Turismo na terceira idade: a vida é uma viagem!

então vamos aproveitar!

Quando somos muito pequenos, e quase não saímos de casa qualquer passeio é motivo de alegria. Como são inesquecíveis a primeira excursão de escola, o primeiro passeio de trem, a primeira viagem de ônibus ou avião. Nossas primeiras experiências de turismo!

A medida que o tempo passa as demandas da vida adulta absorvem nosso tempo: estudar, trabalhar, cuidar da casa, criar os filhos. Dependendo da história e rotina de cada um deixamos o turismo de lado, viajando menos que gostaríamos.

A vida é uma grande viagem

Uma das maiores viajantes que conheci foi minha avó materna. Mesmo saindo pouquíssimo de casa, nos muitos anos de doença do meu avô, vovó sempre viajou!

Passeava pelas nas revistas de moda, transitava por livros, corria o mundo nas novelas, saia de órbita nos jogos do Atlético Mineiro. Um dia, meu avô também viajou e nunca mais voltou! Ele morreu.

A vida é uma grande viagem, onde chegadas e partidas acontecem o tempo todo. A partida dos que amamos abre em nós uma ferida que leva tempo para cicatrizar.

No caso de minha vó da cicatriz brotaram saudades e rodinhas nos pés! Ela nunca parou de viajar. Na maioria das vezes ia em grupos de turismo. Foram vinte anos de disposição e malas rapidamente prontas, sempre que uma oportunidade surgia.

Em 2014 vovó fez sua última viagem, estava radiante!

Dias antes de morrer, ela ligou para minha mãe de um quarto de hotel em Caldas Novas.

Nessa última conversa, vovó dizia que se sentia uma rainha sempre que viajava. Como é gostosa a sensação de quarto “espontaneamente arrumado”, de refeições variadas, de rodas de conversa, tardes na piscina, noites de bingo e dança.

E você, para onde já viajou? Para onde gostaria de ir? Quais são suas lembranças mais queridas? Quais sonhos ainda estão guardados numa das gavetas de seu coração?

Você pode até estar pensando: Ah, eu já estou velho para viajar!

Meu tempo já passou? (ou posso te contar outra história?)

Um convite para viajar: uma proposta cheia de emoções

Há pouco tempo estávamos na casa dos meus sogros e minha sogra nos chamou para conversar. Com uma expressão séria, ela queria falar algo comigo e com meu marido.

Numa visível mistura de ansiedade e nervosismo ela nos contou que havia recebido uma proposta. Um sobrinho estava organizando uma viagem para conhecer a Itália e Portugal e convidou minha sogra para ir. Essa seria a viagem mais longa realizada na vida deles.

A expressão e o brilho em seus olhos me lembraram uma criança que chega da escola com o bilhete da excursão nas mãos e diz:

-Mãe!! Posso ir nesse passeio!

Sim! Como senhores da própria vida eles se permitiram.

Meu sogro que passava mais tempo fazendo turismo pelos canais da televisão, se iluminou! Minha sogra deixou um mundo de possibilidades entrar pela janela!

Se há tempo… é tempo de viajar!

Viajar é sempre uma possibilidade de descoberta, de conhecer novas pessoas, de interagir. Seu próximo destino pode ser definido agora, basta anotar em um pedaço de papel (ou no celular) o primeiro local que vier na sua cabeça.  Para fazer turismo nunca é tarde demais.

Anotou!? Então embarque comigo.

Inglês para Sobrevivência em viagens

Para viajar é preciso planejamento

Você pode iniciar sua viagem assim que terminar a leitura desse texto.

Busque informações sobre o local de seus sonhos. Descubra qual a melhor forma de chegar lá: ônibus, avião, trem, carro…

Qual a melhor época do ano para estar lá?  Aproveite toda a experiência que você acumulou até aqui e aproveite as oportunidades fora de temporada.

Quais pontos turísticos mais visitados? Quais cantinhos você gostaria de explorar? Use a internet a seu favor: você já utilizou o Google Street View? Nele você pode começar a se localizar no seu futuro destino.

Visite uma agência de turismo!

Observe a forma como te recebem, várias delas possuem pacotes e serviços especiais para a terceira idade. Saiba os custos e providências que você precisa tomar.

Lembre-se: viagens internacionais demandam mais documentos e preparação que os destinos  nacionais.

Agora você já tem as informações básicas. Se organize e reserve os recursos para realizar o seu sonho.

Mobilize, amigos! Viajar com pessoas conhecidas pode ser ótimo e econômico. Juntos vocês podem conseguir condições especiais de hospedagem e preços.

Não obteve a resposta desejada dos amigos?  Se permita conhecer novas pessoas e estabelecer novos vínculos. Existem excelentes iniciativas e grupos maravilhosos que podem ser ideais para você.

Viajar é… Investir em você

Fazer turismo é investir em histórias e memórias.

Cada viagem é um momento único de expansão dos seus conhecimentos. Toda vez que nos desinstalamos de nossa rotina colocamos nosso cérebro para funcionar.

Voltamos a pensar sobre onde as coisas ficam (banheiro, cama, restaurante, etc). Realizamos movimentos que o conforto do nosso lar não permite (andar na areia, comer fruta no pé, tomar banho de mar ou piscina).

Vivemos sensações, experimentamos novos alimentos. Somos convidados a “invadir” culturas e espaços muito diferentes dos nossos. Somos chamados a nos posicionar, dizendo ao mundo quem somos.

Sair dos espaços do dia a dia é uma chance maravilhosa de ver a sua vida por outro ângulo.  É momento de sentir saudades do que ficou para trás:  nossos familiares, nossa cama, nosso animal de estimação! Como diz o cantor:

“Coisa que gosto é poder partir

Sem ter planos

Melhor ainda é poder voltar

Quando quero! ”

Querem conversar mais sobre viagem e turismo? Sobre qual assunto deseja ler? Mande um e-mail para “Nós”.

Karina Cassini – educadora

Fundadora do Entre os Nós

karina.entreosnos@gmail.com

 

Recomendados Para Você:

Comentario (0)
Adicionar Comentário