Como Clarear os Dentes? Bicarbonato? Conheça todos os modos!

Procurando dicas de como clarear os dentes? As melhores estão aqui!

0 887

Se há uma região do corpo que mais mexe com a vaidade das pessoas é a estrutura dura, esbranquiçada, com polpa, dentina e esmalte conhecida como “dentes”. Se os olhos são a janela da alma, os dentes são o nosso cartão de visita. O sorriso é a principal arma para gerar aproximação, estabelecer um primeiro contato amigável e promissor. Não à toa, a procura de métodos de como clarear os dentes costuma ser alta.

Primeiro pela já citada questão da vaidade. Dentes amarelados, tortos e esburacados causam impacto negativo sobre as pessoas, abalam a autoestima, fazem com que se retraiam, se sintam mais inseguras, influenciando até o modo de se comportarem.

Mas também há a questão dos tipos de alimentos que consumimos, muito cheios de corantes, que tendem a amarelar o esmalte dos dentes, mesmo ao se seguir as recomendações básicas de higiene, pois se a escovação não for feita imediatamente após as refeições, o nosso “cartão de visita” tende a amarelar mais depressa. Amarelado que passa um aspecto de limpeza relaxada.

Ou seja, formas de como clarear os dentes são pesquisadas muito pelo fator estético e em prol de uma aparência condizente com os esforços habituais de uma higienização eficiente.

Ao se deparar com o farto conteúdo disponível na internet, verificamos opções, métodos, formas de como clarear os dentes diversas, especialmente as caseiras, abundância que torna uma questão simples muito válida: todos funcionam? O que é fato ou o que é cascata?

O presente post do blog A Terceira Idade vem com o intuito de esclarecer algumas dúvidas, alguns mitos sobre as soluções caseiras de como clarear os dentes e tenta apontar um norte, um caminho seguro para que possa realizar esse desejo de literalmente abrilhantar uma vez mais o aspecto visual de seus dentes.

Saiba mais sobre como clarear os dentes a seguir.

Confira!

Quais métodos caseiros de clareamento dental você já testou?

O que é preciso saber antes de experimentar as “trocentas” receitas de clareamento dental na web?

Tanto os tratamentos em consultório de dentistas, que detêm aparato bem mais sofisticado, como os métodos caseiros de clareamento dental, são eficientes, ainda que em escalas diferentes.

Servem para retirar o amarelado dos dentes, embora nem todos os que são publicados na rede cumpram com o prometido, muitos até pioram a situação em vez de melhorar.

Mas o que você precisa ter em vista – e aqui focamos nas soluções mais primitivas e simples, que podem ser feitas por qualquer pessoa em casa, já que se supõe que ao consultar um profissional receberá instruções precisas para o seu caso – é que mesmo os procedimentos caseiros de como clarear os dentes que realmente trazem resultados perceptíveis podem prejudicar a saúde bucal se forem aplicados sem uma avaliação mínima da condição de seus dentes.

Alguns dos produtos, componentes, substâncias, para não dizer grande parte, são elementos abrasivos, agressivos, e se aplicados em excesso ou em casos cuja a resistência da estrutura dura e saliente já se encontre em estado de perigosa fragilização, pode acarretar em:

  • Aumento da sensibilidade (sentirá dor para comer alimentos tanto frios como quentes – o mesmo quanto a líquidos);
  • Favorecimento ao surgimento de cáries ao se corroer demais o esmalte.

Não há um padrão imutável de sensibilidade e saúde bucal, varia de pessoa para a pessoa e por isso é necessário se consultar um dentista para que faça uma análise.

Muitos não cobram para apenas diagnosticar os eventuais problemas que afetem a sua saúde bucal, mas claro que vão fazer uma forcinha para você fechar um tratamento com eles, mas isso é do jogo do capitalismo.

Desse modo, você irá se precaver para não agravar ou adicionar novos problemas ao estado de seus dentes.

Abaixo listaremos os meios mais sofisticados e onerosos usados pelos dentistas para clareamento dental, sempre o mais recomendável, e as receitas domésticas que de fato apresentam resultados significativos.

Siga na leitura.

Laser clareador

Um dos mais sofisticados e eficazes modos de como clarear os dentes. Somente encontrado em consultórios de dentistas certificados.

Vale-se do método de luz pulsada e os resultados são praticamente instantâneos, porém, mesmo com branqueamento nítido logo na primeira sessão, pode ocorrer de se necessitar de pelo menos mais duas sessões para se atingir o resultado idealizado.

