Calculadora Gestacional pela Ultrassom

0 2.590

Você não precisa ter sido uma boa aluna em matemática ou decorar fórmulas mirabolantes para fazer os cálculos das semanas de gestação, caso esteja grávida. É perfeitamente possível utilizar a calculadora gestacional pela ultrassom através de cálculos rápidos para estimar o tempo de gravidez.

A diferença do cálculo envolvido é que esse tempo não será contado em meses, mas em semanas para ajudar na organização, planejamento e acompanhamento do desenvolvimento e saúde do feto dentro do ventre da mãe.

Tudo o que você vai precisar saber para calcular o tempo de gravidez é a data da sua última menstruação para poder estimar não só a idade gestacional, mas também a data provável do seu parto. Isso pode ser calculado rapidamente em casa ou pelo seu médico no consultório, confirmando os resultados pela ultrassom.

Para tanto, vamos explicar como contar as semanas e como utilizar a calculadora gestacional pela ultrassom e para que serve. Leia artigo abaixo!

Calculadora Gestacional: O que é?

calculadora gestacional pela ultrassom: calcular tempo de gestação
A calculadora gestacional pela ultrassom é um recurso para calcular o tempo de gestação.

A calculadora gestacional pela ultrassom é um recurso utilizado para estimar o tempo de gravidez através de cálculos rápidos e a confirmação da imagem pelo exame de ultrassom.

O método é chamado de regra de Naegele, que consiste em somar os dias decorridos até o momento para estabelecer a idade gestacional do embrião ou somar 288 dias da última menstruação para estimar a data de parto.

Assim, o tempo de gravidez, também chamado de Idade Gestacional (IG), é estimado através da data do primeiro Dia da Última Menstruação (DUM) acrescido do tempo gestacional de uma gravidez normal (9 meses = 40 semanas = 280 dias) para se chegar à Data Provável de Parto (DPP).

Normalmente, o cálculo tradicional considera apenas a DUM, mas caso a data da fecundação seja também considerada, acrescenta-se 38 semanas ou 266 dias. Isto é, a contagem começa antes mesmo da fecundação ocorrer.

À princípio pode parecer difícil calcular, visto que muitas mulheres não possuem ciclos menstruais regulares ou não se lembram da data da última menstruação. Além disso, cada mês possui quantidades de dias diferentes e a data do primeiro dia de menstruação pode variar.

Nestes casos, a calculadora gestacional pela ultrassom é fundamental para confirmar esse tempo de gravidez, já que não sabe exatamente quando ocorreu o último ciclo menstrual.

Mesmo assim, os cálculos gestacionais são uma estimativa que ajuda a determinar o tempo de gravidez e entender como o seu médico consegue estimar a data do parto.

Sem falar que a idade gestacional é necessária para servir de parâmetro para acompanhar o desenvolvimento do bebê, as mudanças corporais e a saúde da mãe.

Cálculo incluindo a data da fecundação

Durante o ciclo menstrual, a ovulação é a fase em que o organismo feminino libera o óvulo do ovário para as trompas de falópio onde ocorre a fecundação. Normalmente, esse processo costuma ocorrer no 14० dia do ciclo antes da próxima menstruação, podendo ocorrer também entre 12० e 16० dias antes.

No entanto, cada mulher tem uma duração de ciclo menstrual, podendo até variar entre os ciclos, mesmo aquelas que possuem a menstruação bem regulada.

Além disso, alguns espermatozóides podem sobreviver até 5 dias dentro do organismo da mulher, dificultando ainda mais o cálculo do momento de fecundação. Por isso, a data da última menstruação (DUM) para calcular a idade gestacional é o método mais tradicional adotado por consenso entre todos os profissionais de saúde.

Mesmo assim, a data da fecundação pode ser considerada, principalmente pelas mulheres que estão planejando engravidar e precisam assim, acompanhar atentamente os períodos férteis, para apontar os dias corretos de ovulação.

Neste caso, basta calcular a data e acrescer 38 semanas de gestação, ou aproximadamente 266 dias.

Para que serve a Calculadora Gestacional?

calculadora gestacional pela ultrassom: ajuda no planejamento
A calculadora gestacional pela ultrassom ajuda no planejamento da gravidez.

A calculadora gestacional pela ultrassom serve para auxiliar os médicos e as mães a acompanhar e planejar a gravidez durante as consultas. Além disso, a calculadora gestacional pode ajudar a futura mamãe a entender como esse cálculo é feito e aliviar a curiosidade enquanto ela espera pela primeira consulta médica.

Ao saber como calcular o tempo gestacional, a mulher consegue apontar o seu tempo de gravidez, planejar melhor a evolução desse período ao se preparar para as mudanças no organismo e ainda ter uma estimativa do dia do parto.

Dessa forma, esses cálculos da gestação vão auxiliar o planejamento da gravidez em trimestres, meses e semanas.

