando
Como melhorar a concentração: exercitar o cérebro é fundamental para estimular a amemória e o raciocínio

Certas práticas ajudam a lembrar do conteúdo das disciplinas durante os estudos e ter um ótimo raciocínio. Para guardar na memória diferentes assuntos, datas, fórmulas, termos específicos e até mesmo compromissos é necessário uma memória afiada.

Para garantir uma boa a memória e aprimorar a capacidade de concentração e pensamento lógico, seja no dia-a-dia, para os estudos ou na vida profissional, exercitar o cérebro é essencial. Existem certas atividades e práticas que podem ajudar a melhorar a memória e ter um ótimo raciocínio.

Para tanto, é importante estimular a curiosidade se interessando por diversos assuntos, tentar fazer coisas diferentes do que de costume, aprender coisas novas, se alimentar e dormir bem. Aprender coisas novas estimula o cérebro. Além disso, a leitura pode estimular a criatividade e a matemática é capaz de ampliar o raciocínio. Veja abaixo, algumas outras formas de como melhorar a concentração exercitando o raciocínio, ampliando a capacidade cognitiva e mantendo a memória afiada:

Evite calculadoras

É uma grande tentação usar a calculadora para fazer cálculos numéricos, mas fazer contas de cabeça é essencial para manter seu cérebro ativo. A matemática estimula e amplia a capacidade de raciocínio. Por isso, tente evitar a tentação da tecnologia.

Leia bastante

A leitura é super importante para o aprendizado. Além disso, pode ser um excelente momento de descontração e lazer. A leitura estimula não só o raciocínio, mas também a imaginação. No caso das obras literárias, se concentrar em uma narrativa alivia a tensão e o estresse e te transporta para um outro universo. É uma excelente maneira de ganhar conhecimento e fortalecer a memória. Além de útil em como melhorar a concentração.

Pratique exercícios

Além de fazer bem para a saúde e bem estar, a atividade física ainda aumenta a capacidade cerebral. Os exercícios físicos estimulam o cérebro através da ativação dos reflexos e da circulação sanguínea. Por isso, inclua sempre alguns exercícios físicos na sua rotina, uma forma de como melhorar a concentração.

Estimule todos os membros

Estamos acostumados a desempenhar certas atividades usando os membros que dominamos os movimentos. Ou seja, usamos os membros direitos se somos destros e os esquerdos no caso dos canhotos. No entanto, exercitar os membros que não costumamos usar com frequência é muito importante para estimular os dois lados do cérebro, ao invés do mais comum.

Neste caso, é bom tentar desempenhar alguma tarefa com algum membro que voc6e não esteja acostumado a usar. Como por exemplo, escrever com a mão esquerda, se for destro, ou chutar uma bola com a direita se for canhoto.

Procure memorizar informações

       

A tecnologia nos proporciona inúmeros benefícios e facilita demais o nosso dia a dia, mas estamos deixando de memorizar muitas informações por conta de toda essa tecnologia disponível. Com o uso dos smartphones não memorizamos nem mais os números que mais discamos. Os aplicativos de bloco de notas, agenda, calendário são como HDs externos para a nossa memória. Todas essas informações estão sempre à mão sem esforço.

Porém, gravar nomes de ruas, decorar números de telefone entre outros são excelentes exercícios para a ativar a memória. Tente memorizar coisas simples como o seu RG, CPF, números mais discados, endereços mais visitados, datas de aniversários, entre outras informações importantes na sua rotina.

Adote uma atitude positiva

Uma atitude positiva na vida é essencial para o bom funcionamento do cérebro. Saiba que o pessimismo, a falta de esperança e otimismo, tensão, estresse e ansiedade prejudicam a nossa capacidade de raciocínio. Isso nos impedindo de nos manter calmos e pensar de forma clara e objetiva.

Como melhorar a concentração no trabalho

Todas essas dicas até agora irão lhe ajudar a tentar entender como melhorar a concentração, aumentar a produtividade e afiar a memória e o raciocínio. Seja durante os estudos ou na sua vida cotidiana, adotar todas essas medidas só irão lhe beneficiar.

Mas para ajudar ainda mais nessa empreitada, seguem abaixo mais algumas dicas de como melhorar a concentração no ambiente de trabalho:

1. Divida a jornada de trabalho

De acordo com a neurociência, o cérebro humano é capaz de se fixar em um único objeto durante 50 ou 60 minutos. Ao término desse período, a nossa capacidade de atenção acaba diminuindo gradativamente até se esvair por completo.

