Cabeça nas nuvens

0 2.108

Quando a falta de atenção me leva pra outro lugar fora do presente.

Muitas vezes falta de atenção vem quando meu interesse está em outras coisas, distantes do momento presente. É o que acontece quando alguém me conta sobre sua viagem à Jerusalém enquanto penso nas contas pra pagar… como “curtir” com o amigo suas novidades? Daí ele te pergunta: “você não acha?” e você diz que acha sem saber do que se trata, torcendo pra ter sorte de não ter concordado com a coisa errada!

Outro fato muito comum é quando estamos ansiosos ou com pressa para se fazer algo. E todos nós temos experiências de que a pressa é inimiga da perfeição. Porquê? Porque a pressa também nos rouba a atenção. É como um aprendiz de malabares quisesse se apresentar para um grande público sem ensaiar… ele não se preparou e logo já quer fazer que tudo dê certo com todas as bolas… Não sei se este é o melhor exemplo mas o exemplo das bolas é legal não é? Quando estamos com pressa fazemos malabarismo para colocar documentos na bolsa, tomar o remédio, conferir o gás, fechar a porta dos fundos, colocar água pro gato, fechar a porta da frente (será que com chave?), correr pro ponto de ônibus e quando se assenta pra pegar a carteira de passe livre… ela não está na bolsa… coisinhas pequeninas que todas juntas ao mesmo tempo se transformam em grandes chateações!!

A atenção é o primeiro passo para se fixar uma informação e então transformá-la em memória. Se na hora que uma pessoa estiver me contando algo e eu estiver com a mente em outra questão, experimente repetir o que a pessoa lhe disse. Pode ser que você consiga, não duvido. Mas muitas vezes ouço queixas do tipo: “ela me disse o nome do produto, mas não lembro qual”, “eu ouvi que ele marcou o dia, mas não sei se é pra voltar ou pra ligar…”, “eu passei em frente desta loja mas não sei se é na rua de baixo ou de cima. Acho que preciso de um neurologista…”

A atenção nos ajuda capturar detalhes da informação, importantes para a memorização. Se enquanto ouço um caso conseguir criar imagens ricas em detalhes, tenho mais chance de fixá-lo. Ao criar tais imagens estou fazendo conexões entre o que ouço e o que entendo, entende? Caso não consiga criar… faça um algum esforço, pois a mente de qualquer ser humano é altamente criativa em qualquer idade, independente de seu nível intelectual.

Leia também:

       

Outra dica interessante é desenvolver uma estratégia interna de se satisfazer com o momento presente, viver o “agora”. Para isso veja todo o passado como uma grande lição através dos erros e uma conquista de experiências que “ fez chegar até aqui. Quanto ao futuro compreenda que certamente ele virá com felicidades se você viver o presente de forma concentrada, íntegra e da melhor forma que conseguir viver.

O que quero dizer com esta filosofia toda? Que você desenvolverá mais interesse por cada minuto de sua vida e manterá a atenção a cada passo dado em seu dia a dia. Ou seja, você se envolverá com mais qualidade em seus afazeres e demandas e saberá selecionar: “o que é interessante porque eu gosto agora, o que é interessante porque eu preciso agora e o que não é interessante e muito menos preciso agora”.

Quanta economia de energia mental para ajudar a fixar mais as informações! Tenho certeza que a cada dia você se sentirá “mais vivo” por estar mais presente no agora, sentirá mais seguro de si pois se tornará mais concentrado no que de fato acontece, tanto com as pequenas até com as grandes coisas.

Que você a cada dia mais escreva linhas felizes para sua história!Ela é tão importante que às vezes mesmo não tendo interesse por algo é preciso manter atenção.

Quando ando pelas ruas com a percepção de “estar ” só porque fiquei relembrando naquele momento da viagem do ano passado. Não adianta perguntar coisas como “viu aquela promoção?” . A coisa piora quando de repente algum conhecido que há muitos anos não vejo surge na minha frente. O que geralmente acontece? A memória trava… pois além de jamais imaginar que fulano ia aparecer ali bem no meio do meu devaneio urbano, fiquei emocionada por reencontrá-lo.

 

COMENTE COM OS AMIGOS DO SITE:
Use a caixa de comentários abaixo para trocar idéias com os leitores do site. Muitas pessoas podem interagir com você.

 

       

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.