Por que a gravidez é calculada em semanas?

calculadora gestacional pela ultrassom por semanas
o tempo de gravidez é calculado em semanas para ser mais preciso.

Para entender como é feito o cálculo da idade gestacional é preciso primeiro entender a razão do cálculo ser feito em semanas.

Todo mundo sabe que uma gravidez normal dura, em média, 9 meses. Porém, o seu obstetra irá contar o tempo de gravidez em semanas. À princípio, as mamães de primeira viagem ficam um pouco confusas com essa forma de contagem.

Mas não é nenhum bicho de sete cabeças e nenhum médico faz de propósito apenas para confundir a cabeça das futuras mães. Claro que há uma lógica por trás disso tudo.

O fato é que durante todo o período da gravidez, o organismo da mulher sofre muitas mudanças importantes desde a sua fecundação. Além disso, todas essas mudanças irão afetar também o feto durante o curso da gestação.

Como tudo isso ocorre relativamente rápido, principalmente na primeira metade da gravidez, a contagem em semanas permite definir com mais exatidão o tempo de cada uma dessas alterações para saber se a gestação está ocorrendo dentro do previsto.

Por exemplo, em uma gravidez normal o óvulo quando fecundado migra até o útero para implantar-se em suas paredes a partir da 3ª semana, o coração do saco gestacional se forma na 4ª semana, o embrião fica visível na semana ultrassonografia na 5ª, os olhos do feto surge na 6ª e o bebê começa a se movimentar na por volta da 7ª semana (sem que a mãe possa notar).

Todas essas mudanças ocorrem nos primeiros 2 meses. Por isso, se a contagem da gestação fosse mensal, não seria possível ser preciso quanto ao tempo delas. Tal precisão também é prejudicada pelo calendário gregoriano conter meses com quantidade de dias diferentes (28, 29, 30 ou 31 dias) a cada ano.

Por esta razão, o consenso foi adotar o calendário lunar de 28 dias ou 4 semanas, para que haja uma maior sincronicidade na contagem. Sendo assim, as semanas, meses e trimestres de gestação são como os seguintes abaixo:

Primeiro trimestre:

  • 1 a 4 semanas de gestação: 1 mês.
  • 5 a 8 semanas de gestação: 2 meses.
  • 9 a 12 semanas de gestação: 3 meses.

Segundo trimestre:

       
  • 13 a 16 semanas de gestação: 4 meses.
  • 17 a 20 semanas de gestação: 5 meses.
  • 21 a 24 semanas de gestação: 6 meses.

Terceiro trimestre:

  • 25 a 28 semanas de gestação: 7 meses.
  • 29 a 32 semanas de gestação: 8 meses.
  • 33 a 36 semanas de gestação: 9 meses.
  • 37 a 40 semanas de gestação: 10 meses (gravidez normal pode ter entre 37 e 42 semanas).

Como calcular as semanas de gravidez

calculadora gestacional pela ultrassom para planejar a gravidez
Calcular o tempo de gravidez é a forma mais fácil de planejar a gavidez.

A maneira mais correta de se calcular o tempo de uma gestação seria a partir do dia da sua concepção. Mas como já falamos anteriormente, é muito improvável conseguir saber ao certo quando foi exatamente que o espermatozóide fecundou o seu óvulo.

Isso porque não importa quantas relações sexuais você possa ter tido em um determinado mês, pois mesmo que tenha sido apenas uma, a concepção pode não ocorrer no mesmo dia. O fato é que os espermatozóides podem permanecer vivos dentro do aparelho reprodutor feminino por cerca de 5 a 7 dias, dependendo da vitalidade deles.

Ou seja, digamos que em um determinado mês você manteve relações sexuais no dia 16, mas só ovulou no dia 19, então a concepção só pode ter ocorrido 3 dias após o ato sexual, pois apenas após esse período que o óvulo estava maduro e disponível para fecundação.

No entanto, caso a mulher tenha mantido relações sexuais por mais dias no mesmo mês, é praticamente impossível descobrir qual foi o dia exato da fecundação. Isso porque o óvulo dura apenas 24 horas e os espermatozoides até 7 dias.

Isto é, caso você tenha engravidado em um mês em que teve relações nos dias 12, 14, 17 e 19, provavelmente a fecundação do óvulo tenha sido entre os dias 12 e 26 do mesmo mês. Portanto, um intervalo muito grande de 2 semanas para se saber ao certo que dia foi.

Assim, o cálculo para um resultado exato seria impossível e por isso, o primeiro dia da última menstruação foi determinado como o fator principal para se calcular o tempo de gravidez.

Por exemplo:

Imagine que uma mulher, após constatar algumas semanas de atraso menstrual, fez um teste de gravidez com resultado positivo. Digamos que o teste de gravidez tenha sido feito no dia 10 de Março e o primeiro dia da sua última menstruação (DUM) foi no dia 24 de Janeiro.

Segundo o método da calculadora gestacional pela ultrassom, o dia 23 de Janeiro é considerado o seu primeiro dia de gravidez, mesmo não estando efetivamente grávida nessa data.