Tente trabalhar ininterruptamente durante esse período de tempo, e em seguida fazer intervalos de 5 a 10 minutos. Nesse tempinho você pode distrair a mente checando suas mensagens do celular, acessar redes sociais, levantar para tomar um café ou até fumar um cigarro. As pequenas pausas ajudam a descansar as áreas ativas no cérebro, sendo que após a pausa para relaxamento, o cérebro estará pronto novamente para outra sessão de trabalho.

2. Evite ficar sem comer

Ficar sem comer ou fazer jejum não é bom para quem precisa se concentrar. Como já dissemos, o cérebro exige uma grande quantidade de energia para desempenhar tarefas e manter o nível de atenção e foco.

Recomenda-se ter sempre algo para mastigar e manter o estômago cheio para ter força suficiente no organismo para manter o foco. Da mesma forma para que o cérebro não se distraia com a fome. Não é necessário ingerir grandes quantidades de alimento, basta uma barrinha de cereais, uma fruta ou um suco entre as refeições do dia.

3. Ouça músicas conhecidas

Ouvir música é um bom recurso excelente para manter o foco. Além de reduzir o ruído do ambiente, a música traz bem-estar. Basta escolher repertórios leves e prazerosos, para que apenas você relaxe com ela. Não é bom trilhas sonoras muito agitadas ou desconhecidas para não exigir mais atenção do cérebro. Outra dica é montar playlists com duração de 50 a 60 minutos, já que esse é o tempo máximo de foco. Assim, quando a música acabar, você já poderá fazer uma pausa.

Priorize a organização

A bagunça e a falta de organização são horríveis para o cérebro, pois o sistema nervoso tende a se espelhar no ambiente externo. Segundo especialistas, se não há lógica do lado de fora, fica mais difícil se organizar internamente.

Muitos podem até dizer que o caos pode ser um grande aliado na busca por criatividade e inovação. No entanto, se o objetivo aqui é se concentrar para terminar uma tarefa, o melhor é manter-se organizado. A postura também é importante. Você deve estar com a coluna ereta, os pés levemente elevados e com a visão ao nível do horizonte. Assim, você estará confortável, e o seu cérebro não irá se concentrar no cansaço do corpo ao invés do trabalho.

Exercícios para melhorar a concentração e a memória

como melhorar a concentração: cérebro e halteres
Como melhorar a concentração: exercitar a mente através de exercícios e estímulos melhoram a concentração e aumentam a memória.

Além de todas essas medidas e comportamentos, é possível melhorar ainda mais a concentração com alguns simples exercícios. De acordo com o portal Lendo.org, a persistência e a prática disciplinada desses exercícios irão lhe render resultados já na primeira semana.

Os exercícios abaixo estão em ordem de dificuldade, portanto só passe para o próximo quando conseguir completar o anterior.

  • Pegue um texto qualquer e conte o número de palavras. Repita para conferir o mesmo resultado. Continue até obter o mesmo resultado e prossiga para o próximo exercício.
  • Conte de 100 até 1.
  • Conte novamente de 100 até 1, agora pulando a cada 3 números.
  • Escolha uma palavra e repita-a em sua mente por 5 minutos. Após conseguir fazer isso por 10 minutos, passe para o próximo exercício.
  • Pegue uma fruta e segure-a em suas mãos. Examine-a bem, mantendo sua atenção totalmente nela. Evite outros pensamentos irrelevantes, até mesmo pensamentos relacionados àquela fruta. Tente focar apenas a atenção nela, examinando a sua forma, cheiro e a sensação de segurá-la em suas mãos.
  • Agora imagine a fruta. Comece olhando-a e examinando-a por cerca de 2 minutos, depois feche seus olhos e tente visualizar, cheirar, sentir o sabor e tocar a fruta em sua imaginação. Tente visualizar uma imagem clara e bem definida. Se a imagem começar a se misturar, comece novamente.
  • Desenhe uma figura geométrica pequena, algo em torno de 10 centímetros, pinte-a com a cor que desejar e concentre-se nela. Tente não pensar em palavras e fique olhando para a figura, sem forçar seus olhos.
  • Agora, imagine a figura com seus olhos fechados. Caso esquecer da figura, abra os olhos por alguns segundos para rever o desenho, depois continue a atividade.
  • Tente agora, por pelo menos 10 minutos, não pensar em nada. A sua habilidade de silenciar seus pensamentos ficará mais fácil com o tempo.