Costuma ser um procedimento oneroso, como tudo, aliás, em se tratando de odontologia, mas os preços costumam variar de profissional para profissional, por isso, vale fazer uma pesquisa.

O laser clareador é uma alternativa profissional e eficaz de como clarear os dentes.

Moldeira clareadora

Opção muito comum indicada por dentistas para clarear os dentes. Trata-se de um objeto plastificado, transparente, que se encaixa na estrutura rígida que preenche a mucosa, encapando-a.

Contém substâncias como peróxido de hidrogênio e de carbamida, para ser usado por algumas horas, seja de dia ou a noite.

A diferença para o tratamento a laser é que os resultados são mais vagarosos, mas são tão eficientes quanto a alternativa de laser. O valor da moldeira também se diferencia por ser mais atrativa, porém, novamente cabe fazer pesquisa para encontrar a oferta mais vantajosa.

Clareamentos caseiros

Agora vamos nos dedicar a apontar os métodos caseiros mais usuais e quais são efetivos ou não no que se refere a clareamento dental. Comecemos talvez pelo mais famoso dessa categoria. O bicarbonato de sódio.

Bicarbonato de sódio

As substâncias peróxido de hidrogênio e peróxido de carbamina não foram citados apenas para injetar um verniz científico e obscuro no artigo.

São elementos que irão nos ajudar a entender por que o bicarbonato de sódio não é a solução ideal, ainda que de fato cause efeito de clareamento nos dentes.

Os dentes possuem três camadas:

  • Esmalte;
  • Dentina;
  • Polpa.

A polpa é a parte mais interna. A dentina é a fase intermediária. O esmalte é a camada mais externa do dente.

O que vemos como amarelado nos dentes ocorre pelo acúmulos de pigmentos amarelos na zona intermediária, na dentina, enquanto no esmalte o que se acumula são restos de sujeira.

Os peróxidos citados são as substâncias usadas pelos dentistas que podem ser ministrados via moleiras como por meio de gel. As substâncias liberam oxigênio que tem como função oxidar os pigmentos verificáveis na dentina.

Já o bicarbonato de sódio faz uma limpeza apenas na camada mais externa, eliminando o acumulo de sujeira, de restos de alimentos, provocando sim um clareamento dental, só que de caráter temporário, pois, como citado, o amarelado vem da dentina, e com potencial para provocar mais danos a saúde bucal.

Por quê?

O bicarbonato de sódio é mais abrasivo, mais agressivo, e o desgaste que pode provocar aos dentes, se usado em quantidade superior a recomendada ou por tempo maior que o recomendado para cada caso, poderá deixá-los mais fragilizados, sujeitos a cárie e a hipersensibilidade.

       

Alguns dos procedimentos dos dentistas chegam até a utilizar bicarbonato de sódio para promover limpeza, no entanto, em doses bem moderadas, de acordo com a situação apresentada pelo paciente.

Os dentistas podem até lhe recomendar um tratamento caseiro complementar para o clareamento dental que contenha bicarbonato, mas vai lhe indicar a dosagem exata e o tempo específico de duração.

Por isso, bicarbonato de sódio somente com orientação prévia do dentista e lembrando que não se trata de uma solução definitiva, mas paliativa sobre a questão de como clarear os dentes.

Se o dentista te passar algum tratamento que contenha bicarbonato de sódio, é provável que lhe passe a seguinte receita:

  • Duas (2) colheres de bicarbonato de sódio (a quantidade pode variar dependendo do seu caso);
  • Pasta de dente (também sujeita a variação).
  1. Em um pote, misturar os itens até formar uma pasta pegajosa;
  2. Com a escova, escovar os dentes com a mistura no lugar da pasta tradicional;
  3. Deixar agir por dois (2) minutos;
  4. Escovar novamente, mas agora com a pasta comum.
O bicarbonato de sódio proporciona um clareamento temporário.

Tem como clarear os dentes com açafrão?

Essa ideia de como clarear os dentes com açafrão ganhou força anos atrás devido a postagem da popular apresentadora Bela Gil, cozinheira que tem um programa fixo e de repercussão nacional no canal pago chamado GNT.

Em uma postagem na sua rede social, ela exaltou as propriedades da cúrcuma, também conhecida como açafrão-da-terra, dizendo que essa era uma alternativa melhor do que as tradicionais pastas de dentes por se tratar de um produto natural e sem efeitos colaterais.

No entanto, essa afirmação não pegou nada bem entre os profissionais de odontologia.

Por quê?