Dessa forma, a 1ª semana de gestação vai do dia 23/01 ao dia 29/01, a 2ª semana de gestação vai dia 30/01 ao dia 05/02, e assim por diante, até que no dia 10 de Março a gestante imaginária estaria 6 semanas e 4 dias grávida.

É importante ressaltar que a ovulação e, consequentemente, a concepção só ocorreram  entre a 2ª e a 3ª semanas após a menstruação. Portanto, de acordo com a contagem do tempo de gravidez, a gestante ainda não estava realmente grávida nessas duas primeiras semanas.

Assim, quando o médico diz que a gestante está na 10ª semana de gravidez, na verdade ela está ao redor da 8ª semana. Mesmo assim, esse intervalo não significa nada, pois cada mulher tem um dia diferente de ovulação durante o ciclo menstrual.

É por isso que utiliza-se o primeiro da menstruação para facilitar a padronização do tempo de gravidez, mesmo que hajam alguns dias de diferença em relação ao real tempo de gestação. Essa diferença é corrigida e confirmada através da calculadora gestacional pela ultrassom, o que nos leva ao tópico abaixo.

Calculadora Gestacional pela Ultrassom

A calculadora gestacional pela ultrassom cofirma a estimativa.
A calculadora gestacional pela ultrassom cofirma a estimativa.

Caso a mulher não se lembre do dia exato da sua menstruação devido a um ciclo menstrual  irregular, ou caso não descubra a gravidez já nas primeiras semanas devido a sangramento de escape no início da gravidez ou por confundir com a menstruação, a calculadora gestacional pela ultrassom transvaginal é a forma mais eficaz para estimar o tempo de gravidez e a data prevista para o parto.

Mas no caso desse exame de ultrassonografia transvaginal, a gravidez só poderá ser detectada a partir da 5ª semana (primeiro trimestre), pois é quando o embrião já pode ser visto dentro do útero.

Sabe-se que até as primeiras 20 semanas de gravidez, todos os fetos possuem mais ou menos o mesmo tamanho. Por isso, durante o exame são tiradas medidas biométricas simples como o tamanho do osso fêmur, circunferência da cabeça, comprimento céfalo-caudal e a circunferência da cintura, para ajudar a determinar a sua idade gestacional.

Portanto, mesmo apontando a DUM, a calculadora gestacional pela ultrassom é realizada para confirmar a sua estimativa.

Após a 20ª semana de gravidez, dependendo da genética, cada feto passa a crescer em ritmos diferentes. Sendo assim, a partir deste período a idade gestacional apenas com base no tamanho do feto fica mais difícil de ser determinada.

Leia também: O Que é Gravidez Ectópica? Abdominal, Ultrassom, Cirurgia, Tratamento

Outras formas de estimar o tempo de gravidez

Há um tempo atrás, o tamanho do útero era uma outra forma de estimar o tempo de gravidez quando não havia exame por ultrassom, caso a mulher desconhecesse a sua data da última menstruação.

No entanto, não se pode palpar o útero para observar uma alteração de tamanho antes de 12 semanas de gravidez. Já a partir 12ª semana de gravidez, o útero pode ser palpado logo acima da sínfise púbica (parte frontal do osso da pelve), e com 16 semanas, o útero pode ser palpado no meio do caminho entre a sínfise púbica e o umbigo. Ao passo que com 20 semanas de gravidez, o útero já se encontra na altura do umbigo.

Ler também: Como saber se estou grávida? Guia Completo!!

Como calcular a Data Provável de Parto (DPP)

Uma gestação normal calculada pela DUM costuma durar em média cerca de 37 a 41 semanas. Sendo assim, quando um bebê nasce antes da 37ª semana, ele é considerado prematuro, e após a 42ª semana é bebê pós-termo.

Na maioria das vezes, os bebês costumam nascer com cerca de 40 semanas de gravidez, a termo. Sendo assim, a data provável para o parto (DPP), é contada a partir de 40 semanas após a sua DUM. Portanto, para estimar a DPP de forma mais rápida e fácil, basta utilizar a fórmula de Naegele: (DUM + 7 dias) – (3 meses) + 1 ano = DPP.

Leia também: Menstruação atrasada 2 meses – O que pode ser?

Por exemplo:

DUM = 05 de Maio de 2014 + 7 dias = 12 de Maio de 2014

12 de Maio de 2014 – 3 meses = 12 de Fevereiro de 2014

12 de Fevereiro de 2014 + 1 ano = 12 de Fevereiro de 2015 (DPP)

Claro que isso é apenas uma estimativa, sem o intuito de adivinhar o dia do parto, mas apenas preparar a futura mamãe para uma data mais provável do nascimento, caso a gravidez chegue até as 40 semanas.

Aliás, somente cerca de 5% dos bebês realmente nascem na data estimada no início do pré-natal. Mesmo assim, todos esses cálculos costumam ajudar bastante.

       

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.