Como melhorar a concentração infantil

como melhroar a concentração: criança na frente de um quadro negro.
Como melhorar a concentração infantil: inclua jogos e brincadeiras na rotina da criança.

Já vimos que para realizar a maioria das tarefas em casa, na escola ou no trabalho é necessária a concentração e manter o foco por um tempo determinado. Ou seja, a concentração é um requisito essencial para a aprendizagem.

Portanto, para uma criança não pode ser diferente. Além de precisar se concentrar em tarefas, a criança também precisa desenvolver consciência corporal e autocontrole. Tudo isso para conseguir ser capaz de manter-se no mesmo lugar tempo suficiente para ouvir, absorver as instruções e processar seu aprendizado.

No entanto, é normal que, de vez em quando, a criança apresente dificuldade para manter a concentração ou o foco em algumas situações. Normalmente, isso acontece quando elas estão cansadas, sobrecarregadas ou expostas à excesso de estímulos. Nem sempre todas as crianças irão apresentar a mesma dificuldade.

Por isso, é possível perceber que algumas têm maior habilidade em manter a atenção e a concentração. Enquanto que outras distraem-se mais facilmente, perdem o foco com frequência e tem dificuldade em cumprir uma tarefa ou terminar uma atividade.

Nestes casos, há algumas formas de estímulos que que possuem impactos positivos sobre os níveis de concentração infantil. Veja abaixo, 5 dicas de como melhorar a concentração das crianças:

1 – Atenda às necessidades fisiológicas da criança

Crianças e adolescentes precisam de pelo menos nove horas de sono adequado e reparador, para garantir uma melhor concentração. Além disso, uma alimentação adequada é essencial: estimule a redução de açúcar, sódio e conservantes. Assim como incluir exercícios físicos periódicos a fim de liberar a energia corporal como esportes, brincadeiras ao ar livre.

2 – Evite maiores distrações em casa

O excesso de estímulos visuais e sonoros não é bom para a concentração. Sempre que estiver desempenhando uma outra atividade com a criança, retire do ambiente aquilo que possa atrapalhar seu nível de concentração. Como por exemplo, desligue a TV, eletrônicos, organize os brinquedos e materiais escolares e mantenha o ambiente livre de bagunça. Na hora do estudo, feche as janelas e mantenha animais de estimação longe neste período. Isso ajudará a criança a identificar qual é o foco de atenção.

3 – Crie um clima favorável para a concentração

Para estimular a concentração em uma determinada tarefa, tente criar um clima no ambiente. Uma música clássica ou uma leitura agradável antes de exigir a concentração mental pode contribuir para acalmar o cérebro. Além disso, é bom determinar um local da casa adequado e calmo para os estudos e tarefas, tornando uma referência de concentração.

4 – Inclua atividades organizadoras

As atividades que envolvem uma sequência de organização estimulam o cérebro a criar estratégias para manter uma linha de raciocínio e fortalece a concentração. Como por exemplo, arrumar a mesa para o almoço, colocar objetos em ordem alfabética, separar brinquedos seguindo critérios específicos como cor, tamanho, etc. Jogos de tabuleiro ou de cartas promovem e estimulam a concentração, além de fortalecer o vínculo familiar e desenvolver habilidades sociais (Leia mais sobre isso abaixo em Brincadeiras que estimulam a concentração).

5 – Saiba quais atividades prendem a atenção

As crianças se concentram de forma diferente a cada atividade. Algumas preferem atividades práticas, concretas, enquanto outras se concentram melhor através de recursos visuais. Tente identificar quais são os recursos que facilitam a aprendizagem do seu filho e ajude-o a construir sua própria forma de estudo. Procure começar com atividades que seu filho tenha mais interesse e vá direcionando para outras mais complexas devagar.

Brincadeiras que estimulam a concentração da criança

A hiperatividade é cada vez mais comum nos pequenos, pois a criança é muito estimulada e impressionada a todo o momento. Todos estes estímulos constantes podem provocar dificuldade de concentração, agitação e até comportamentos hiperativos.

Por isso, é muito importante direcionar as atividades da criança para brincadeiras que estimulam a criatividade e o foco delas. Uma das grandes vilãs do mundo moderno é a tecnologia. Como por exemplo, a internet, o videogame e a televisão, como formas de entretenimento. Eles são os maiores responsáveis por esses “super estímulos” nas crianças.

