Atividades intergeracionais e sua importância social

1 3.361

A palavra intergeracional não se encontra no dicionário por se tratar de uma palavra aglutinada. Nos últimos anos essa expressão tem sido cada vez mais usada. Ela conceitua método de trazer à convivência crianças, jovens, adultos e idosos. Nos interessa saber quais benefícios adquirimos com este tipo de convivência.

Será que estamos reencontrando a importância de voltarmos a nos relacionar de forma livre, harmoniosa, respeitosa e cheios de interesses saudáveis uns pelos outros?

Consigo ver, na verdade, que todos nós podemos ganhar nas relações intergeracionais: a criança aprende com o mais velho desenvolvendo coragem e motivação para lidar com a vida. Os jovens encontram inspiração e porto-seguro para corrigir os erros. Os mais velhos sentem-se satisfeitos ao transmitir seus conhecimentos que poderão perpetuar por gerações resguardando os valores de sua família, de sua sociedade. E satisfação pela vida é algo muito importante para nossa saúde e bem estar.

Socialmente nos é muito valioso continuarmos seguindo em frente com o legado deixado por nossos ancestrais, assim nos dando forma e identidade cultural, a coisa mais importante para os povos e nações.

Leia Também:

       

Como mais poderíamos existir senão através de nossas características coletivas, específicas e individuais? Como existir sem cultura, sem ordem social, sem desenvolvermos nossas habilidades? Afinal de contas tudo isso é parte do “pacotinho da vida”! E se estamos perdendo a ordem social, é porque nos está faltando esta interação por meio de convivência, de contato pessoal a partir dos membros de uma família e então a partir dos membros da sociedade. Não seriam os valores morais, culturais e éticos transmitidos pelos mais velhos, a partir de nossas famílias? Pra qual direção estamos indo?

Portanto desejo de coração que neste período atual de tantos conflitos e reivindicações possamos de fato refletir e realizar sobre a importância de convivermos harmoniosamente, com interesse em aprendermos uns com os outros, com os erros uns dos outros retirando a lição do acerto, e principalmente “aprender com quem sabe”. E o indivíduo que sabe neste caso, não é o diplomado pela ciência, mas o diplomado pela vida.

Aprender com os erros e aprender com quem sabe representa interesse em viver, interesse em saber como se faz melhor para poder viver melhor. E quem não quer viver melhor já morreu, não é mesmo?

 

COMENTE COM OS AMIGOS DO SITE: Use a caixa de comentários abaixo para trocar idéias com os leitores do site. Muitas pessoas podem interagir com você.

Recomendados Para Você:

       
1 comentário
  1. […] Atividades intergeracionais e sua importância social; […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.