Se analisarmos as propriedades do açafrão, ou cúrcuma, como queira, veremos que Gil está certa quanto ao produto ser 100% natural. Não só isso, contém substâncias:

  • Anti-inflamatórias;
  • Anti-séptica;
  • Antibiótica.

Mas o que os especialistas da área da saúde, em específico da saúde bucal, questionam, é que tal afirmação não encontra subsídios perante a ciência, isto é, não há comprovação científica de que o açafrão clareie de fato os dentes.

Portanto, tenha ciência que será por sua conta e risco a tentativa de clareamento usando desse método.

Carvão também ajuda a clarear os dentes?

Outra possível alternativa de como clarear os dentes que é popular, mas que sofre dos mesmos problemas dos tópicos anteriores.

Sim, é muito utilizado um pó preto vendido na internet na qual se passa de uma a duas vezes por dia no afã de conquistar um sorriso radiante.

Porém, sempre tem um porém, assim como a cúrcuma da Bela, também não há indícios científicos que amparem a tese de que o pó do carvão clareie os dentes.

E há um agravante neste caso: se não há sinal de que o açafrão provoque efeitos colaterais nocivos a estrutura dos dentes, o mesmo não se pode dizer do carvão em pó, pois se trata de uma substância altamente abrasiva, corrosiva, desgastante, agressiva e que pode afetar o esmalte dos dentes.

Ou seja, além de não se ter notícia de sua eficácia, ainda há o risco de comprometer ainda mais a aparência de seu belo sorriso.

E outro detalhe importante: tirando a dor e a sensibilidade maior que fatalmente o uso dessa substância nociva irá lhe acarretar em razão do desgaste do esmalte dentário, se, porventura, você for fazer no futuro uma restauração, os resquícios do pó do carvão podem influenciar na pigmentação. O que certamente não lhe proporcionará um visual atrativo.

Papel alumínio para clarear os dentes: funciona?

Continuando sobre a nossa pauta de como clarear os dentes, uma técnica tão popular quanto as outras é o uso de papel alumínio. Será que funciona?

A resposta é: mais ou menos.

Esse método é parecido com o bicarbonato de sódio. O principal ingrediente utilizado é o próprio bicarbonato de sódio, junto com um grãozinho de creme dental e uma pitadinha de sal.

O papel alumínio só tem a função de reter a pasta pegajosa no dente pelo tempo recomendado, de uma hora, não que seja preponderante para alcançar o efeito desejado.

E voltando ao papo que abordamos no tópico do bicarbonato: o clareamento será de caráter temporário. Retirará os restos de alimentos na camada externa, mas deixará os pigmentos da dentina em paz deleitosa e serena.

Acresce que sempre há o risco de você colocar uma dose a mais de bicarbonato que poderá estragar os seus dentes ou até mesmo da pasta e do sal.

Caberá a um dentista especificar as quantidades exatas e se esse método é realmente necessário para obter o clareamento que deseja.

Modo de preparo

  • Em um pote, adicione todos os ingredientes e misture-os até formar a pasta;
  • Passe nos dente com a escova de seu uso e, ao recortar pequenas tiras de papel alumínio, “encape” cada um de seus dentes com o papel e mantenha por pelo menos 1 hora;
  • Em seguida, enxágue bem.
Açafrão e carvão: muita fama, pouco efeito.

Considerações finais

Respondendo a questão de como clarear os dentes, a melhor alternativa continua sendo investir uma grana em um dentista devido aos resultados serem mais seguros.

As soluções caseiras, como bicarbonato de sódio, açafrão, carvão em pó ou papel alumínio, têm sucesso relativo quanto a meta de clareamento ou não promovem efeito algum, a não ser de comprometer a estrutura de seus dentes, o que é muito perigoso.

O bicarbonato de sódio é o que melhor apresenta resultados, mas que são superficiais e temporários, já que a limpeza não é tão profunda como se necessita para se resolver a questão do clareamento.

Para tanto, é necessário oxigenar os pigmentos amarelos responsáveis pelo aspecto “sujo”, que se encontram na camada mediana do dente, na dentina, o que o bicarbonato de sódio não faz, pois se restringe a retirar os resíduos localizados na camada externa, o esmalte.

Quantidades excessivas ou o uso prolongado do bicarbonato costuma ser nocivo a saúde dental.

Somente um dentista poderá lhe indicar o método como um complemento ao tratamento realizado e indicando as medidas exatas para assegurar que não ocorra desgaste excessivo nos dentes.

Gostou do conteúdo?

Então curta, compartilhe, avalie.

Seu apoio é muito importante para nós. Leia mais de nossa sessão de saúde.

       

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.