Apesar de parecer uma atividade mais inerte, o estímulo que estes aparelhos trazem faz com que o cérebro da criança fique imerso em atividades muito rápidas e passe a funcionar em ritmo também acelerado. O tempo de resposta a estes estímulos é também muito rápido.

Por isso, a criança fica com a sensação de que focar a atenção em algo por um período mais prolongado é “perda de tempo”. Assim, a criança passa a não conseguir se dedicar a apenas uma atividade num determinado tempo.

No entanto, a televisão, os jogos eletrônicos e a internet não precisam ser abolidos, pois fazem parte da nossa cultura e da vivência deles. Apenas é preciso utilizá-los com moderação. Outras brincadeiras oferecem estímulos saudáveis e estimulam a criatividade e o foco, mostrando como melhorar a concentração infantil, são elas:

1. Pular amarelinha

Auxilia a criança na coordenação motora, na socialização, no desenvolvimento de tolerância à frustração e no contato com limites e regras.

2. Jogos de tabuleiro

Normalmente envolvem estratégias de raciocínio dando oportunidade de explorar o problema de forma planejada, sistemática e ordenada. Ajudam a criança a seguir regras e não agir de maneira impulsiva. Alguns jogos, além de auxiliarem em como melhorar a concentração e tolerância à frustração, oferecem uma riqueza simbólica, fazendo com que a criança experimente como é desempenhar papéis diferentes.

3. Teatrinhos e faz de conta

Estimula a criatividade, pois faz com que a criança imite situações reais sem fronteiras. Dessa forma, quando a criança não conseguir satisfazer as suas necessidades no mundo real, encontra o equilíbrio afetivo e intelectual nessas representações.

4. Jogos de mímica

O jogo estimula a criança a pensar em representações e fazer associações de palavras, facilitando os processos cognitivos.

5. Jogos de montar

Estimulam a agilidade, imaginação e comunicação, dando a oportunidade de construir, montar, desfazer e analisar. Esses jogos desenvolvem competências, atitudes e habilidades de maneira lúdica e eficiente.

6. Brincadeiras em grupo

O envolvimento em equipe é uma boa estratégia para estimular a criança a pensar de forma independente. Os jogos em grupo propiciam agilidade mental, iniciativa e curiosidade, fazendo com que a criança tenha que discutir para decidir sobre regras de ganhar e perder.

Importante:o segredo é encontrar uma atividade que seja do interesse da criança, sempre com muita interatividade e diversão. Assim, ela passará horas empenhada em desenvolver a brincadeira, em vez de enjoar rapidamente e desistir de jogar.

Power Mind X: Remédio para aumentar a concentração

Como melhorar a concentração: o Power Mind X é um suplemento vitamínico do complexo B que estimula as funções cerebrais
Como melhorar a concentração: o Power Mind X é um suplemento vitamínico do complexo B que estimula as funções cerebrais

A nossa rotina é sempre muito desgastante. Ou seja, está cada vez mais difícil conciliar as tarefas do dia a dia com o trabalho, família, amigos, filhos, faculdade e estudos. Assim, tudo isso acaba gerando um cansaço cerebral nas pessoas. No entanto, para melhorar a concentração, a produtividade, foco e a memória, existem remédios que ajudam a melhorar o desempenho cerebral.

É o caso do Power Mind X que possui uma fórmula totalmente natural com o poder de ativar o funcionamento do cérebro para obter aumento de memória, maior capacidade de concentração, mais foco e produtividade para as atividades diárias.

O Power Mind X é um suplemento do complexo vitamínico B que trabalha para melhorar o fluxo sanguíneo do cérebro. Os seus ingredientes estimulam a síntese da acetilcolina, um dos principais neurotransmissores, responsável por armazenar informações. Assim, a mente aumenta sua capacidade de poder de funcionamento, melhorando o desempenho das pessoas no trabalho e nos estudos.

O suplemento combate os sintomas de quem sofre de cansaço cerebral, perda de memória e falta de concentração. É um produto 100% natural, aprovado pela Anvisa, órgão do Ministério da Saúde. Cada frasco do produto possui 30 cápsulas, que devem ser tomadas 1 vez ao dia, de preferência pela manhã por no mínimo três meses.

O suplemento é vendido no site oficial da fabricante, com todas as garantias e total segurança. Não é prejudicial à saúde e não possui nenhum efeito colateral. No entanto, pessoas que fazem uso de remédios ou que possuem doenças pré-existentes, grávidas, lactantes ou idosos, recomenda-se consultar um médico antes de iniciar o tratamento com Power Mind X.

       

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.