Drama Pessoal – reflexão de uma adolescente

saindo do negativo ao positivo

1 1.984

Há dias recebi esta reflexão de minha prima adolescente. Surpreendeu-me sua visão madura, mesmo que focada no negativo mas com entusiasmo positivo para sermos diferentes.

Surpreendeu-me por ser ela a representante de uma faixa etária que também sofre preconceitos e desvalorização da cultura de diversas formas: “jovens não querem nada”, “os jovens estão apáticos”…

Mas tenho observado diferente: jovens estão cansados em idade muito jovem de não encontrarem aparato para sua força criadora.

E quando penso em jovens e idosos vejo a sintonia congruente da transformação. E isso é poder! Poder para fazer diferente juntando a força que o jovem tem com a sabedoria que os mais velhos têm.

Tal reflexão tem feito pensar em jamais desistir do meu “bom dia”,”como vai”? “tenha um ótimo dia”. “obrigado!”

Abaixo vamos perceber o quanto esta jovem clama internamente pela volta às raízes da simplicidade, da amizade e harmonia. Pela volta da leveza na vida!

Isso é desejo de todos nós. Eis meu convite para lermos juntos suas sinceras palavras:

 

Drama Pessoal

Eu não sei nem o que sentia. Na verdade é difícil de dizer.

Tudo o que queria era um abraço para ver se tirava de mim esse cansaço.

Cansaço de tudo: da vida e do mundo.

De tudo que me rodeava.

Das palavras mal faladas, das historias mal contadas, de gente que tinha mais de quatro caras e que usava toda hora uma máscara.

O mundo está mesmo assim: olho a minha volta, tudo esta sem cor.

A vida não tem mais calor, todo mundo já perdeu o amor e ninguém se interessa mais.

Carinho? Só em dias especiais.

Família? Já virou opção.

Educação, humildade e simplicidade são valores distantes. Nada esta como antes.

O triste é que o tempo passa e ninguém vê. Essa mania de todo mundo querer ter!  Esquecem também do ser: ser gentil, carinhoso ou apenas se render ao amor.

Em um passado não muito distante, acordávamos todos os dias com o cantar dos pássaros.

Era bom humor e educação, logo de manhã.

Ninguém se esquecia de ser gentil.

“Era bom dia! Como vai? Tenha um ótimo dia.”

Atualmente está tudo diferente: pessoas mal amadas se tornam carentes, vivem descontentes.

Tempo que não volta mais!

Porém… podemos recriar esse mundo. Uma questão de querer e fazer.

E já sabemos: queremos!

 

lucielle

Lucielle Sodré Caetano

neta e estudante, 15 anos

       

você pode gostar também Mais do autor

1 comentário

  1. Rubens Diz

    Eu gostaria de poder ser útil,podendo mostrar o que aprendi com diversos cursos e com a faculdade da vida,experiência adquirida com muitos anos de trabalhos e dedicação.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.